Autoavaliação do aluno do curso de pós-graduação: uma proposta de modelo multidimensional

Kelmara Mendes Vieira, Aline Kárem Santos Carvalho, Leander Luiz Klein, Breno Augusto Diniz Pereira

Resumo


O objetivo deste trabalho é desenvolver um modelo de autoavaliação para alunos e egressos de cursos de pós-graduação. Foi realizada uma pesquisa com estudantes e ex-alunos de uma instituição de ensino superior do sul do Brasil e obteve-se uma amostra válida de 2.037 respondentes. Foi proposto um modelo considerando as percepções dos alunos e ex-alunos sobre a infraestrutura da instituição, as disciplinas do curso, os professores do curso, os orientadores e os apoios administrativos como antecedentes e a satisfação como resultado da avaliação do curso. Os resultados mostraram que a percepção do aluno sobre as disciplinas e dos professores são as dimensões que mais impactam na avaliação do curso. Além disso, a satisfação do aluno com o curso é influenciada positivamente pela sua autoavaliação.


Palavras-chave


Autoavaliação; Pós-Graduação; Estudantes

Referências


AKKARI, A. et al. Internationalization of higher education in Kazakhstan: from political will to implementation. Ensaio: Avaliação e Políticas Públicas em Educação, Rio de Janeiro, v. 31, n. 119, e0223730, apr./jun. 2023. https://doi.org/10.1590/S0104-40362023003103730

ALVES, V. M.; ESPINDOLA, I. C. P.; BIANCHETTI, L. A relação orientador-orientando na Pós-graduação stricto sensu no Brasil: a autonomia dos discentes em discussão. Revista Educação em Questão, Natal, v. 43, n. 29, p. 135-156, maio/ago. 2012.

ANGST, F. A. Dispositivos de regulação do processo de (auto) avaliação de qualidade do ensino superior em Moçambique. Revista Electrónica de Investigação e Desenvolvimento, Ponta-Gêa, v. 1, n. 7, p. 117-151, 2017.

ANGST, F..; ALVES, J. M. (Auto) avaliação de qualidade do ensino superior em Moçambique: um estudo de caso. Revista Portuguesa de Investigação Educacional, Braga, n. esp., p. 117-151, 2018. https://doi.org/10.34632/investigacaoeducacional.2018.3448

ASTAKHOVA, K. V. et al. The role of education in economic and social development of the country. International Review of Management and Marketing, v. 6, n.1,p.53-58, 2016.

BAGOZZI, R. P.; YI, Y.; PHILLIPS, L. W. Assessing construct validity in organizational research. Administrative Science Quarterly, Ithaca, v. 36, p. 421-458, Sep. 1991. https://doi.org/10.2307/2393203

BISPO, M. S.; COSTA, F. J. Artigos como avaliação discente em disciplinas de pós-graduação: instrumento educativo ou subsistema de linha de montagem?. Cadernos EBAPE. BR, Rio de Janeiro, v. 14, n. 14, p. 1001-1010, 2016. https://doi.org/10.1590/1679-395141927

BRASIL. Ministério da Educação. Mudanças na ficha de avaliação valorizam a pós-graduação. Brasília, DF, 2019. Available from: http://portal.mec.gov.br/component/content/index.php?option=com_content&view=article&id=73911:mudancas-na-ficha-de-avaliacao-valorizam-a-pos-graduacao&catid=225&Itemid=86 Access in: 2021 June 19.

BYRNE, B. M. Structural equation modeling with AMOS: basic concepts, applications, and programming. 2. ed. [S. l.]: Routledge, 2010.

CABALLERO, G.; ÁLVAREZ-GONZÁLEZ, P.; LÓPEZ-MIGUENS, M. J. Which are the predictors of perceived employability? An approach based on three studies. Assessment & Evaluation in Higher Education, [s. l.], v. 47, n. 6, p. 878-895, 2022. https://doi.org/10.1080/02602938.2021.1983769

CAPES – Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Grupo de Trabalho sobre a Autoavaliação de Programas de Pós-Graduação Brasília, DF, 2018. Disponível em: https://www.gov.br/capes/pt-br/acesso-a-informacao/institucional Acesso em: 8 jun. 2021.

