Qual a função social da escola? Reflexões de nuances sociais e políticas a respeito da instituição escolar

Carla Wanessa do Amaral Caffagni

Resumo


Este ensaio propõe uma reflexão a respeito da função social da escola, traçando um pequeno histórico de contextualização da origem da escola e seus papeis em diferentes momentos históricos e sociais. Parte-se do questionamento sobre os conhecimentos que circulam no ambiente escolar e sua relevância para manutenção da organização de classes, bem como dos interesses neles imbuídos. A ideia de patrimônio cultural e intelectual proposta por Bourdieu é desenvolvida em diálogo com autores que trazem perspectivas diversas ao referido autor, de forma a promover um movimento dialético de busca de sentidos para a pergunta que sustenta esta escrita. Em contribuição para a complexidade da questão, pode-se acrescentar o cenário de crise atual da Educação, que parece expor a própria dualidade de pensamento e desenvolvimento das sociedades modernas. Se por um lado, há uma necessidade de expansão e valorização da liberdade e do desejo como forma de movimento da máquina capitalista, por outro há ainda a necessidade de disciplina do operariado para o mercado de trabalho, o que se reflete diretamente nos abismos de desigualdades das escolas nos diversos contextos no Brasil.


Palavras-chave


Escola; Educação; Função Social

Referências


ALTHUSSER, L. Ideologias e aparelhos ideológicos de estado. In: ZIZEK, S. Um mapa da ideologia. Rio de Janeiro: Contraponto, 1996. p. 105-142.

ALVES, G. L. A produção da escola pública contemporânea. Campo Grande: Ed. UFMS. Campinas: Autores Associados, 2001.

ANDRADE, G. A função social da escola: um estudo com professores da educação básica no âmbito privado e público do Sinop. Eventos Pedagógicos, Sinop. v. 12, n. 2, p. 376-387. ago./dez. 2021

BOURDIEU, P. Escritos de educação Petrópolis: Vozes, 2007.

CARDOSO, M A.; LARA, A. M. B. Sobre as funções sociais da escola. In: CONGRESSO NACIONAL DE EDUCAÇÃO, 9.;ENCONTRO SUL BRASILEIRO DE PEDAGOGIA, 3., 2009, Curitiba. Curitiba: PUCPR, 2009.

CHARLOT, B. Educação ou barbárie? Uma escolha para a sociedade contemporânea. São Paulo: Cortez, 2020

DEWEY, J. Vida e educação São Paulo: Melhoramentos, 1971.

DUBET, F.; DURU-BELLAT, M.; VERETOUT, A. As desigualdades escolares antes e depois da escola: organização escolar e influência dos diplomas. Sociologias, Porto Alegre, v. 14, n. 29, p. 22-70, jan./abr. 2012. https://doi.org/10.1590/S1517-45222012000100003

DURKHEIN, E. Educação e sociologia 7. ed. São Paulo: Melhoramentos, 1978

GADOTTI, M. Organização do trabalho na escola: alguns pressupostos. São Paulo: Ática. 1994

LIBÂNEO, J. C.; OLIVEIRA, J. F.; TOSCHI, M. S. Educação escolar, políticas, estrutura e organização. São Paulo: Cortez, 2003. (Coleção Docência em Formação)

MARQUES, L. R..; ANDRADE, E. F.; AZEVEDO, J. M. L. Pesquisa em política educacional e discurso: sugestões analíticas. Revista Brasileira de Política e Administração da Educação, Brasília, v. 33, n. 1, p. 55-71, jan./abr, 2017. https://doi.org/10.21573/vol33n12017.72834

MILLS, C.W. A elite do poder Rio de Janeiro: Zahar, 1962.

MOL, S. C., et al. A orientação educacional frente à função social da escola no contexto das políticas educacionais do “Novo Milênio”. Brazilian Journal of Development, São José dos Pinhais, v. 8, n. 2, p. 13109-13127, 2022. https://doi.org/10.34117/bjdv8n2-309

NÓVOA, A. História da educação Lisboa: Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade de Lisboa,1994

NÓVOA, A. Os professores e as histórias da sua vida. In: NÓVOA, A. (org.). Vidas de professores. 2. ed. Porto, Portugal: Porto, 2013. p. 11-30.

OLIARI, G.; RIGUE, F. M.; STURZA, R. B. Função social da escola: compreensões e multiplicidades. Dialogia, [s. l.], n. 35, p. 79-92, 2020. https://doi.org/10.5585/dialogia.n35.16907

PARSONS. T. A estrutura da ação social. Petrópolis: Vozes, 2010.

PÉREZ GÓMEZ, A. As Funções sociais da escola: da reprodução à reconstrução crítica do conhecimento e da experiência. In: GIMENO SACRISTÁN, J.; PÉREZ GÓMEZ, A. Compreender e transformar o ensino 4. ed. Porto Alegre: ArtMed, 1998. p. 13-26.

SANTOS, E. M. N.; LIMA, F. W. C. Decálogo da escola como espaço de proteção social: consolidando a função social da escola como espaço democratizante. Eccos, São Paulo, n. 54, p. 1-17, e8338, jul./set. 2020. https://doi.org/10.5585/eccos.n54.8338

SAVIANI, D. Educação: do senso comum à consciência filosófica. São Paulo: Cortez, 1980.

YOUNG, M. Para que servem as escolas? Educação e Sociedade, Campinas, v. 28, n. 101, 1287-1302, set./dez. 2007. https://doi.org/10.1590/S0101-73302007000400002




DOI: http://dx.doi.org/10.1590/S0104-40362024003204250

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2024 Ensaio: Avaliação e Políticas Públicas em Educação

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

Apoio:




Programa de Apoio às Publicacoes Cientificas (AED) do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), Conselho Nacional de Desenvolvimento Cientifico e tecnologico (CNPq), Ministerio da Educação (MEC), Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) e Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro - FAPERJ.
 

SCImago Journal & Country Rank