Inserção Social: em busca de sentidos e de indicadores para a avaliação da pós-graduação na área da Educação

Carlos Eduardo Ferraço, Isabel Maria Sabino Farias

Resumo


O artigo problematiza o tema inserção social no processo avaliativo da pós-graduação stricto sensu em Educação no Brasil. Parte do exame da Ficha de Avaliação do quadriênio 2013-2016 para evidenciar como o quesito a inserção social está ali objetivado, análise cruzada com os debates decorrentes do I e II Seminários “O Sistema de Avaliação da Pós-Graduação Brasileira” promovidos pela Anped (2017 e 2018) e com dados de levantamento realizado na Plataforma Sucupira em 168 programas da área da Educação, no relatório anual de 2016, encaminhado pelos PPGE à Capes, das ações identificadas em suas práticas como objetivantes desse item. O que deve ser considerado neste quesito ainda é objeto de pouco consenso, agenda que se complexifica com as mudanças no Sistema de Avaliação da Capes, que propõe avaliá-lo a partir do seu impacto.


Palavras-chave


Inserção Social; Avaliação; Pós-Graduação; Educação

Referências


ANPED. Inserção social: em busca de sentidos e indicadores para a avaliação da Pós-Graduação na área da Educação. In: SEMINÁRIO O SISTEMA DA AVALIAÇÃO DA PÓS-GRADUAÇÃO BRASILEIRA, 2., 2018, Belo Horizonte. Rio de Janeiro, Anped, 2018. Disponível em: https://anped.org.br/sites/default/files/images/gt_insercao_social.pdf. Acesso em: 5 jul 2019.

ANPED. Inserção social nos programas de Pós-Graduação em Educação: apontamentos para o debate. In: FÓRUM DE COORDENADORES DE PROGRAMAS DE PÓS-GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO - Forpred, 2017, São Luís. [S. l.: s. n. ].

BALBACHEVSKY, E. A Pós-Graduação no Brasil: novos desafios para uma política bem sucedida. In: SCHWARTZMAN, C. B. S. (org.). Os desafios da Educação no Brasil . Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2005. p. 285-314.

BARRETO, F. C. S.; BORGES, M. N. Novas políticas de apoio à Pós-Graduação: o caso FAPEMIG-CAPES. Ensaio: Avaliação e Políticas Públicas em Educação , Rio de Janeiro, v. 17, n. 65, p. 599-612, out.-dez. 2009. https://doi.org/10.1590/S0104-40362009000400003

BOUFLEUR, J. P. Inserção social como quesito de avaliação da Pós-Graduação. Revista de Educação Pública , Cuiabá, v. 18, n. 37, p. 371-382, maio/ago. 2009. https://doi.org/10.29286/rep.v18i37.488

CAVALCANTE, M. M. S.; GUIMARÃES, M. D.; MENDES, Y. N. Contribuições do uso do software NVivo em pesquisa no campo da formação de professores. In: CARVALHO, M. V. C.; CARVALHÊDO, J. L. P. (orgs.). Formação e trabalho docente . Teresina: EDUFPI, 2016. v. 3, p. 1-12.

COORDENAÇÃO DE APERFEIÇOAMENTO DE PESSOAL DE NÍVEL SUPERIOR – Capes. Documento de área: Educação. Brasília, DF, 2016. Disponível em: http://capes.gov.br/images/documentos/Documentos_de_area_2017/Educa%C3%A7%C3%A3o.pdf. Acesso em: 20 ago. 2018.

COORDENAÇÃO DE APERFEIÇOAMENTO DE PESSOAL DE NÍVEL SUPERIOR – Capes. Relatório de Avaliação Trienal 2010-2012: Trienal 2013. Disponível em: http://site.ufvjm.edu.br/ppgsasa2/files/2017/02/relatorio-avaliacao-2010-2013.pdf. Acesso em 7 set. 2017.

COORDENAÇÃO DE APERFEIÇOAMENTO DE PESSOAL DE NÍVEL SUPERIOR – Capes. Diretoria de Avaliação. Documento de Área 2013: educação. Disponível em: https://www.capes.gov.br/images/stories/download/avaliacaotrienal/Docs_de_area/Educa%C3%A7%C3%A3o_doc_area_e_comiss%C3%A3o_21out.pdf. Acesso em: 5 dez. 2016.

FERREIRA, V. A. (org.). Políticas e avaliação da Pós-Graduação Stricto Sensu: da inserção social local à internacionalização. Brasília, DF: Cátedra UNESCO de Juventude, Educação e Sociedade; Universidade Católica de Brasília, 2018.

HORTA, J. S. B.; MORAES, M. C. M. O sistema CAPES de avaliação da Pós-Graduação: da área de Educação à grande área de ciências humanas. Revista Brasileira de Educação , Rio de Janeiro, n. 30, p. 95-116, set./dez. 2005. https://doi.org/10.1590/S1413-24782005000300008

JEZINE, E.; FERREIRA, L. Expansão e inserção social da Pós-Graduação no Brasil: análise da Região Nordeste. In: CARVALHO, M. V.; CARVALHÊDO, J.; ARAÚJO, F. A. Caminhos da Pós-Graduação no Nordeste do Brasil: avaliação, financiamento, redes e produção científica. Teresina: Edufpi, 2016. p. 191-203.

LAGE, M. C. Utilização do software NVivo em pesquisa qualitativa: uma experiência em EAD. Educação Temática Digital , Campinas, v. 12, nº esp., p. 198-216, mar. 2011. https://doi.org/10.20396/etd.v12i0.1210

RIBEIRO, R. J. Inserção social . 2007. Disponível em: https://www.capes.gov.br/images/stories/download/artigos/Artigo_23_08_07.pdf. Acesso em: 3 dez. 2016.

SEVERINO, A. J. A política de Pós-Graduação no Brasil: avaliando a avaliação. In: REUNIÃO ANUAL DA ANPED, 26., 2003, Poços de Caldas. Anais ][ ... ] Poços de Caldas: ANPEd, 2003.

SGUISSARDI, V. A avaliação defensiva “Modelo Capes de Avaliação”: é possível conciliar avaliação educativa com processos de regulação e controle do Estado? In: BIANCHETTI, L.; SGUISSARDI, V. (orgs.). Dilemas da Pós-Graduação . Campinas: Autores Associados, 2009. p.133-176.

VERHINE, R. E.; DANTAS, L. M. V. Reflexões sobre o Sistema de Avaliação da CAPES a partir do V Plano Nacional de Pós-Graduação. Revista Educação Pública , Cuiabá, v. 18, n. 37, p. 295-310, maio/ago., 2009.




DOI: http://dx.doi.org/10.1590/s0104-40362020002802413

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2020 Ensaio: Avaliação e Políticas Públicas em Educação

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.