As dimensoes da auto-avaliação institucional: tecendo redes de redes

Lina Cardoso Nunes

Resumo


Este artigo tem o proposito de apresentar algumas reflexoes sobre a rede de relacoes que se configuram nas dez dimensoes abordadas pelo Sistema Nacional de Avaliação do Ensino Superior – SINAES, no âmbito do cenario contemporâneo. Cada uma dessas dimensoes relaciona-se com as demais, estabelecendo redes entre pessoas, ideias, acontecimentos e práticas veiculadas no interior da universidade. Sao redes de redes. Constituem-se em uma trama complexa que exige da comunidade o conhecimento da identidade da cultura universitaria, com o compromisso de garantir eticamente a fidedignidade dos relatos dos atores sociais participantes da avaliação. Tendo em vista a avaliação de uma instituicao de grande porte, avolumam-se as dificuldades para a realização coerente e consistente do processo avaliativo, em todas as dimensoes, considerando-se os aspectos administrativos e academicos envolvidos na analise dos processos avaliativos. Essa e tarefa a ser desempenhada pelos grupos institucionais administrativos e academicos, apoiados pela Comissao Propria de Avaliação (CPA) e pela Coordenação Operacional Pedagogica (COP).

Palavras-chave


Redes de relacoes; Auto-avaliação institucional; Universidade

Referências


ASSMANN, H. Redes digitais e metamorfose do aprender. Petropolis, RJ: Vozes, 2005. [ Links ]

BRASIL. Ministerio da Educacao. Comissao Nacional de Avaliacao do Ensino Superior (CONAES). Diretrizes para a avaliacao de instituicoes do ensino superior. Brasilia, DF, 2005. Disponivel em: . Acesso em: 2 out. 2006. [ Links ]

______. Avaliacao externa das Instituicoes de Ensino Superior: diretrizes e instrumentos. Brasilia DF: CONAES, INEP, 2005. 48 p. [ Links ]

______. Sistema Nacional de Avaliacao de Ensino Superior. Orientacoes gerais para o roteiro da auto-avaliacao das instituicoes. Brasilia, DF, 2004. 38 p. [ Links ]

DIAS, L. C. Redes: emergencia e organizacao. In: CASTRO, I. E.; GOMES, P. C. C.; CORREA, R. L. Geografia: conceitos e temas. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2000. 352 p. [ Links ]

GOMEZ, M. Educacao em rede: uma visao emancipadora. Sao Paulo: Cortez: Instituto Paulo Freire, 2004. [ Links ]

INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANISIO TEIXEIRA. Manual do Exame Nacional do Desempenho Escolar: ENADE 2004. Brasilia, DF, 2004. [ Links ]

SILVA JUNIOR, J. R.; SGUISSARD, V. A nova lei de educacao superior: fortalecimento do setor público e regulacao do privado mercantil ou continuidade da privatizacao e mercantilismo do publico. Revista Brasileira de Educacao, Rio de Janeiro, n. 29, p. 5-27, maio/ago. 2005. [ Links ]

MACEDO, A. R. et al. Educacao superior no seculo XXI e a reforma universitaria brasileira. Ensaio: avaliacao e politicas públicas em educacao: revista da Fundacao Cesgranrio, Rio de Janeiro, v.13, n. 47, p. 127-148, abr./jun. 2005. [ Links ]

SEGENREICH, E. C. O PDI como referente para a avaliacao das Instituicoes de Ensino Superior: licoes de uma experiencia. Ensaio: avaliacao e politicas públicas em educacao: revista da Fundacao Cesgranrio, Rio de Janeiro, v.13, n. 47, p. 149-168, abr./jun. 2005. [ Links ]


Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2016 Revista Ensaio: Avaliação e Politicas Públicas em Educação

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

SCImago Journal & Country Rank