O SINAES na universidade pública estadual: analise do processo de construção da avaliação interna na Universidade do Estado da Bahia (UNEB)

Regina Lúcia Bastos Vieira, Katia Siqueira de Freitas

Resumo


A pesquisa qualitativa sobre a Politica Pública de Avaliação da Educação Superior – o Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (SINAES) – no Brasil teve  dois objetivos:  examinar como vem sendo construida a avaliação interna na Universidade do Estado da Bahia (UNEB), a partir de fontes documentais e das vozes dos membros da Comissao Propria de Avaliação, das Comissoes Setoriais de Avaliação e dos Gestores da administração da universidade; analisar a fala dos Gestores da Administração Superior da UNEB, membros da Comissao Propria e das Comissoes Setoriais de Avaliação, sobre o processo de avaliação interna institucional sob o marco referencial do SINAES e a construção de uma cultura de avaliação na universidade. A pesquisa ocorreu no Campus I, em Salvador, Bahia Brasil, entre o segundo semestre de 2007 e o primeiro de 2008. Foram identificadas: dificuldade de comunicação; pouca formação em avaliação dos membros das Comissoes e falta de apoio da administração superior à atividade avaliativa.


Palavras-chave


Politica pública de avaliação da educação superior; Avaliação institucional

Referências


BAHIA. Lei nº. 7.176, de 10 de setembro de 1997. Reestrutura as Universidades Estaduais da Bahia e da outras providencias. Diario Oficial do Estado da Bahia, Salvador, 10 set. 1997.

BELLONI, I. et al. Avaliacao institucional da Universidade de Brasilia. In: BALZAN, N. C.; DIAS SOBRINHO, J.Avaliacao institucional: teoria e experiencias. Sao Paulo: Cortez, 1995.

BRASIL. Lei n° 10.861, de 14 de abril de 2004. Sistema Nacional de Avaliacao da Educacao Superior. Diario Oficial da Uniao, Brasilia, DF, 15 abr. 2004. Poder Executivo, Secao 1, p. 3-4.

CASTRO, M. H. G. Do significado da avaliacao institucional no âmbito da politica educacional. In: BICUDO, M. A. V.; SILVA JUNIOR, C. A. Formacao do educador e avaliacao educacional. Sao Paulo: Ed. UNESP, 1999.

DIAS SOBRINHO, J. Avaliacao, instrumento de qualidade educativa: a experiencia da UNICAMP. In: BALZAN, N. C.; DIAS SOBRINHO, J. Avaliacao institucional: teoria e experiencias. Sao Paulo: Cortez, 1995.

FIALHO, N. H. Universidade multicampi. Brasilia, DF: Autores Associados, 2005. Encarte.

INEP. Diretrizes para a avaliacao das instituicoes de educacao superior. Brasilia, DF, 2004.

______. SINAES: bases para uma nova proposta de avaliacao da educacao superior brasileira. Brasilia, DF, 2003.

MACHADO, R. H. B. Vozes e silencios de meninos de rua: o que os meninos de rua pensam sobre as nossas instituicoes. Sao Paulo: Martins Fontes, 2003.

MINAYO, M. C. S.; ASSIS, S. G.; SOUZA, E. R. (Org.). Avaliacao por triangulacao de metodos: abordagem de programas sociais. Rio de Janeiro: Ed. Fiocruz, 2005.

ORLANDI, E. P. A linguagem e seu funcionamento: as formas do discurso. Campinas, SP: Pontes Editores, 2006.

RISTOFF, D. I. Algumas definicoes de avaliacao. In: DIAS SOBRINHO, J.; RISTOFF, D. I. (Org.). Avaliacao e compromisso público: a educacao Superior em debate. Florianopolis: Insular, 2003.

______. O SINAES e os seus desafios. Avaliacao, Campinas, SP, v. 9, n. 1, p. 179-183, mar. 2004.

YIN, R. K. Estudo de caso: planejamento e metodos. Trad. Daniel Grassi. Porto Alegre: Bookman, 2005.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2016 Revista Ensaio: Avaliação e Politicas Públicas em Educação

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

Apoio:




Programa de Apoio às Publicacoes Cientificas (AED) do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), Conselho Nacional de Desenvolvimento Cientifico e tecnologico (CNPq), Ministerio da Educação (MEC), Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) e Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro - FAPERJ.
 

SCImago Journal & Country Rank