Avaliando a educação emocional: subsidios para um repensar da sala de aula

Claudia Carla de Azevedo Brunelli Rego, Nivea Maria Fraga Rocha

Resumo


O papel da inteligencia emocional dentro e fora da escola, exige " educar" as emocoes para que as pessoas tornem-se aptas a lidar com frustracoes, angústias e medos. Este artigo tem como objetivo geral avaliar a importância da educação emocional no contexto da educação, partindo-se das seguintes indagacoes: sera que a Educação Emocional pode contribuir no processo de ensino-aprendizagem, favorecendo o equilibrio entre aspectos cognitivos racionais e emocionais do educando? Em caso positivo, que caminhos teorico-metodologicos podem ser trilhados e/ou apontados para que a Educação Emocional se torne realidade nas escolas? A opcao metodologica foi a pesquisa-ação, realizada em quinze oficinas, com participação de 14 docentes, 1 coordenador e a pesquisadora. Os resultados das oficinas constituiram-se em um plano de ação que visou a disseminar os estudos da educação emocional nas escolas. As conclusoes da pesquisa apontam que as competencias da inteligencia emocional, como autoconhecimento, autogestao, consciencia social e administração de relacionamentos, podem contribuir para a qualidade do processo de ensino-aprendizagem, conduzindo o ser humano ao equilibrio da razao e emocao.

Palavras-chave


Inteligencia emocional; Avaliação; Educação

Referências


ACCIOLY, J.; ATHAYDE, A. A educacao emocional: o caminho para a competencia Emocional. Salvador: Santa Helena, 1996. [ Links ]

BEAUPORT, E. Inteligencia emocional: as tres faces da mente. Brasilia, DF: Teosofica, 1998. [ Links ]

BRANDAO, C. R. O que e educacao. Sao Paulo: Brasiliense, 2004. [ Links ]

CRONBACH, L. J. Course improvement through evaluation. Teachers College Record, New York, 64, n. 8, p. 672-683, May 1963. [ Links ]

DELORS, J. et al. Educacao: um tesouro a descobrir: relatorio para a UNESCO da Comissao Internacional sobre a Educacao para o seculo XXI. 10. ed. Sao Paulo: Cortez; Brasilia, DF: MEC/UNESCO, 2006. [ Links ]

FREIRE, P. Pedagogia da autonomia. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1996. [ Links ]

GADOTTI, M. Historia das ideias pedagogicas. 8. ed. Sao Paulo: Atica, 2005. [ Links ]

GARDNER, H. Inteligencias múltiplas: a teoria na pratica. Porto Alegre: Artes Medicas, 1995. [ Links ]

______. Mentes que mudam: a arte e a ciencia de mudar as nossas ideias e a dos outros. Porto Alegre: Artmed: Bookman, 2005. [ Links ]

______. O verdadeiro, o belo e o bom: os principios basicos para uma nova educacao. Rio de Janeiro: Objetiva, 1999. [ Links ]

GOLEMAN, D. Como lidar com emocoes destrutivas: para viver em paz com voce e com os outros: dialogo com a contribuicao do Dalai Lama. Rio de Janeiro: Campus: Elsevier, 2003. [ Links ]

______. Inteligencia emocional: a teoria revolucionaria que define o que e ser inteligente. 45. ed. Rio de Janeiro: Objetiva, 2001. [ Links ]

______. Trabalhando com a inteligencia emocional. Rio de Janeiro: Objetiva, 1999. [ Links ]

GOLEMAN, D.; BOYATZIS, R.; MCKEE, A. O poder da inteligencia emocional : a experiencia de liderar com sensibilidade e eficacia. Rio de Janeiro: Campus, 2002. [ Links ]

______. Inteligencia social: o poder das relacoes humanas. Rio de Janeiro: Campus: Elsevier, 2006. [ Links ]

HOFFMANN, J. Avaliacao: mito e desafio, uma perspectiva construtivista. Porto Alegre: Educacao & Realidade, 1993. [ Links ]

LUCKESI, C. C. Filosofia da educacao. Sao Paulo: Cortez, 1994. [ Links ]

SALOVEY, P.; SLUYTER, D. J. Inteligencia emocional da crianca: aplicacoes na educacao e no dia-a-dia. Rio de Janeiro: Campus, 1999. [ Links ]

SAMPAIO, D. M. A pedagogia do ser: educacao dos sentimentos e dos valores humanos. Petropolis, RJ: Vozes, 2004. [ Links ]

SANTOS, J. O. Educacao emocional na escola: a emocao na sala de aula. Salvador: Faculdade Castro Alves, 2000. [ Links ]

SCRIVEN, M. The methodology of evaluation. In: TYLER, R. W. et al. Perspectives of curriculum evaluation. Chicago: Rand McNally, 1967. (AERA Monograph series on curriculum evaluation; n. 1). [ Links ]

SOARES, N. S. Educacao transdisciplinar e a arte de aprender: A pedagogia do autoconhecimento para desenvolvimento humano. Salvador: EDUFBA, 2006. [ Links ]

SOARES, N. S. Educacao transdisciplinar e a arte de aprender: a pedagogia do autoconhecimento para desenvolvimento humano. Salvador: EDUFBA, 2006. [ Links ]

SORDI, M. R. L. Entendendo as logicas da avaliacao institucional para dar sentido ao contexto interpretativo. In: VILLAS BOAS, B. M. F. (Org.). Avaliacao: politicas e praticas. Campinas: Ed. da Unicamp, 2002. [ Links ]

STEINER, C.; PERRY, P. Educacao emocional: um programa personalizado para desenvolver sua inteligencia emocional. Rio de Janeiro: Objetiva, 2001. [ Links ]

THIOLLENT, M. Metodologia da pesquisa-acao. 14. ed. Sao Paulo: Cortez, 2005. [ Links ]

VIEIRA, G. A construcao das bases para o desenvolvimento de um software CBT tendo como conteúdo central um teste de avaliacao da inteligencia emocional. 2003. 108 f. Dissertacao (Mestrado em Engenharia de Producao) – Faculdade de Engenharia, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianopolis, 2003. Disponivel em: . Acesso em: 25 maio 2007a. [ Links ]

______. Depoimento [jul. 2007]. Entrevistadora: Claudia Carla de Azevedo Brunelli Rego. Salvador, 2007b. 1 CD. [ Links ]

WEISINGER, H. Inteligencia emocional no trabalho. Rio de Janeiro: Objetiva, 1997. [ Links ]


Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2016 Revista Ensaio: Avaliação e Politicas Públicas em Educação

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

SCImago Journal & Country Rank