Avaliando a aprendizagem de criatividade em uma oficina pedagogica

Maria Judith Sucupira da Costa Lins, Edson Seiti Miyata

Resumo


Criatividade e imagem mental sao caracteristicas importantes dos seres humanos e que podem ser observadas no comportamento de diferentes pessoas. Um grande número de pesquisadores estudou criatividade e imagem mental com o objetivo de estabelecer a origem e o processo de ambos. Este artigo focaliza a contribuicao das principais teorias de criatividade e imagem mental e discute como e possivel avaliar a aprendizagem de criatividade por meio de uma oficina pedagogica em uma escola tecnica. Esta oficina foi conduzida para observar como a criatividade pode ser melhorada pelos alunos desta escola tecnica. Resultados mostram que o processo educacional deve estar atento ao desenvolvimento dos estudantes no sentido de propiciar a aprendizagem da criatividade e da imagem mental.


Palavras-chave


Avaliação; Aprendizagem. Criatividade; Imagem mental; Ensino tecnico/propaganda

Referências


ALENCAR, E. M. L. S. O estimulo à criatividade em programas de pos-graduacao segundo seus estudantes. Psicologia: reflexao e critica, Porto Alegre, v. 15, n. 1, p. 63-70, 2002.

AMABILE, T. M. The social psychology of creativity: a componential conceptualization. Journal of Personality and Social Psychology, Washington, v. 45, n. 2, p. 357-376, 1983.

AUSUBEL, D. P.; NOVAK, J.; HANESIAN, H. Educational psychology: a cognitive view. New York: Holt, Rinehart and Winston, 1978.

CSIKSZENTMIHALYI, M. Finding flow. Psychology Today, New York, July/Aug. 1997. Disponivel em:

. Acesso em: 20 ago. 2008.

GARDNER, H. Mentes que criam: uma anatomia da criatividade observada atraves das vidas de Freud, Einstein, Picasso, Stravinsky, Eliot, Graham e Gandhi. Porto Alegre: Artes Medicas, 1996.

GUILFORD, J. P. Creativity. The American Psychologist, Washington, v. 5, n. 9, p. 444-454, 1950.

______. Creative abilities in the arts. Psychological Review, Washington, v. 64, n. 2, p. 110-118, 1957.

KNELLER, G. F. Arte e ciencia da criatividade. Traducao de Jose Reis. 5. ed. Sao Paulo: IBRASA, 1978.

LANDAU, E. Criatividade e superdotacao. Rio de Janeiro: Liv. Eca Ed., 1986.

LINS, M. J. S. C. A Estruturacao da inteligencia do pre-escolar segundo Piaget. Rio de Janeiro: Anima, 1984.

______. Imagem mental e socializacao em Piaget. In: FERREIRA, C. A. M.; THOMPSON, R. (Org.). Imagem e esquema corporal. Sao Paulo: Lovise, 2002.

LUPETTI, M. Administracao em publicidade: a verdadeira alma do negocio. Sao Paulo: Thomson, 2006.

NICHOLS, J. G. Creativity in the person who will never produce anything original and useful: the concept of creativity as a normally distributed trait. American Psychologist, Washington, v. 27, n. 8, p. 717-727, 1972.

OLIVEIRA, M. R. N. S. Mudancas no mundo do trabalho: acertos e desacertos na proposta curricular para o Ensino Medio (Resolucao CNE 03/98): diferencas entre formacao tecnica e formacao tecnologica. Educação e Sociedade, Campinas, ano 21, n. 70, p. 40-62, abr. 2000.

OSTROWER, F. Criatividade e processos de criacao. Petropolis: Vozes, 2002.

PIAGET, J. O nascimento da inteligencia na crianca. Rio de Janeiro: Zahar, 1982.

PIAGET, J.; INHELDER, B. L’imagem mentale chez l’enfant: etude sur le developpement des representations imagees. Paris: PUF, 1966.

RUNCO, M. Creativity. Annual Review of Psychology, Palo alto, CA, v. 55, p. 657-687, Feb. 2004a.

______. Personal creativity and culture. In: LAU, S.; HUI, A. N. N.; NG, G. Y. Creativity: when East meets West. Singapore: World Scientific Publishing Company, 2004.

SANT’ANNA, A. Propaganda: teoria, tecnica e pratica. Sao Paulo: Pioneira, 1999.

SIMONTON, D. K. Creativity: cognitive, personal, developmental and social aspects. American Psychologist, Washington, v. 55, n. 1, p. 151-158, Jan. 2000.

STERNBERG, R. J.; LUBART,T. I. Investing in creativity. American Psychologist, Washington, v. 51, n. 7, p. 677-688, 1996.

TORRANCE, E. P. Criatividade: medidas, testes e avaliacoes. Sao Paulo: Ibrasa, 1976.

VEIGA, I. P. A. Nos laboratorios e oficinas escolares: a demonstracao didatica. In: VEIGA, I. P. A. (Org.). Tecnicas de ensino: por que nao? Campinas: Papirus, 1995.

VIGOTSKII, L. S. La imaginacion y el arte en la infancia: ensayo psicologico. 2. ed. Mexico: Fontamara, 1997.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2016 Revista Ensaio: Avaliação e Politicas Públicas em Educação

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

Apoio:




Programa de Apoio às Publicacoes Cientificas (AED) do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), Conselho Nacional de Desenvolvimento Cientifico e tecnologico (CNPq), Ministerio da Educação (MEC), Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) e Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro - FAPERJ.
 

SCImago Journal & Country Rank