Educação e trabalho: representacoes de professores e alunos do ensino medio

Cândido Alberto Gomes, Clelia de Freitas Capanema, Jacira da Silva Câmara, Lakne Campbell Cabanelas

Resumo


O artigo analisa as representacoes de alunos e professores do ensino medio, visando a conhecer motivacoes, perspectivas e necessidades, bem como as suas relacoes entre educação e trabalho. Os dados sao analisados à luz das principais teorias "ortodoxas" e "heterodoxas" sobre as relacoes entre educação, ocupação e renda. 
O trabalho coteja duas pesquisas: a primeira enfocou docentes e discentes do ensino medio, modalidade educação de jovens e adultos, do maior estabelecimento de ensino do Distrito Federal; a segunda se realizou com os participantes do Exame Nacional do Ensino Medio-ENEM em 2004. A primeira se baseou em amostra, enquanto a segunda se aplicou a todos os participantes do ENEM. Em ambos os casos, foram utilizados questionarios para a coleta de dados. As conclusoes indicam um fosso entre o ensino medio regular e a modalidade educação de jovens e adultos. No primeiro caso, o trabalho que freqüentemente retirou os alunos da escola os trouxe de volta a ela. Ha, porem, evidencias, de menor rigor para os alunos de segunda oportunidade. Na população do ENEM se incluem predominantemente os candidatos prospectivos à educação superior, em muitos casos com dificuldades de escolha profissional. Em ambos os casos, a visao da escola e majoritariamente positiva. Alem disso, apesar de haver mais alto nivel de escolaridade, a entrada dos jovens no mundo do trabalho tem se tornado crescentemente dificil e mais tardia, levando à conversao do ensino medio em ensino de massa. Os enfoques teoricos e os resultados empiricos sugerem a importância dos enfoques "heterodoxos", que destacam os conceitos de inflação educacional e credencialismo.

Palavras-chave


Representacoes; Ensino medio; Educação profissional; Educação de adultos; Brasil

Referências


ARAUJO, B.; CAPANEMA, C. F. Market-education: the impact of this binomial in the training of teachers: a strategy in the Federal University of Bahia, Brazil. In: POPOV, N. (Ed.). Comparative education in teacher training. Sofia, Bulgaria: Bureau for Educational Services, 2003. v. 2, p. 39-42. [ Links ]

BELLAT, M.-D. L'inflation scolaire: les disillusions de la meritocratie. Paris: Du Seuil, 2006. [ Links ]

BRASIL. Ministerio da Educacao e Cultura. Ensino de 1º e 2º graus: atualizacao e expansao. Rio de Janeiro: Setor de Artes Graficas da Escola Tecnica Federal Celso Suckow da Fonseca, 1970. [ Links ]

______. Lei nº 5.692, de 11 de agosto de 1971. Fixa as diretrizes e bases para o ensino de 1º e 2º graus. Diario Oficial [da] República Federativa do Brasil, Brasilia, DF, 12 ago. 1971. Col. 1, p. 63-77. [ Links ]

______. Lei nº. 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educacao nacional. Diario Oficial [da] República Federativa do Brasil. Brasilia, DF, 23 dez. 1996. Col. 1, p. 27.833. [ Links ]

______. Senado Federal. Subsecretaria de Informacoes. Lei nº 4.024, de 20 de dezembro de 1961. Fixa as diretrizes e bases da educacao nacional. Diario Oficial da Uniao, Brasilia, DF, 27 dez. 1961. Retificacao 28 dez. 1961. Disponivel em: . Acesso em: 24 mar. 2006. [ Links ]

CARNOY, M. Mundializacao e reforma na educacao: o que os planejadores devem saber. Brasilia, DF: UNESCO Brasil, IIPE, 2003. [ Links ]

CASTRO, C. M. et al. O enigma do supletivo. Fortaleza: Universidade Federal do Ceara, 1980. [ Links ]

CEPAL; UNESCO. Educacao e conhecimento: eixo da transformacao produtiva com eqüidade. Brasilia, DF: IPEA, INEP; CEPAL, UNESCO, 1995. [ Links ]

CONSELHO NACIONAL DE EDUCACAO (Brasil). Câmara de Educacao Basica. Parecer CEB n° 11, de 10 de maio de 2000. Dispoe sobre as diretrizes curriculares nacionais para a educacao de jovens e adultos. Pareceres ...., Brasilia, DF, 2000. [ Links ]Disponivel em: . Acesso em: 25 fev. 2006.

FRANCO, M. L. P. B.; NOVAES, G. T. F. Os jovens de ensino medio e suas representacoes sociais. Cadernos de Pesquisa, Sao Paulo, n. 112, p. 167-183, mar. 2001. [ Links ]

FREITAS, M. V. Jovens no ensino supletivo: na escola e na rua. In: SILVA, L. H. (Org.). A escola cidada no contexto da globalizacao. Petropolis: Vozes, 2000. [ Links ]

GOMES, C. A. A educacao em novas perspectivas sociologicas. Sao Paulo: Editora Pedagogica Universitaria, 2004. [ Links ]

______. O jovem e o desafio do trabalho. Sao Paulo: Editora Pedagogica e Universitaria, 1990. [ Links ]

______.; CARNIELLI, B. L.; ASSUNCAO, I. R. A expansao do ensino medio e a educacao de jovens e adultos: alternativa negligenciada de democratizacao? Revista Brasileira de Estudos Pedagogicos, Brasilia, DF, v. 85, n. 209/210/211, p. 29-44, jan./dez. 2004. [ Links ]

HOBSBAWN, E. Era dos extremos: o breve seculo XX, 1914-1991. Sao Paulo: Companhia das Letras, 1995. [ Links ]

INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANISIO TEIXEIRA. Participantes do ENEM 2004 avaliam escolas. Brasilia, DF, 4 fev. 2005. Disponivel em: http://www.inep.gov.br/imprensa/noticias/enem/news05_02a.htm . Acesso em: 11 fev. 2005. [ Links ]

MANFREDI, S.M. Educacao profissional no Brasil. Sao Paulo: Cortez, 2002. [ Links ]

REICH, R. B. O trabalho das nacoes. Sao Paulo: Educator, 1994. [ Links ]

RIFKIN, J. La era del acesso: la revolucion de la nueva economia. Barcelona: Paidos, 2000. [ Links ]

ROCHA, A. B. S. Exposicao. In: ANAIS DO SIMPOSIO SOBRE O ENSINO PROFISSIONALIZANTE, 1982, Brasilia. Anais ... Brasilia, DF: Câmara dos Deputados, Coordenacao de Publicacoes, 1982. p. 74-94. [ Links ]

TEDESCO, J. C. O novo pacto educativo: educacao, competitividade e cidadania na sociedade moderna. Sao Paulo: Editora Atica, 1998. [ Links ]

VEIGA, I. P. A. Perspectivas de analise da formacao de professores. In: ENCONTRO DE PESQUISA EM EDUCACAO DA REGIAO CENTR-OESTE, 6., 2003, Campo Grande. Anais ... Campo Grande, MS, 2003. [ Links ]


Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2016 Revista Ensaio: Avaliação e Politicas Públicas em Educação

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

SCImago Journal & Country Rank