Estado da arte do Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI): levantamento da produção acadêmica e científica no Brasil

Lourdes Maria Rodrigues Cavalcanti, Maria ddas Graças Gonçalves Vieira Guerra

Resumo


Através de metodologia de caráter descritivo, abordagem qualitativa e estratégia bibliográfica, realizou-se o levantamento de dissertações, teses e artigos científicos, sobre o Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI), buscando responder à pergunta: Qual a produção acadêmica e científica sobre PDI, no período de 2012 a 2021, no contexto da Avaliação Institucional nas Instituições Federais de Ensino Superior (Ifes)? O objetivo foi mapear, através de consulta aos bancos de dados da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), da Biblioteca Digital Brasileira de Teses e Dissertações (BDTD) e à base de dados da Scientific Electronic Library Online (SciELO), tais publicações. Constatou-se uma produção acadêmica e científica muito pequena, sobre PDI, percebendo-se a carência de publicações atualizadas, utilizando múltiplas abordagens sobre o tema.


Palavras-chave


Sinaes; Avaliação Institucional; Política de Planejamento; Instituição Federal de Ensino Superior

Referências


AMARAL, G. T. P. A gestão superior da Universidade Federal do Pará no contexto do PDI. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Federal do Pará, Belém, 2017.

AZEVEDO, G. F. A. M. Gestão democrática: uma análise do Plano de Desenvolvimento Institucional e do Projeto Político Pedagógico do IFMA/Campus São Luís – Monte Castelo. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Federal do Maranhão, São Luís, 2017.

BAHIA, L. O. Guia referencial para construção e análise de indicadores. Brasília, DF: Enap, 2021. Disponível em: https://repositorio.enap.gov.br/handle/1/6154?mode=full . Acesso em: 15 jun. 2022.

BRASIL. Decreto nº 9.203, de 22 de novembro de 2017. Dispões sobrea política de governança da administração pública federal direta, autárquica e fundacional. Diário Oficial da União, 23 nov. 2017

BRASIL. Decreto nº 9.235, de 15 de dezembro de 2017. Dispõe sobre o exercício das funções de regulação, supervisão e avaliação das instituições de Educação Superior e dos cursos superiores de graduação e de pós-graduação no sistema federal de ensino. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 18 dez. 2017.

BRASIL. Decreto nº 9.739, de 28 de março de 2019. Estabelece medidas de eficiência organizacional para o aprimoramento da administração pública federal direta, autárquica e fundacional, estabelece normas sobre concursos públicos e dispõe sobre o Sistema de Organização e Inovação Institucional do Governo Federal - SIORG. Diário Oficial da União, Brasíla, DF, 29 mar. 2019.

BRASIL. Decreto nº 9.745, de 8 de abril de 2019. Aprova a Estrutura Regimental e o Quadro Demonstrativo dos Cargos em Comissão e das Funções de Confiança do Ministério da Economia, remaneja cargos em comissão e funções de confiança, transforma cargos em comissão e funções de confiança e substitui cargos em comissão do Grupo-Direção e Assessoramento Superiores - DAS por Funções Comissionadas do Poder Executivo - FCPE. Diário Oficial da União, Brasília, DF, de 9 de abril de 2019.

BRASIL. Lei nº 10.180, de 6 de fevereiro de 2001. Organiza e disciplina os Sistemas de Planejamento e de Orçamento Federal, de Administração Financeira Federal, de Contabilidade Federal e de Controle Interno do Poder Executivo Federal, e dá outras providências. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 7 fev. 2001.

BRASIL. Lei nº 10.861, de 14 de abril de 2004. Institui o Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior -SINAES e dá outras providências. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 15 abr. 2004.

BRASIL. Lei nº 13.844, de 18 de junho de 2019. Estabelece a organização básica dos órgãos da Presidência da República e dos Ministérios; altera as Leis nos 13.334, de 13 de setembro de 2016, 9.069, de 29 de junho de 1995, 11.457, de 16 de março de 2007, 9.984, de 17 de julho de 2000, 9.433, de 8 de janeiro de 1997, 8.001, de 13 de março de 1990, 11.952, de 25 de junho de 2009, 10.559, de 13 de novembro de 2002, 11.440, de 29 de dezembro de 2006, 9.613, de 3 de março de 1998, 11.473, de 10 de maio de 2007, e 13.346, de 10 de outubro de 2016; e revoga dispositivos das Leis nos 10.233, de 5 de junho de 2001, e 11.284, de 2 de março de 2006, e a Lei nº 13.502, de 1º de novembro de 2017. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 18 jun. 2019.

BRASIL. Câmara dos Deputados. Emenda Constitucional nº 19, de 04 de junho de 1998. Modifica o regime e dispõe sobre princípio e normas da Administração Pública, Servidores e Agentes Políticos, controle de despesas e finanças públicas, e custeio de atividades a cargo do Distrito Federal, e dá outras providências. Brasília, DF: Câmara dos Deputados, 1998. Disponível em: https://www2.camara.leg.br/legin/fed/emecon/1998/emendaconstitucional-19-4-junho-1998-372816-normaatualizada-pl.doc Acesso: 10 jan. 2024.

BRASIL. Ministério da Economia. Guia técnico de gestão estratégica versão 1.0. Brasília, DF. 2020. Disponível em: https://www.gov.br/economia/pt-br/centrais-de-conteudo/publicacoes/guias-e-manuais/guia-tecnico-de-gestao-estrategica/view Acesso em: 15 jun. 2022.

BRASIL. Senado Federal. Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília, DF, 1988.

CAVALCANTI, L. M. R.; GUERRA, M. G. G. V. Diagnóstico institucional da Universidade Federal da Paraíba a partir da Análise SWOT. