Trajetorias academicas de estudantes dos Bacharelados Interdisciplinares e do curso de Psicologia: analise de historicos escolares

Mônica Lima, Denise Coutinho, Jhonata Andrade, Fabio Nieto Lopez

Resumo


Analisam-se os historicos escolares de 31 egressos dos Bacharelados Interdisciplinares na transicao para o curso de Psicologia da Universidade Federal da Bahia, nos anos de 2012 e 2013, em comparação com os historicos escolares de 95 estudantes ingressantes neste curso diretamente pelo vestibular, nos mesmos anos. A comparação entre os dois grupos foi realizada considerando o aproveitamento de componentes curriculares nos tres primeiros semestres do curso de Bacharelado Interdisciplinar, tendo o estudante cursado ou nao uma Area de Concentração, e seus coeficientes de rendimento. Os egressos do Bacharelado Interdisciplinar acompanharam satisfatoriamente os componentes, sem diferenca significativa em relação às medias de aprovação (notas) entre os grupos. Um egresso do Bacharelado Interdisciplinar pode concluir seu curso de Psicologia, cuja duração minima e de cinco anos, cumprindo mais tres ou quatro anos, com a vantagem de ter feito uma escolha amadurecida e consciente dentro da universidade.

Palavras-chave


Bacharelado Interdisciplinar; Formação em Psicologia; Ensino Superior

Referências


ANDRADE, J. A evasao nos Bacharelados Interdisciplinares da UFBA: um estudo de caso. 2014. 179 f. Dissertacao (Mestrado em Estudos Interdisciplinares sobre a Universidade) – Instituto de Humanidades, Artes e Ciencias Professor Milton Santos, Universidade Federal da Bahia, Salvador, 2014. Disponivel em: . Acesso em: 31 jul. 2014.

ARRUDA, A. Politicas da educacao superior no Brasil: expansao e democratizacao: um debate contemporâneo. Revista Espaco do Curriculo, Joao Pessoa, v. 3, n. 2, p. 501-510, 2011. Disponivel em: . Acesso em: 31 jul. 2015. DOI: 10.15687/rec.v3i2.9661

BOURDIEU, P. A distincao: critica social do julgamento. 2. ed. rev. Porto Alegre: Zouk, 2011. BOURDIEU, P.; KAUF, T. Autoanalisis de un sociologo. Barcelona: Angrama, 2006.

BRASIL. Ministerio da Educacao. Conselho Nacional de Educacao. Parecer CNE/CES nº 8/2007. Estipula a carga horaria minima e o tempo minimo para integralizacao da graduacao de Psicologia do Brasil. Diario Oficial da Uniao, Brasilia, DF, 13 jun. 2007b. Disponivel em: . Acesso em: 31 jul. 2011.

________. Ministerio da Educacao. Conselho Nacional de Educacao. Resolucao CNE/CES nº 5, de 15 de marco de 2011. Institui as Diretrizes Curriculares Nacionais para os cursos de graduacao em Psicologia no Brasil. Diario Oficial da Uniao, Brasilia, DF, 16 mar. 2011. Disponivel em: . Acesso em: 31 jul. 2011.

________. Ministerio da Educacao. Conselho Nacional de Educacao; CES/Câmara de Educacao Superior. Resolucao nº 8, de 7 de maio de 2004. Institui as Diretrizes Curriculares Nacionais para os cursos de graduacao em Psicologia. Disponivel em . Acesso em: 28 mar. 2016.

________. Ministerio da Educacao. Secretaria de Educacao Superior. Reuni: reestruturacao e expansao das universidades federais: diretrizes gerais.

Brasilia, DF. 2007a. Disponivel em: . Acesso em: 31 jul. 2015.

CERVANTES, A. O.; DIEZ-MARTINEZ, E. Relacion entre primera y segunda aspiracion ocupacional: ¿Vocacion o educacion? Revista Mexicana de Orientacion Educativa, Mexico, v. 8, n. 21, p. 51-59. 2011. Disponivel em: . Acesso em: 14 ago. 2015.

FIOR, C. A.; MERCURI, E. Formacao universitaria e flexibilidade curricular: importância das atividades obrigatorias e nao obrigatorias. Psicologia da Educacao, Sao Paulo, n. 29, p. 191-215, 2009. Disponivel em: . Acesso em: 31 jul. 2015.

INEP- Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anisio Teixeira. Indicadores financeiros educacionais. Brasilia, DF, 2013. Disponivel em: . Acesso em: 31 jul. 2015.

IPS-Instituto de Psicologia. Projeto politico pedagogico do curso de graduacao em Psicologia. Salvador: Universidade Federal da Bahia, 2009. Digitalizado.

LIMA, M. et al. Trajetorias academicas e construcao de significados e sentidos na transicao dos Bacharelados Interdisciplinares à formacao em psicologia na UFBA. 2011. Projeto de Pesquisa. Programa Pense, Pesquise e Inove a UFBA. Disponivel em: . Acesso em: 31 jul. 2013.

LIMA, M.; COUTINHO, D. Projeto pedagogico da area de concentracao em estudos da subjetividade e do comportamento humano (AC-ESCH). Salvador: Universidade Federal da Bahia. Instituto de Psicologia, 2009. Digitalizado.

LIMA, M.; COUTINHO, D.; JALIL, C. Trajetorias de egressos do Bacharelado Interdisciplinar de Humanidades: a formacao interdisciplinar na UFBA. [S.l.: s.n.], [2017]. Inedito.

LIMA, M.; COUTINHO, D.; SANTOS, V. Trajetorias interrompidas no curso de psicologia em relacao ao Bacharelado Interdisciplinar na UFBA. Revista Camine: Caminhos da Educacao, Franca, v. 7, n. 2, p. 30-51, 2015.

MENDES JUNIOR, A.A.F. Uma analise da progressao dos alunos cotistas sob a primeira acao afirmativa brasileira no ensino superior: o caso da Universidade do Estado do Rio de Janeiro. Ensaio, Rio de Janeiro, v. 22, n. 82, p. 31-56, 2014. DOI:10.1590/S0104-40362014000100003

RISTOFF, D. O novo perfil do campus brasileiro: uma analise do perfil socioeconômico do estudante de graduacao. Avaliacao, Campinas, v. 19, n. 3, p. 723-747, 2014. Disponivel em: . Acesso em: 31 jul. 2015. DOI: 10.1590/s1414-40772014000300010

UFBA- Universidade Federal da Bahia. Pro-Reitoria de Ensino de Graduacao (PROGRAD). Projeto pedagogico dos Bacharelados Interdisciplinares. Salvador, 2008. Digitalizado. Disponivel em: . Acesso em: 31 jul. 2015.

YAMAMOTO, O. H.; FALCAO, J. T. R.; SEIXAS, P. S. Quem e o estudante de psicologia do Brasil? Avaliacao Psicologica, Sao Paulo, v. 10, n. 3, p. 209-232, 2011. Disponivel em: . Acesso em: 31 jul. 2015.




DOI: http://dx.doi.org/10.1590/S0104-40362016000200007

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2016 Revista Ensaio: Avaliação e Politicas Públicas em Educação

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

SCImago Journal & Country Rank