Educadores de adultos em Portugal: politicas fragmentadas, identidades em mudanca

Paula Guimaraes

Resumo


Devido ao carater descontinuo e fragmentado das politicas de educação de adultos em Portugal, desde 1974 ate os dias de hoje, registrou-se a emergencia de varios perfis profissionais que nao permitiram o reconhecimento dos mesmos. Todavia, desde 1999, no âmbito da adocao da politica de educação e formação de adultos, surgiram novos profissionais. Estes passaram a levar a cabo tarefas de educação para a conformidade e para a competitividade, desvalorizando outras de educação critica. Este texto foi incluido no projeto ALPINE (2007-2008). Tendo como tecnicas de coleta de dados a analise documental e a entrevista efetuada com profissionais da educação de adultos, esta pesquisa permitiu a discussao de alguns desafios com os quais os educadores de adultos se confrontavam, nomeadamente as dificuldades de construção de uma profissao, os dilemas da formação continua e a crescente formalização e tecnicização do trabalho realizado.

Palavras-chave


Educação de adultos; Politicas públicas; Identidades profissionais

Referências


AFONSO, A. J. Politicas educativas contemporâneas: dilemas e desafios. In: FERREIRA DA CUNHA, N. (Coord.). Pedagogia e educacao em Portugal seculos XX e XXI. Famalicao: Museu Benardino Machado, 2008. [ Links ]

AGENCIA NACIONAL PARA A QUALIFICACAO. Dados estatisticos. Lisboa, 2010. Disponivel em: . Acesso em: 28 abr. 2010. [ Links ]

CASTRO, R. V. (Org.). Os Cursos EFA numa associacao local: contexto organizacional, orientacoes e praticas de educacao de adultos. Braga: ATAHCA: Universidade do Minho, 2007. [ Links ]

DUBAR, C. A socializacao. Porto: Porto Editora, 1997. [ Links ]

______. La crise des identites: l'interpretation d'une mutation. Paris: PUF, 2000. [ Links ]

EDWARDS, R.; USHER, R. Modern field and postmodern moorland: adult education bound for glory or bound and gagged. In: WILDEMEERSCH, D.; FINGER, M.; JANSEN, T. (Ed.). Adult education and social responsibility. Frankfurt-am-Main: Peter Lang, 1998. [ Links ]

FRAGOSO, A. Desarrollo comunitario y educacion. Barcelona: Dialogos, 2009. [ Links ]

FREIRE, P. Pedagogia do oprimido. Sao Paulo: Paz e Terra, 2003. [ Links ]

GUIMARAES, P. Politicas de educacao de adultos em Portugal (1999-2006): a emergencia da educacao para a competitividade. 2010. Tese (Doutorado) -Universidade do Minho, Braga, PT, 2010. [ Links ]

ILLICH, I. Sociedade sem escolas. Petropolis: Vozes, 1976. [ Links ]

INICIATIVA NOVAS OPORTUNIDADE. [S. L.], 2005. Disponivel em: http novasoportunidades.gov.pt/np4/9.html. Acesso em: 21 fev. 2008. [ Links ]

LIMA, L. C. A educacao de adultos em Portugal (1974-2004). In: CANARIO, R.; CABRITO, B. (Org.). Educacao e formacao de adultos: mutacoes e convergencias. Lisboa: EDUCA-FORMACAO, 2008. [ Links ]

MELO, A.; BENAVENTE, A. Educacao de adultos em Portugal (1974-1076). Lisboa: Livros Horizonte, 1978. [ Links ]

PINTO, J. (Coord.). Relatorio do estudo de avaliacao do ensino recorrente. Lisboa: Ministerio da Educacao, Secretaria de Estado da Educacao e Inovacao, 1998. [ Links ]

PORTUGAL. Lei nº. 48, de 14 de outubro de 1986. Legislacao, Lisboa, 30 set. 1986. Disponivel em: . Acesso em: 19 dez. 2010. [ Links ]

PORTUGAL. Ministerio da Educacao. S@ber+": Programa para o desenvolvimento e expansao da educacao e formacao de adultos, 1999-2006. Lisboa: ANEFA, 1999. [ Links ]

______. Trabalhos preparatorios para o Plano Nacional de Alfabetizacao e Educacao de Base dos Adultos (PNAEBA): relatorio sintese. Lisboa, 1979. [ Links ]

ROTHES, L. Percepcoes dos actores envolvidos nos Cursos EFA. Regiao norte. Porto: Direccao-Geral de Formacao Vocacional, 2003. [ Links ]

SANTOS, B. S.; RODRIGUEZ, C. Introducao: para ampliar o cânone da producao. In: SANTOS, B. S. (Org.). Produzir para viver: os caminhos da producao nao capitalista. Porto: Edicoes Afrontamento, 2003. [ Links ]

SANZ FERNÀNDEZ, F. Modelos de formacao de pessoas adultas. Lisboa: EDUCA, 2006. [ Links ]

SILVA, A. S.; ROTHES, L. A. Educacao de adultos. In: AAVV. A evolucao do sistema educativo e o PRODEP: estudos tematicos III. Lisboa: Ministerio da Educacao, Departamento de Avaliacao, Prospectiva e Planejamento, 1998. [ Links ]

UNIDADE DE EDUCACAO DE ADULTOS. Educacao e formacao de adultos nos Centros Novas Oportunidades: Programa de Formacao para as Equipas Tecnicas dos Centros Novas Oportunidades: relatorio-sintese. Braga: Universidade do Minho, 2008. Modulos I e II. [ Links ]

______. Educacao e formacao de adultos nos Centros Novas Oportunidades: Programa de Formacao para as Equipas Tecnicas dos Centros Novas Oportunidades: relatorio-sintese. Braga: Universidade do Minho, 2010. Modulos IV e V. [ Links ]


Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2016 Revista Ensaio: Avaliação e Politicas Públicas em Educação

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

SCImago Journal & Country Rank