Uma competencia emergente na gestao escolar: a animação cultural

Vera Vergara Esteves, Wally Chan Pereira, Lucia Maria Franca Siano

Resumo


O conceito de gestao esta relacionado ao conhecimento e à pratica que fazem as organizacoes funcionarem em relação a determinados objetivos.A escola e o espaco público escolhido pela sociedade para, atraves de suas acoes, atingir seus objetivos educacionais. Nas escolas inseridas ou junto a comunidades carentes, surge no Brasil, nos anos 80, a figura do animador cultural, que passa a realizar um trabalho de educação popular, mais relacionado, em geral às artes e educação fisica, por serem, em geral, profissionais dessas areas. Enquanto em nosso pais nao ha uma formação especifica, na Franca, o animador cultural possui formação em curso em nivel universitario, chegando a atingir um contingente de cerca de 200.000 profissionais. Propomos nesse trabalho a mudanca de eixo da animação cultural em escolas brasileiras, ou seja, que ela se fundamente em uma posicao que ultrapasse a de educação popular dos anos 80 para um conceito habermasiano de desenvolvimento da subjetividade para atingir a autonomia do sujeito, conjugado a uma ação comunicativa nas comunidades proximas e envolvido com um projeto de profissionalização baseado em competencias.

Palavras-chave


Gestao; Animação cultural; Profissionalização; Competencias

Referências


BOURDIEU, P. La distinction: critique sociale du jugement. Paris: Les Editions de Minuit, 1979. [ Links ]

CANARIO, R. Estabelecimento de ensino: a inovacao e a gestao de recursos humanos. In: NOVOA, A. As organizacoes escolares em analise. Lisboa: Dom Quixote, 1995. [ Links ]

DEROUET, J. L. Une sociologie des etabilissement scolaires: les difficultes de construction d'um nouvel objet scientifique. Revue Francaise de Pedagogie, Paris, n. 78, p. 73-108, 1987. [ Links ]

ERNY, P. Etnologia da educacao. Rio de Janeiro: Zahar, 1981. [ Links ]

GEERTZ, C. A interpretacao das culturas. Rio de Janeiro: Zahar, 1978. [ Links ]

GILLET, J. C. Anotacoes sobre a Teoria da Animacao. Disponivel em: < http:www.colloquecs-isiat.fr.st>. Acesso em: 7 maio 2003. [ Links ]

HABERMAS, J. Consciencia moral e agir comunicativo. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro 1989. [ Links ]

KRAWCZYK, N. A gestao escolar: um campo minado: analise das propostas de 11 municipios brasileiros. Educacao & Sociedade, Campinas, SP, v. 20, n. 67, p. 112-149, ago.1999. [ Links ]

MORIN, E.O enigma do homem: para uma nova antropologia. Traducao de Fernando de Castro Ferro. Rio de Janeiro: Zahar, 1979. [ Links ]

SANTOS, B. S. (Org.). Produzir para viver: os caminhos da producao nao capitalista. Rio de Janeiro: Civilizacao Brasileira, 2002. [ Links ]

SAVIANI, D. Pedagogia historico-critica: primeiras aproximacoes. Sao Paulo: Cortez: Autores Associados, 1991. (Colecao polemicas do nosso tempo; v. 40). [ Links ]

YUDICE, G. A conveniencia da cultura: usos na era global. Traducao de Marie-Anne Kremer. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2005. [ Links ]


Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2016 Revista Ensaio: Avaliação e Politicas Públicas em Educação

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

SCImago Journal & Country Rank