Politicas Públicas Municipais De Educação Integral E(M) Tempo Ampliado: Quando A Escola Faz A Diferenca

Ligia Martha Coimbra da Costa Coelho, Luciana Pacheco Marques, Verônica Branco

Resumo


Este artigo compreende estudos desenvolvidos em pesquisa financiada pelo Observatorio da Educação (convenio CAPES/INEP), que aprofundou as tematicas da educação integral e da jornada escolar ampliada no Ensino Fundamental. Levando em consideração os desenhos que vem incorporando essas tematicas na educação brasileira contemporânea, o texto relata duas experiencias ocorridas, respectivamente, nas regioes sudeste e sul do pais, que apresentam um desses desenhos – aquele que identifica a formação completa do ser humano como parte integrante das funcoes da escola, ratificando sua centralidade nesse processo. A última secao do artigo constitui-se em um ensaio que discute semelhancas e diferencas existentes entre as duas propostas de ampliação da jornada escolar apresentadas, propondo reflexoes acerca de pontos polemicos que cercam essa ampliação de jornada com educação integral, como os relativos aos espacos, à organização do tempo e aos sujeitos que nela atuam.

Palavras-chave


Politicas públicas municipais; Educação integral; Tempo ampliado

Referências


ALGEBAILE, E. Escola pAºblica e pobreza no Brasil: a ampliaA§A£o para menos. Rio de Janeiro: Lamparina, FAPERJ, 2009.

BRANCO, V. O desafio da construA§A£o da educaA§A£o integral: formaA§A£o continuada de professores alfabetizadores do municA­pio de Porecatu – ParanA¡. 2009. 152 f. Tese (Doutorado em EducaA§A£o)–Faculdade de EducaA§A£o, Universidade Federal do ParanA¡, Curitiba, 2009.

BRASIL. Portaria Normativa Interministerial n° 17, de 24 de abril de 2007. Institui o Programa Mais EducaA§A£o que visa fomentar a educaA§A£o integral de crianA§as, adolescentes e jovens, por meio do apoio a atividades sA³cio-educativas no contraturno escolar. DiA¡rio Oficial da UniA£o, BrasA­lia, DF, 26 abr. 2007.

CARVALHO, M. do C. B. de. O lugar da educaA§A£o integral na polA­tica social. Cadernos CENPEC, SA£o Paulo, v. 1, n. 2, p. 7-11, 2º sem. 2006.

CERTEAU, M. de. A invenA§A£o do cotidiano. 7. ed. PetrA³polis: Vozes, 2002.

COELHO, L. M. C. da C. Escola pAºblica de horA¡rio integral: um tempo (fundamental) para o Ensino Fundamental. In: ABRAMOWICZ, A.; MOLL, J. (Org.). Para alA©m do fracasso escolar. Campinas: Papirus, 1997, p.191-208.

______. HistA³ria(s) da educaA§A£o integral. Em Aberto, BrasA­lia, v. 22, n. 80, p. 83-96, abr. 2009.

COELHO, L. M. C. da C.; PORTILHO, D. EducaA§A£o integral, tempo e polA­ticas pAºblicas. In: COELHO, L. M. C. da C. (Org). EducaA§A£o integral em tempo integral: estudos e experiAancias em processo. PetrA³polis: DPetAlii, 2009. p. 89-100.

FREINET, C. As tA©cnicas Freinet de Escola Moderna. Lisboa: Editorial Estampa Ltda., 1975.

GUARA, I. M. F. R. EducaA§A£o e desenvolvimento integral: articulando saberes na escola e alA©m da escola. Em Aberto, BrasA­lia, v. 22, n. 80, p. 65-81, abr. 2009.

HERNANDEZ, F; VENTURA, M. A organizaA§A£o do currA­culo por projetos de trabalho. 5. ed, Porto Alegre: Artes MA©dicas, 1998.

JUIZ DE FORA (MunicA­pio). Lei nº 11.060, de 05 de janeiro de 2006. DispAµe sobre o Plano Plurianual para o perA­odo 2006/2009 – AA§A£o e Resultado. Sistema de LegislaA§A£o Municipal – JFLegis. Tribuna de Minas, Juiz de Fora, MG, 06 jan. 2006a. DisponA­vel em: . Acesso em: 08 set. 2007.

______. Lei nº 11.145, de 31 de maio de 2006. Institui o Plano Decenal Municipal de EducaA§A£o de Juiz de Fora e dA¡ outras providAancias. Sistema de LegislaA§A£o Municipal – JFLegis. Tribuna de Minas, Juiz de Fora, MG, 01 jul. 2006b. DisponA­vel em: . Acesso em: 08 set. 2007.

______. Decreto nº 09738, de 30 de dezembro de 2008. Regulamenta a execuA§A£o da Lei Municipal nº 11.669 de 22 de setembro de 2008, que cria o Programa de Escola em Tempo Integral. Tribuna de Minas, Juiz de Fora, MG, 31 dez. 2008a. DisponA­vel em: . Acesso em: 25 fev. 2009.

______. Lei nº 11.669, de 22 de setembro de 2008. DispAµe sobre a criaA§A£o do Programa de Escola em Tempo Integral em consonA¢ncia com o disposto no art. 34 e no § 5º, do art. 87, da Lei Federal nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Tribuna de Minas, Juiz de Fora, MG, 23 set. 2008b.

______. Linhas orientadoras das escolas de educaA§A£o em tempo integral do municA­pio de Juiz de Fora/Diretrizes educacionais para a rede de ensino de Juiz de Fora. Cadernos do Professor, v. 3, n. 3, out. 2008c.

KERSTENETZKY, C. L. Escola em tempo integral jA¡: quando quantidade A© qualidade.CiAancia Hoje, SA£o Paulo, v. 39, n. 231, p.18-23, out. 2006.

PERONI, Vera Maria; ADRIAƒO, Theresa (Org). O pAºblico e o privado na educaA§A£o: interfaces entre estado e sociedade. SA£o Paulo: XamA£, 2005.

PERONI, Vera Maria; OLIVEIRA, Regina T; FERNANDES, Maria DilnA©ia. Estado e terceiro setor: as novas regulaA§Aµes entre o pAºblico e o privado na gestA£o da educaA§A£o bA¡sica brasileira. EducaA§A£o & Sociedade, Campinas, v. 30, n. 108, p.761-778, out. 2009.

TARDIF, Maurice. Saberes docentes e formaA§A£o profissional. PetrA³polis: Vozes, 2002.

ZEICHNER, K. M. Para alA©m da divisA£o entre professor pesquisador e pesquisador acadAamico. In: GERALDI, Corinta M. G; FIORENTINI, Dario; PEREIRA, Elisabete M. (Org). Cartografias do trabalho docente. Campinas: Mercado de Letras, 1998, p.207-237.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2016 Revista Ensaio: Avaliação e Politicas Públicas em Educação

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

SCImago Journal & Country Rank