Educação durante e depois da pandemia

Candido Alberto Gomes, Susana Oliveira e Sá, Enrique Vázquez-Justo, Cristina Costa-Lobo

Resumo


A Educação, durante o período da pandemia da Covid-19, frequentemente recebeu tratamento improvisado e irrealista, por isso cumpre, desde já, planejar o período pós-pandêmico. Conforme a análise da literatura e da documentação, escancararam-se as fraturas sociais, inter e intranacionais existentes, detectadas pelas teorias. Além da Covid-19, geraram-se crises dentro da crise, como o empobrecimento e a violência. As perdas tendem a ser gerais, porém, os menos favorecidos foram os mais prejudicados. Cumpre não repetir os erros nem restaurar o passado sem mudanças, pois as circunstâncias são outras. Além do déficit de aprendizagem, é preciso recuperar a Educação em suas diversas finalidades. Para tanto, cabe apoiar educadoras.es, estudantes e famílias, enfocando os menos privilegiados, com a participação das forças vivas da comunidade e da sociedade.

Palavras-chave


Desigualdades Educacionais; Pandemia; Saúde e Educação; Desenvolvimento da Pessoa Humana; Família

Referências


ALVAREDO, F. et al. World inequality report 2018. Paris: World Inequality Laboratory, 2018.

AMERICAN ACADEMY OF PEDIATRICS. Planning considerations: guidance for school re-entry. Disponível em: . Acesso em: 20 out. 2020.

AZEVEDO, J. et al. Simulating the potential impact of Covid-19 school closures on schooling and learning outcomes. S/l.: World Bank, 2020.

BABVEY, P. et al. Using social media for assessing children’s exposure to violence during the COVID-19 pandemic. Child Abuse & Neglect, 2020. doi: 10.1016/j.chiabu.2020.104747.

BENITEZ, J.; COURTEMANCHE, C.; YELOWITZ, A. Racial and ethnical disparities in COVID-19: evidence from six large cities. Journal of Economics, Race, and Policy, 2020. doi: 10.1007/s41996-020-00068-9.

COLLINS, C. et al. Covid-19 and the gender gap in work hours. doi: 10.1111/gwagse.12506.

CRAHAY, M. Poderá a escola ser justa e eficaz? Da igualdade das oportunidades à igualdade dos conhecimentos. Lisboa: Piaget, 2002.

DE GAULEJAC, V. A gestão como doença social: ideologia, poder gerencialista e fragmentação social. Aparecida – SP: Ideias & Letras, 2007.

DEJOURS, C. A banalização da injustiça social. 7. ed. Rio de Janeiro: Fundação Getúlio Vargas, 2019.

DELORS, J. et al. Educação: um tesouro a descobrir. 2. ed. São Paulo: Cortez; Brasília: MEC, UNESCO, 2003.

DÍAZ-BARRIGA, A. La escuela ausente, la necesidad de replantear su significado. In: AGUILAR, J. et al. Educación y pandemia: una visión académica. Ciudad de México: Instituto de Investigaciones sobre la Universidad y la Educación, Universidad Nacional Autónoma de México, 2020. p. 19-29.

DUNEAU, C. Justine Atlan : « Le cyberharcèlement scolaire s’est complètement banalisé ». Le Monde, Paris, 7 nov. 2020. Disponível em: . Acesso em: 7 nov. 2020.

EUROPEAN CENTRE FOR DISEASE PREVENTION AND CONTROL. Covid-19 in children and the role of school settings in COVID-19 transmission. S.n.t., 6 ago. 2020.

GIBRAN, K. O profeta. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2011.

GOMES, C. A educação em novas perspectivas sociológicas. 4. ed. São Paulo: EPU; Rio de Janeiro: Gen, 2012.

GOMES, C. Escola de qualidade para todos revisitada: desfolhando as camadas da cebola. Ensaio: Avaliação e Políticas Públicas em Educação, Rio de Janeiro, v. 28, n. 109, p. 843-862, out./dez. 2020.

GUPTA, S.; JAWANDA, M. The impacts of COVID-19 on children. Acta Pediatrica, jul. 2020. doi: 10.1111/apa.15484.

HUNT, L. Inventing human rights: a history. Nova Iorque: W.W. Norton, 2008.