CAPES – Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Autoavaliação de programas de pós-graduação: grupo de trabalho. Brasília, DF, 2019. Disponível em: https://www.gov.br/capes/pt-br/centrais-de- conteudo/10062019-autoavaliacao-de-programas-de-pos-graduacao-pdf Acesso em: 9 nov.2021

CAPES – Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Sobre a avaliação. Brasília, DF, 2014. Disponível em: https://www.gov.br/capes/pt-br/acesso-a-informacao/acoes-e-programas/avaliacao/sobre-a-avaliacao/avaliacao-o-que-e/sobre-a-avaliacao-conceitos-processos-e-normas/conceito-avaliacao Acesso em: 19 jun. 2021

FERRAÇO, C. E.; FARIAS, I. M. S. Inserção social: em busca de sentidos e de indicadores para a avaliação da pós-graduação na área da Educação. Ensaio: Avaliação e Políticas Públicas em Educação, Rio de Janeiro, v. 29, p. 420-440, abr./jun. 2021. https://doi.org/10.1590/S0104-40362020002802413

FORNELL, C.; LARCKER, D. F. Evaluating structural equation models with unobservable variables and measurement error. Journal of Marketing Research, Chicago, v. 18, n. 1, p. 39-50, Feb. 1981. https://doi.org/10.1177/002224378101800104

HAIR JUNIOR, J. F. et al. Multivariate data analysis (Pearson Education Limited), Upper Saddle River: Prentice-Hall, 2014

HEINZLE, M. R. S.; PEREIRA, P. Políticas de internacionalização em universidades fundacionais: produção intelectual, intercâmbio, currículo e internacionalização integral. Ensaio: Avaliação e Políticas Públicas em Educação, Rio de Janeiro, v. 31, e0233354, abr./jun. 2023. https://doi.org/10.1590/S0104-40362023003103354

HOOPER, D.; COUGHLAN, J.; MULLEN, M.R. Structural equation modelling: Guidelines for determining model fit. Electronic Journal of Business Research Methods, [s. l.], v. 6, n. 1, p.53-60, 2008.

KLINE, R. B. Principles and practice of structural equation modelling New York: Guilford, 2015. (Methodology in the Social Sciences).

LEAL, F. Estratégias de estudo e de aprendizagem de estudantes de Ensino Superior. Ensaio: Avaliação e Políticas Públicas em Educação, Rio de Janeiro, v. 31, e0233349, apr./jun. 2023. https://doi.org/10.1590/S0104-40362023003103349

LEHFELD, N. A. S. et al. Reflexões sobre o processo de autoavaliação institucional: o olhar de uma comissão própria de avaliação. Avaliação: Revista da Avaliação da Educação Superior (Campinas), v. 15, n. 1, p. 177-194, 2010. https://doi.org/10.1590/S1414-40772010000100010

LEITE, D. Ameaças pós-rankings sobrevivência das CPAS e da auto-avaliação. Avaliação: Revista da Avaliação da Educação Superior (Campinas), v. 13, n. 3, p. 833-840, set./dez. 2008.

LEITE, D. et al. A autoavaliação na Pós-Graduação (PG) como componente do processo avaliativo CAPES. Avaliação: Revista da Avaliação da Educação Superior (Campinas), v. 25, p. 339-353, 2020. https://doi.org/10.1590/S1414-4077/S1414-40772020000200006

MALHOTRA, N. K. Pesquisa de marketing: uma orientação aplicada. Porto Alegre: Bookman, 2019.

