Juvenilização da EJA e as implicações no processo de escolarização

Alcides Alves de Souza Filho, Atenuza Pires Cassol, Antonio Amorim

Resumo


O estudo analisa a juvenilização na Educação de Jovens e Adultos (EJA), destacando as causas desse processo e as implicações na escolarização. Objetiva refletir sobre os motivos que determinaram a inserção dos jovens na EJA, especificando as causas e os impactos vivenciados. A abordagem da pesquisa é qualitativa, ancorada, estrategicamente, na pesquisa de campo. A coleta de dados foi lograda com o uso do questionário semiestruturado, aplicado junto aos sujeitos da investigação: 27 professores e 37 alunos de escolas públicas de Barreiras e de Salvador, na Bahia. Os resultados apontaram a interferência da atividade laboral dos estudantes no processo de escolarização; a luta pela garantia do acesso/ permanência na escola; a prática pedagógica e a gestão escolar como promotoras da inclusão com diálogo, da qualidade de ensino e de equidade.


Palavras-chave


EJA; Juvenilização; Ensino de qualidade; Escolarização

Referências


ARROYO, M. F. Imagens quebradas: trajetórias e tempos de alunos e mestres. Petrópolis: Vozes, 2017.

COSTA, A. A. F.; EVANGELISTA, F. Reflexões sobre ser jovem na Educação de Jovens e Adultos no Brasil. Crítica Educativa, Sorocaba, v. 3, n. 3,p. 56-65, ago./dez. 2017. https://doi.org/10.22476/revcted.v3i3.285

FERNANDES, G. P.; GONÇALVES, P.; AMORIM, A. Gestão de recursos tecnológicos em colégios estaduais baianos: as múltiplas possibilidades de ação pedagógica na EJA. Ensaio: Avaliação e Políticas Públicas em Educação, Rio de Janeiro, v.24, n. 93, p. 890-909, out./dez. 2016. https://doi.org/10.1590/S0104-40362016000400006

FURTADO, Q. V. F. Jovens na educação de jovens e adultos: produção do fracasso no processo de escolarização. João Pessoa: Editora Universitária/UFPB, 2015.

GIL, A. C. Métodos e técnicas de pesquisa social. 6. ed. São Paulo: Atlas, 2019.

HADDAD, S. Sistematização de práticas não escolares e ações coletivas: o sentido da educação popular hoje. In: REUNIÃO NACIONAL DA ANPED, 37., 2015, Florianópolis. Anais[...] Rio de Janeiro: ANPED, 2015. p. 1-23.

JARDELINO, J. R. L.; ARAÚJO, R. M. B. Educação de jovens e adultos: sujeitos, saberes e práticas. São Paulo: Cortez, 2014.

LAFFIN, M. H. L. A constituição da docência entre professores de escolarização inicial de jovens e adultos. Ijuí: Ed. Unijuí, 2013.

LOPES, E. J.; AMORIM, R. M. (orgs.). Paulo Freire: culturas, ética e subjetividades no ensinar e aprender. João Pessoa: Editora do CCTA, 2018.

LUDKE, M.; ANDRE, M. E.D.A. A pesquisa em educação: abordagens qualitativas. 2. ed. Rio de Janeiro: E.P.U., 2013.

MINAYO, M. C. S. (org.). Pesquisa social: teoria, método e criatividade. Petrópolis: Vozes, 2018.

SOUZA, E. O.; REIS, R. Juventudes na educação de jovens e adultos: contradições entre suas conquistas como sujeitos de direitos e os silenciamentos nos espaços escolares. Holos, v. 33, n. 3, p. 98-109, 2017. https://doi.org/10.15628/holos.2017.5747

TEIXEIRA, E. O. A “fabricação” do jovem da EJA: reflexões sobre juvenilização e diversidade étnico-racial. Educação em Debate, Fortaleza, v. 40, n. 75, p. 25-36, jan./abr. 2018. https://doi.org/10.24882/eemd.v40i75.550




DOI: http://dx.doi.org/10.1590/S0104-40362021002902293

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2021 Revista Ensaio: Avaliação e Políticas Públicas em Educação

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

SCImago Journal & Country Rank