Paradigmas da educação à distância

Arnaldo Niskier

Resumo


No artigo Paradigmas da Educação à Distância houve primeiramente a preocupação de elucidar o uso do acento grave na expressao à distância. Defendemos a nomenclatura educação à distância por considera-la mais pertinente do que ensino à distância, haja vista tratar-se de um processo que envolve mais do que ensino ou instrução, apesar de tambem abrange-los. Enfatizamos que a elaboração do desenho educacional pressupoe uma visao mais ampla dos diferentes caminhos e possibilidades, mais voltado para os alunos  do que para o trabalho dos profissionais ou dos meios utilizados no processo educativo. Em coerencia com o desenho educacional que defendemos, recomendamos adocao de metodologias fundamentada em teorias de aprendizagem que priorizem o sujeito e processos efetivos de comunicação que diminuem a distância professor (meio) e aluno. A selecao dos meios mais econômicos e viaveis (material impresso e radio) negando a afirmativa de que a educação à distância deva acontecer apenas com a utilização de imagens em movimento foi, tambem, um dos pontos ressaltados. Entretanto, a preparação dos usuarios da EAD para um verdadeiro aproveitamento da educação virtual, o que possibilita a identificação de fontes idôneas de pesquisa e o contato com outros estudantes e pesquisadores (via Internet), tambem foi por nos enfocado.

Palavras-chave


Educação a Distância; Desenho Educacional; Teorias da Aprendizagem; Educação Virtual

Texto completo:

Educ@

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2016 Revista Ensaio: Avaliação e Politicas Públicas em Educação

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

Apoio:




Programa de Apoio às Publicacoes Cientificas (AED) do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), Conselho Nacional de Desenvolvimento Cientifico e tecnologico (CNPq), Ministerio da Educação (MEC), Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) e Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro - FAPERJ.
 

SCImago Journal & Country Rank