MARQUES, C. A.; VEIGA, A. C.; BORGES, L. M. C. A avaliação da pós-graduação no Brasil: resultados e determinantes da avaliação da Capes (2013-2016). Meta: Avaliação, Rio de Janeiro, v. 12, n. 37, p. 979-1003, 2020. https://doi.org/10.22347/2175-2753v12i37.2825

MARTINEZ, E.; ELUE, C. From community college to graduate school: Exploring the role of academic advisors in promoting graduate education at baccalaureate degree-granting community colleges. The Journal of Higher Education, [s. l.], v. 91, n. 7, p. 1003-1027, Feb. 2020. https://doi.org/10.1080/00221546.2020.1732176

Meurer et al. 2020. Sentimentos assumidos pelos orientandos nas fases de orientação das dissecções em contabilidade. Revista Contabilidade & Finanças, São Paulo, v. 32, n. 85, p. 158-173, Jan./Apr. 2020. https://doi.org/10.1590/1808-057x202010550

MONTICELLI, N. A. M. et al. Avaliação institucional e gestão estratégica-vínculos necessários para o desenvolvimento institucional. Avaliação: Revista da Avaliação da Educação Superior (Campinas), v. 26, p. 315-342, jan./abr. 2021. https://doi.org/10.1590/S1414-40772021000100017

MOORE, N. J. Mentoring for advising: developing relationships between academic advisors and advisees. The Chronicle of Mentoring & Coaching, v. 2, n. esp. 10, Nov., 2017.

MYALKINA, E. V. Diagnostics of the education quality in the higher educational institution. Vestnik of Minin University, Chelyuskintsev, v. 7, n. 3, p. 4, 2019. https://doi.org/10.26795/2307-1281-2019-7-3-4

REZENDE, .M. S. et al. Stress e desempenho acadêmico na pós-graduação stricto sensu em ciências contábeis no Brasil. Education Policy Analysis Archives, [s. l.], v. 25, p. 96-96, 2017. https://doi.org/10.14507/epaa.25.2931

SEIFERT, T.; FELIKS, O. Online self-assessment and peer-assessment as a tool to enhance student-teachers’ assessment skills. Assessment & Evaluation in Higher Education, Abingdon, v. 44, n. 2, p. 169-185, 2018. https://doi.org/10.1080/02602938.2018.1487023

ST JORRE, T. J.; OLIVER, B. Want students to engage? Contextualise graduate learning outcomes and assess for employability. Higher Education Research & Development, Sydney, v. 37, n. 1, p. 44-57, 2018. https://doi.org/10.1080/07294360.2017.1339183

VÁZQUEZ, J. M.; JIMÉNEZ GARCÍA, S. A. J.; CANAN, S. R. La política de internacionalización de la Educación Superior. Efectos, brechas y asimetrías persistentes. Ensaio: Avaliação e Políticas Públicas em Educação, Rio de Janeiro, v. 30, n. 117, p. 1047-1068, out./dez. 2022. https://doi.org/10.1590/S0104-403620220003002939

VIEIRA, K. M. et al. Autoavaliação discente: avaliando a relação orientador-orientando e a satisfação com o curso. Revista Pretexto, Belo Horizonte, v. 23, n.3, p. 63-81, jul./dez. 2022.

YAN, Z. Self-assessment in the process of self-regulated learning and its relationship with academic achievement. Assessment & Evaluation in Higher Education, Abingdon, v. 45, n. 2, p. 224-238, 2020. https://doi.org/10.1080/02602938.2019.1629390

YAN, Zi; CARLESS, David. Self-assessment is about more than self: the enabling role of feedback literacy. Assessment & Evaluation in Higher Education, v. 47, n. 7, p. 1116-1128, 2022. https://doi.org/10.1080/02602938.2021.2001431

ZAINKO, M. A. S.; PINTO, M. L. A. T. Gestão da instituição de ensino e ação docente Curitiba: Ibpex, 2008.




DOI: http://dx.doi.org/10.1590/S0104-40362023003204118

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2024 Ensaio: Avaliação e Políticas Públicas em Educação

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

Apoio:




Programa de Apoio às Publicacoes Cientificas (AED) do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), Conselho Nacional de Desenvolvimento Cientifico e tecnologico (CNPq), Ministerio da Educação (MEC), Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) e Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro - FAPERJ.
 

SCImago Journal & Country Rank