Politicas docentes e qualidade da educação: uma revisao da literatura e indicacoes de politica

Adriana Bauer, Nathalia Cassettari, Romualdo Portela de Oliveira

Resumo


O presente artigo discute os aportes do debate academico sobre quatro dimensoes relacionadas às politicas docentes no Brasil: atratividade, formação, retencao e avaliação. A partir de revisao de trabalhos que tratam dessas dimensoes, muitas vezes isoladamente, objetiva-se destacar os principais problemas a serem equacionados pelas politicas públicas direcionadas aos professores visando à melhoria da qualidade da educação. Para isso, o trabalho divide-se em seis partes: uma introdução, na qual se apresenta a importância da questao docente e os desafios que ela impoe às politicas públicas, e quatro secoes, nas quais sao analisadas a atratividade, a formação, a retencao e a avaliação de docentes, respectivamente. Ao final sintetizam-se os principais desafios colocados à superação dos problemas destacados.


Palavras-chave


Atratividade docente; Formação docente; Retencao de professores; Avaliação docente

Referências


ALLIANCE FOR EXCELLENT EDUCATION. On the path to equity: improving the effectiveness of beginning teachers. Wasington: AEE, 2014.

AUGUSTE, B.G., P. KIHN, and M. MILLER. Closing the Talent Gap: Attracting and Retaining Top-third Graduates to Careers in Teaching: An International and Market Research- based Perspective. McKinsey & Company, 2010.

BALZANO, S. Estudo dos Planos de Carreira e Remuneracao do Magisterio da Educacao Basica dos estados brasileiros. Documento elaborado para o CONSED, jul. 2005. Mimeo.

BARBER, M.; MOURSHED, M. How the world’s Best-performing school systems come out on top. Mackinsey & Company, 2007.

BARREIRA, C.; REBELO, P. V. Avaliacao do desempenho docente, desenvolvimento profissional e sucesso escolar dos alunos: uma conciliacao possivel? In: VII Coloquio sobre questoes curriculares. Florianopolis. 2 a 3 de setembro, 2008.

BAUER, A. E possivel relacional avaliacao discente e formacao de professors? Educacao em Revista, UFMG, v. 28, p. 61-82, 2012.

BAUER, A. Avaliacao de desempenho de professores: pressupostos e abordagens. In: Gatti, B. A. (Org.). O trabalho docente: avaliacao, valorizacao, controversias. 1ed. Campinas: Autores Associados, 2013.

BIONDI, R. L.; FELICIO, F. Atributos escolares e o desempenho dos estudantes: uma analise em painel dos dados do Saeb. Inep, 2007.

BRASIL. MEC. Conselho da Educacao Superior. Relatorio tecnico contendo estudo sobre a atual relacao oferta/demanda de cursos de graduacao no Brasil, como subsidio ao Conselho Nacional de Educacao para a formulacao de politicas públicas que possibilitem a melhor distribuicao da oferta de vagas no ensino superior de graduacao. Brasilia, 2013.

CASSETARI, N. Remunerac?a?o varia?vel para professores: revisa?o da literatura e desdobra- mentos no Estado de Sa?o Paulo. 2010. (Dissertacao de Mestrado). Sao Paulo: Universidade de Sa?o Paulo, Faculdade de Educacao, 2010.

CASSETTARI, N.; FRUTOSO, P. C.; SCALDELAI V. F. Exoneracao a pedido de professores: estudo em duas redes municipais paulistas. Educacao e Sociedade, v.35, n.128, jul-set., 2014.

CODO, W. Educacao: Carinho e Trabalho. Brasilia: Vozes, 1999.

COLAZINGARI, M. O que pensam os futuros professores? Um estudo das representacoes dos estudantes de licenciatura e pedagogia acerca da profissao e das praticas docentes. (Tese de doutorado). Sao Paulo: Universidade de Sao Paulo, 2015.

DARLING-HAMMOND, L. Building a system for powerful teaching and learning. In: WEHLING, R. (org.) Building a 21st Century U.S. Education System. Washington: National Commission on Teaching and America’s Future, 2007.

