Avaliação de resultados da capacitação via estagios pos-doutorais: breves notas sobre a produção cientifica em periodicos

Pedro Marcos Roma de Castro, Geciane Silveira Porto

Resumo


A pesquisa teve como objetivo avaliar a influencia do estagio pos-doutoral sobre a produção cientifica, notadamente das hard sciences de docentes atuantes em programas de pos-graduação da Universidade de Sao Paulo (USP). O estudo busca a mensuração de variacoes da produção registrada em periodicos científicos em um panorama ex ante e ex post e encontra-se circunscrito nessas quatro grandes areas do conhecimento: Biologicas, Engenharias, Exatas e da Terra e Saúde. O pos-doutorado pode ser visualizado como um local privilegiado para a complementaridade da capacitação docente enquanto forma de atualização e/ou reciclagem profissional, com a logica embutida e a expectativa de que haja beneficios, tambem, para o programa de pos-graduação de origem. Como toda atividade de pesquisa nao pode ficar implicita, as atividades de pesquisa do pos-doutorado, tambem, necessitam ser tornadas públicas via conhecimento externalizado que se traduz no conhecimento cristalizado sob a forma de publicacoes cientificas que sao compartilhadas pela comunidade academica. Com uma população de 86 doutores que realizaram pos-doutorado ate junho de 2005, os dados levantados com o confronto da produção em Ciencia e Tecnologia (C&T), antes e depois do treinamento pos-doutoral apontam para um comportamento de variação da produtividade em midia qualificada cujo resultado demonstra uma “homogeneização” relativa entre publicacoes registradas em periodicos Qualis ‘B’ e ‘C’, nacionais e/ou internacionais, mas sugere haver diferencas no que tange a uma influencia sobre o aumento de publicacoes em revistas Internacionais Qualis ‘A’ possuindo influencia positiva mais visivel sobre essa produção para estagios realizados no Exterior, nas grandes areas do conhecimento investigadas.

Palavras-chave


Estágio pos-doutoral; Produção cientifica; Ciencia e tecnologia; Pos-graduação e produtividade

Referências


AJUHA, G. Collaboration networks, structural holes, and innovation: a longitudinal study. Administrative Science Quarterly, New York, v. 45, n. 3, p. 425-455. 2000.

ANTONELLI, C. The evolution of the industrial organization of the production of knowledge. Cambridge Journal of Economics, Oxford. v. 23, p. 243-260. 1999.

CAPES. Orientacoes para candidatos a estagio pos-doutoral no exterior. Brasilia, DF, 2002. Documento nao publicado. Disponivel em: . Acesso em: mar. 2004.

______. Periodicos. Brasilia, DF, 2008. Disponivel em: . Acesso em: maio 2009.

______. Reestruturacao do Qualis: documento do Conselho Tecnico Cientifico. Brasilia, DF, 2009. Documento nao publicado. Disponivel em: . Acesso em: maio 2009.

CALVOSA, M. V. D.; REPOSSI, M. G.; CASTRO, P. M. R. Avaliacao de resultados da capacitacao docente: o pos-doutorado na Universidade Federal Fluminense sob a otica da producao cientifica e bibliografica. Avaliacao: revista da avaliacao da educacao superior, Campinas, SP, v. 16, n. 1, p. 99-122, 2011.

CASTRO, P. M. R.; PORTO, G. S. Analise exploratoria sobre avaliacao e mensuracao de resultados da capacitacao via estagios pos-doutorais: heterogeneidade entre grandes areas do conhecimento?. Revista de Administracao, Sao Paulo, v. 45, n. 1, p. 43-56, 2010.

CASTRO, P. M. R.; PORTO, G. S. Retorno ao exterior vale a pena?: a questao dos estagios pos-doutorais sob a perspectiva da producao em C&T. Organizacoes & Sociedade, Salvador, v. 15, n. 47, p. 155-173, 2008.

CASTRO, P. M. R.; PORTO, G. S.; KANNEBLEY JUNIOR, S. Pos-doutorado: essencial ou opcional?. In: ENCONTRO DA ASSOCIACAO NACIONAL DE POS-GRADUACAO E PESQUISA EM ADMINISTRACAO, 33., 2009, Sao Paulo. Anais... Sao Paulo: ANPAD, 2009.

COHENDET, P. et al. Knowledge coordination, competence creation and integrated networks in globalised firms. Cambridge Journal of Economics, Oxford, v. 23, p. 225-241. 1999.

DUNNING, J. (Ed.) Regions, globalization and the knowledge economy: the issues stated in regions, globalization and the knowledge-based economy. Oxford: University Press, 2000.

GARVIN, D. Construcao da organizacao que aprende. In: GESTAO do conhecimento. Rio de Janeiro: Campus, 2001. p. 50-81. (Harvard Business Review Book).

GOERGEN, P. Ciencia, sociedade e universidade. Educacao & Sociedade, Campinas, SP, v. 19, n. 63, p. 53-79, 1998.

LEYDESDORFF, L. Scientific communication and cognitive codification: social systems and sociology of scientific knowledge. European Journal of Social Theory, Thousand Oaks, CA, v. 10, n. 3, p. 1-22, 2007.

LI, M.; GAO, F. Why Nonaka highlights tacit knowledge: a critical review. Journal of Knowledge Management, Bradford, UK, v. 7, n. 4, p. 6-14, 2003.

MCFAYDEN, M. A.; CANNELLA JUNIOR, A. A. Social capital and knowledge creation. Academy of Management Journal, New York, v. 47, n. 5, p. 735-746, 2004.

NONAKA, I.; TAKEUCHI, H. Criacao de conhecimentos na empresa: como as empresas japonesas geram a dinâmica da inovacao. Rio de Janeiro: Campus, 1997.

POWELL, W. W.; KOPUT, K. W.; SMITH-DOERR, L. Inter organizational collaboration and the locus of innovation: networks of learning in biotechnology. Administrative Science Quarterly, New York, v. 41, n. 1, p. 116-145, 1996.

POWELL, W. W. Learning from collaboration: knowledge and networks in the biotechnology and pharmaceutical industries. California Management Review, Berkeley, v. 40, p. 228-240, 1998.

PROBST, G.; RAUB, S.; ROMHARDT, K. Gestao do conhecimento: os elementos construtivos do sucesso. Porto Alegre: Bookman, 2002.

SOUZA, E. P.; PAULA, M. C. S. Qualis. INFOCAPES: boletim informativo da CAPES, Brasilia, DF, v. 10, n. 2, p. 6-24. 2002.

STEWART, T. A. Capital intelectual. Rio Janeiro: Campus, 1998.

VELHO, L. Formacao de doutores no pais e no exterior: estrategias alternativas ou complementares?. Dados: revista de Ciencias Sociais, Rio de Janeiro, v. 44, n. 3, p. 607-631, 2001.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2016 Revista Ensaio: Avaliação e Politicas Públicas em Educação

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

SCImago Journal & Country Rank