Cultura de Avaliação e Politica de Avaliação como guias para a sua Pratica: Reflexoes a respeito da Experiencia Brasileira.

Thereza Penna Firme, Ana Carolina Letichevsky, Ângela Cristina Dannemann, Vathsala Stone

Resumo


Nao ha dúvida de que as politicas de avaliação tornam o trabalho do avaliador uma tarefa mais facil por darem mais transparencia ao processo avaliativo e mais seguranca às pessoas envolvidas. No entanto, isso so se da quando essas politicas sao apresentadas a stakeholders (interessados) em potencial, em uma linguagem clara, ja que elas sao divulgadas e utilizadas para guiar a pratica. Sugere-se, assim, que a construção de uma cultura de avaliação e necessaria para que uma politica de avaliação seja implementada efetivamente de modo a ser plenamente utilizada. Esse artigo apresenta, de maneira concisa, o que os autores entendem por “cultura de avaliação” e “politica de avaliação”; discute a importância de politicas de avaliação na pratica da avaliação e da meta-avaliação; e destaca as possiveis conseqüencias da ausencia dessas politicas. A partir de tais consideracoes, surgem recomendações que tem como intuito inspirar o desenvolvimento e a implementação dessas politicas. Finalmente, sao apresentadas reflexoes baseadas na experiencia brasileira com relação às inter-relacoes “cultura-politica-pratica” na avaliação.


Palavras-chave


Avaliação; Politicas de avaliação; Cultura de avaliação; Pratica; Experiencia brasileira

Referências


CRONBACH, L. et al. Towards reform of program evaluation. San Francisco: Jossey-Bass, 1980.

MERTENS, D. M. The inclusive view of evaluation: visions for the new millenium. In: DONALDSON, S. I.; SCRIVEN, M. (Ed.). Evaluating social programs and problems: visions for the new millenium. New Jersey: Lawrence Eribaum, 2003.

PATTON, M. Q. The challenge of making evaluation useful. Ensaio: avaliacao e politicas públicas em educacao. Rio de Janeiro, v. 13, n. 46, p. 67-68, 2005.

PATTON, M. Q. Utilization focused evaluation: the new century text. Thousand Oaks: Sage, 1997.

SCRIVEN, M. Reflections. In: ALKIN, M. C. Evaluation roots-tracing theorists views and influences. Thousand Oaks, CA: Sage, 2004.

STAKE, R. E. Standards-based & responsive evaluation. Thousand Oaks: Sage, 2004.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2016 Revista Ensaio: Avaliação e Politicas Públicas em Educação

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

SCImago Journal & Country Rank