FARBER, K. Why great teachers quit – and how we might stop the exodus. California: SAGE, 2010.

FERNANDES, D. Avaliacao do Desempenho Docente: desafios, problemas e oportunidades. Cordoba: Texto Editores, 2008.

FULLAN, M. Change forces: probing the depths of Educational Reform. London, the Falmer Press, 2002.

GATTI, B A.; BARRETO, E. S. S.; ANDRE, M. E. D. A. Politicas docentes no Brasil: um estado da arte. Brasilia: UNESCO, 2011.

GATTI, B. A. Os Professores e suas Identidades: o desvelamento da heterogeneidade. Caderno de Pesquisas, Sao Paulo, n.98, ago. 1996.

GATTI, B. A. ; BARRETTO, E. Professores no Brasil: impasses e desafios. Brasilia: UNESCO, 2009.

GATTI, B. A. Avaliacao de professores: um campo complexo. In: Estudos em Avaliacao Educacional, Sao Paulo: Fundacao Carlos Chagas, v. 22, n. 48, p. 77-88, jan/abr. 2011.

GATTI, B. A.; NUNES, M. M. R. (Orgs.). Formacao de Professores para o Ensino Fundamental: Estudo de Curriculos das Licenciaturas em Pedagogia, Lingua Portuguesa, Matematica e Ciencias Biologicas. Sao Paulo: Fundacao Carlos Chagas, 2009.

GATTI, B. A.; TARTUCE, G. L. B. P.; NUNES, M. M. R.; ALMEIDA, P. C. A. A atratividade da carreira docente no Brasil. Estudos e Pesquisas Educacionais (Fundacao Victor Civita), n.1, maio, 2010.

GUSKEY, T. R. Closing the knowledge gap on effective professional development. Educational Horizons, v. 87, n. 4, p. 224-233, Summer 2009. Disponivel em: . Acesso em: 2 dez. 2010.

INEP. Estudo Exploratorio sobre o Professor Brasileiro com base nos resultados do Censo Escolar da Educacao Basica 2007. Brasilia, 2009.

INGERSOLL, R. M. ; SMITH, T. M. The Wrong Solution To The Teacher Shortage. Educational Leadership. May/2003.

LEME, L. F. Atratividade do magisterio para a educacao basica: estudo com ingressantes de cursos superiores da Universidade de Sao Paulo. (Dissertacao de Mestrado). Sao Paulo: Universidade de Sao Paulo, 2012.

LEME, L. F. Perfil e expectativa de ingressantes do curso de pedagogia da Universidade de Sao Paulo e a atratividade da carreira docente (Trabalho de Conclusao de Curso). Sao Paulo: Universidade de Sao Paulo, 2008.

LOUZANO, P., ROCHA, V., MORICONI, G., OLIVEIRA, R. Et al. Who wants to be a teacher in Brazil? Are teachers being well prepared for the classroom? Attractiveness, selection and training of teachers in Brazil. Lemann Foundation and Instituto Futuro, Brasil, 2009.

MARIN, A. J.; GIOVANNI, L. M. Expressao escrita de concluintes de curso universitario para formar professores. Cadernos de Pesquisa, v. 37, n. 130, jan./abr., 2007.

MORDUCHOWICZ, A. Carreira, Incentivos e Estruturas Salariais Docentes. PREAL - Programa da Reforma Educativa na America Latina e Caribe. 2003.

MORICONI, G. Avaliacao para o ingresso e acompanhamento de iniciantes na carreira docente. In: Gatti, Bernardete A. (Org.). O trabalho docente: avaliacao, valorizacao, controversias. 1ed.Campinas: Autores Associados, 2013.

MORICONI, G. Os professores públicos sao mal remunerados nas escolas brasileiras? Uma analise da atratividade da carreira do magisterio sob o aspecto da remuneracao. (Dissertacao de Mestrado). Sao Paulo: Fundacao Getúlio Vargas, 2008.