INSTITUT FRANÇAIS DE L’ÉDUCATION. Effets du confinement sur l’activité des enseignants et des professionnels de l’enseignement. Lyon: Université de Lyon, 2020.

JACKSON, T. Prospérité sans croissance: les fondations pour l’économie de demain. 2. ed. Louvain-la-Neuve: De Bocck Supérieur, 2017.

LAMBERT, F. Propagation du virus ? « L´école n’y est pour rien ». L’Essentiel, Luxemburgo, 12 nov. 2020. Disponível em: . Acesso em: 12 nov. 2020.

MUSSO, P. Le temps de l’État-Entreprise. Paris: Fayard, 2019.

NIERENBERG, A.; PASICK, A. Schools are for lunch, too. New York Times: Coronavirus briefing. Nova Iorque, 4 set. 2020.

OECD. Learning remotely when schools close: how well are students and schools prepared? 2020. Disponível em: . Acesso em: 19 nov. 2020.

OECD. Teachers’ training and use of information and communications technology in the face of the COVID-19 crisis. Disponível em: . Acesso em: 19 nov. 2020.

OLIVEIRA, J. B.; GOMES, M.; BARCELLOS, T. (2020). A Covid-19 e a volta às aulas: ouvindo evidências. Ensaio: avaliação e políticas públicas em Educação, Rio de Janeiro, v. 28, n. 108, p. 555-678, jul./set. 2020.

PÚBLICO. Na Índia, crianças-mineiras trocam a infância por aparas de mica. Lisboa, 14 ago. 2020. Disponível em: . Acesso em: 14 ago. 2020.

REIMERS, F.; SCHLEICHER, A. Schooling disrupted, schooling rethought: how the Covid-19 pandemic is changing education. Paris: OECD, 2020. Disponível em: . Acesso em: 19 nov. 2020.

SAID, C. Uno de cada cuatro escolares dice que no ha aprendido nada durante la pandemia. La Tercera, Santiago, 11 nov. 2020. Disponível em: . Acesso em: 11 nov. 2020.

SAPO. Estudo da Deco revela famílias pouco satisfeitas com ensino a distância no 1º ciclo. Disponível em: . Acesso em: 26 ago. 2020.

SEPÚLVEDA, P. Clases on line en los colegios más caros de Chile y la queja de los apoderados. La Tercera, Santiago, 12 nov. 2020. Disponível em: . Acesso em: 12 nov. 2020.

STANDING, G. Le précariat: les dangers d’une nouvelle classe. Paris: Les Éditions de l’Opportun, 2014.

TENER, D. et al. How does COVID-19 impact intrafamilial child sexual abuse? Comparison analysis of reports by practitioners in Israel and the US. Child Abuse & Neglect, 2020. doi: 10.1016/j.chiabu.2020.104779.

UNESCO. Declaração de Incheon: Educação 2030: rumo a uma educação de qualidade inclusiva e equitativa e à educação ao longo da vida para todos. S/l., s/d. Disponível em: https://www.catedraunescoeja.com.br/upload-files/marco_de_acao_2030__incheon.pdf>. Acesso em 10 nov. 2020.

UNESCO. How many students are at risk of not returning to school? 2020. Disponível em: . Acesso em: 19 nov. 2020.

UNITED NATIONS. The impact of COVID-19 on women. Policy Brief, 2020. Disponível em: . Acesso em: 19 nov. 2020.

WEISBERG, S. et al. Distinct antibody responses to SARS-CoV-2 in children and adults across the COVID-19 clinical spectrum. Nature Immunology, 2020. doi: 10.1038/541590-020-00826-9.

WORLD BANK. The Covid-19 pandemic: shocks to education and policy responses. 2020. Disponível em: . Acesso em: 19 nov. 2020.

XUE, J. et al. The hidden pandemic of family violence during COVID-19: unsupervised learning of tweets. Journal of Medical Internet Research, v. 22, iss 11, e24361, p. 1-11, 2020.




DOI: http://dx.doi.org/10.1590/S0104-40362021002903296

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2021 Ensaio: Avaliação e Políticas Públicas em Educação

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

Apoio:




Programa de Apoio às Publicacoes Cientificas (AED) do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), Conselho Nacional de Desenvolvimento Cientifico e tecnologico (CNPq), Ministerio da Educação (MEC), Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) e Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro - FAPERJ.
 

SCImago Journal & Country Rank