O programa de formação dos mentores: concecao e planeamento

Teresa Leite

Resumo


Este texto define e enquadra teoricamente as principais finalidades e orientacoes metodologicas do programa de formação dos mentores que acompanharam os professores em periodo probatorio. O referencial de formação dos mentores construiu-se em torno das diferentes dimensoes do ato de ensinar. A metodologia de formação organizou-se a partir do conceito de desenvolvimento profissional, considerando o mentor como objeto e sujeito da formação e procurando articular o processo formativo e o trabalho de supervisao desenvolvido pelos mentores, no terreno. As sessoes de formação foram planeadas estrategicamente a partir de questoes orientadoras às quais se procurou dar resposta atraves de um conjunto de atividades e materiais. Durante a implementação do periodo probatorio foi produzido pelos intervenientes um conjunto consideravel de documentos que foram trabalhados durante a formação.

Palavras-chave


Formação de professores; Desenvolvimento profissional; Supervisao; Dimensoes do ensino

Referências


ALARCAƒO, I. ReflexA£o crA­tica sobre o pensamento de D. SchA¶n e os programas de formaA§A£o de professores. Porto: Porto, 1991. 5-22 p. (ColeA§A£o Cadernos CIDInE, n. 1).

ALARCAƒO, I.; ROLDAƒO, M. C. SupervisA£o: um contexto de desenvolvimento profissional dos professores. Mangualde: EdiA§Aµes Pedagogo, 2008.

BROWN, S.; MCINTYRE, D. Making sense of teaching. Buckingham: Open University Press, 1993.

CARROLO, C. FormaA§A£o e identidade profissional dos professores. In: ESTRELA, M. T. (Org.). Viver e construir a profissA£o docente. Porto: Porto, 1997.

CONTRERAS DOMINGO, J. A autonomia da classe docente. Porto: Porto, 2003.

DANIELSON, C. Melhorar a prA¡tica profissional: um quadro de referAancia para a docAancia. Lisboa: MinistA©rio da EducaA§A£o, 2010.

DAY, C. Desenvolvimento profissional de professores: os desafios da aprendizagem permanente. Porto: Porto, 2001.

ERAUT, M. Inservice teacher education. In: DUNKIN, M. J. (Ed.) The international encyclopedia of teachers and teaching education. Oxford: Pergamon Press, 1985.

ESTRELA, A. et al. A investigaA§A£o sobre a formaA§A£o contA­nua de professores em Portugal (1990-2004). Investigar em educaA§A£o: Revista da Sociedade Portuguesa de CiAancias da EducaA§A£o, Lisboa, n. 4, p. 107-148, 2005.

ESTRELA, M. T. Modelos de formaA§A£o de professores e seus pressupostos conceptuais. Revista de EducaA§A£o, v. 11, n. 1, p. 17-20, 2002.

ESTRELA, M. T.; ESTRELA, A. IRA: investigaA§A£o, reflexA£o, acA§A£o e formaA§A£o de professores. Porto: Porto, 2001.

FERRY, G. Le trajet de la formation. Paris: Presses Universitaires FranA§aises, 1987.

FULLAN, M. Staff development innovation and institutional development. In: BRUCE, J. (Ed.). School culture through staff development. Vir¬ginia: ASCD, 1990. p. 3 25.

FULLER, F.; BROWN, O. Becoming a teacher. In: RYAN, K. (Ed.). Teacher education: seventy-fourth yearbook of the National Society for the Study of Education. Chicago: University of Chicago Press, 1975.

GIMENO SACRISTAN, J. ConsciAancia e acA§A£o sobre a prA¡tica como libertaA§A£o profissional dos professores. In: NA“VOA, A. (Org.). ProfissA£o: professor. Porto: Porto Editora, 1991.

GONA‡ALVES, J. A. A carreira dos professores do ensino primA¡rio. In: NA“VA, A. (Org.). Vidas de professores. Porto: Porto Editora, 1999.

HARGREAVES, D. A common-sense model of the professional development of teachers. In: ELLIOT, J. (Ed.). Reconstructing teacher education. London: The Falmer Press, 1993.

HOLLY, M. L.; MCLOUGHIN, C. S. Perspectives on teacher professional development. London: The Falmer Press, 1989.

HOYLE, E. Professionalization and desprofessionalization in education. In: HOYLE, E.; MEGANY, J. (Eds). World yearbook of education: professional development of teachers. London: Kogan Page, 1980. p. 42-54.

HUBERMAN, M. O ciclo de vida profissional dos professores. In: NA“VA, A. (Org.) Vidas de professores. Porto: Porto, 1999.

KILLEVY, M.; MURPHY, R. National pilot project on teacher induction. Dublin: Department of Education and Science, 2006.

MALGLAIVE, G. FormaA§A£o e saberes profissionais: entre a teoria e a prA¡tica. In: CANARIO, R. (Org.) FormaA§A£o e situaA§Aµes de trabalho. Porto: Porto, 1997.

MARCELO GARCAA, C. FormaA§A£o de Professores: para uma mudanA§a educativa. Porto: Porto, 1999.

NA“VOA, A. FormaA§A£o de professores e trabalho pedagA³gico. Lisboa: Educa, 2002.

RODRIGUES, A. Metodologia de anA¡lise de necessidades de formaA§A£o na formaA§A£o profissional contA­nua de professores. 1999. 152 f. Tese (Doutorado)-Faculdade de EducaA§A£o, Universidade de Lisboa, Lisboa, 1999.

_____. ConstruA§A£o de planos individuais de trabalho e desenvolvimento profissional. Aveiro: Universidade de Aveiro, 2010a. (ColecA§A£o SituaA§Aµes de FormaA§A£o n. 1).

_____. Ensinar e aprender: o saber e o agir distintivos do profissional docente. In: ENS, R.; BEHRENS, M. (Orgs.). FormaA§A£o do professor: profissionalidade, pesquisa e cultura escolar. Curitiba: Champagnat Ed., 2010b.

_____. EstratA©gias de ensino: o saber e o agir do professor. Gaia: FundaA§A£o Manuel LeA£o, 2009.

SCHON, D. A. Educating the reflective practitioner. San Francisco: Jossey-Bass Publishers, 1987.

SHULMAN, L. S. Case method in teacher education. New York: Columbia University, 1992.

SILVA, M. C. M. O primeiro ano da docAancia: o choque com a realidade. In: ESTRELA, M. T. Viver e construir a funA§A£o docente. Lisboa: Porto, 1997, p. 51-80.

SOUSA, F. DiferenciaA§A£o curricular e deliberaA§A£o docente. Porto: Porto, 2010.

WOODS, P. Investigar a arte de ensinar. Porto: Porto Editora, 1999.

ZEICHNER, K. A formaA§A£o reflexiva de professores: ideias e prA¡ticas. Lisboa: Educa, 1993.

ZEICHNER, K. Alternatives paradigms in teacher education. Journal of Teacher Education, Washington, v. 34, n. 3, p. 3-9, 1983.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2016 Revista Ensaio: Avaliação e Politicas Públicas em Educação

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

SCImago Journal & Country Rank