NCTAF. Unraveling the “teacher shortage” problem: teacher retention is the key. Washington, 2002. Disponivel em: http://www.ncsu.edu/mentorjunction/text_files/teacher_retentionsymposium.pdf. Acesso em: 28/05/2012.

NOGUEIRA, D. X. P.; JESUS, G. R.; CRUZ, S. P. Avaliacao de desempenho docente no Brasil: desvelando concepcoes e tendencias. Linhas Criticas, v. 19, n.38, jan./abr., 2013.

NOVAES, G. T. F. Padroes de desempenho na avaliacao docente e profissionalismo docente. In: Gatti, Bernardete A. (Org.). O trabalho docente: avaliacao, valorizacao, controversias. 1ed.Campinas: Autores Associados, 2013.

NOVOA, A. Formacao de professores e profissao docente. In: NOVOA, A. Os Professores e a sua formacao. Lisboa: Dom Quixote, 1992.

OCDE. Professores sao Importantes: atraindo, desenvolvendo e retendo professores eficazes. Sao Paulo: Moderna, 2007.

OCDE. TALIS 2013. Results: international perspective on teaching and learning. OECD Publishing, 2014.

OLIVEIRA, R. P.; ARAUJO, G. C. Qualidade do ensino: uma nova dimensao da luta pelo direito à educacao. Revista Brasileira de Educacao, n.28, 2006.

PAUL, J. J. ; BARBOSA, M. L. A qualidade dos professores como fator de eficacia escolar. Electronica Iberoamericana sobre Calidad, Eficacia y Cambio en Educacion, volume 5, 2007.

PEREIRA, L. O magisterio primario numa sociedade de classes. Sao Paulo, Pioneira, 1969.

PERRENOUD, P. Praticas pedagogicas, profissao docente e formacao: perspectivas sociologicas. Lisboa: Dom Quixote, 1997.

SAMPAIO, C. E. R.; SOUSA, C. P de.; SANTOS, J. R.; PEREIRA, J. V.; PINTO, J. M. de R.; OLIVEIRA, L. L. N. De A.; MELLO, M. C. de, NESPOLI, V. Estatisticas dos professores no Brasil. Revista Brasileira de Estudos Pedagogicos, Brasilia, v. 83, n. 203/204/205, p. 85-120, jan./dez. 2002.

SCHNEIDER, M. P. Diretrizes curriculares nacionais para a formacao de professores da Educacao basica: das determinacoes legais às praticas institucionalizadas. Tese (Doutorado em Educacao). Universidade Federal de Santa Catarina. Florianopolis, 2007.

SHIROMA, E. O. ; MAFRA JUNIOR, A. C. ; SCHNEIDER, M. C. A cada um segundo seu desempenho : tensoes e contradicoes da politica de avaliacao docente. In: VIII SEMINARIO INTERNACIONAL RED ESTRADO, 2010, Lima: Universidad de Ciencias y Humanidades, 2010. p. 1-15.

SILVA, J. L. A rotatividade docente numa escola da rede estadual de ensino. (Dissertacao de Mestrado em Educac?a?o: Histo?ria, Poli?tica e Sociedade). Sao Paulo: Pontifi?cia Universidade Cato?lica – PUC/SP, 2007.

SOUZA, A. R.; GOUVEIA, A. Os trabalhadores docentes da educacao basica no Brasil em uma leitura possivel das politicas educacionais, Arquivos Analiticos de Politicas Educativas, 19 (35), 2011.

VAILLANT, D. Reformas Educacionais e o papel dos docentes. Revista PREALC: O docente como protagonista na mudanca educacional n° 1, AMF Imprenta, Santiago, Chile; junho, 2005.

VAILLANT. G. Atraer e retener Buenos profesionales en lo profesion docente: politicas em Latinoamerica. Revista de Educacion, 340, mayo-agosto, 2006.

VICENTINI. P. P., LUGLI. R. G. Historia da profissao docente no Brasil: representacoes em Disputa. Sao Paulo: Cortez, 2009.




DOI: http://dx.doi.org/10.1590/s0104-40362017002501010

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2017 Revista Ensaio: Avaliação e Politicas Públicas em Educação

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.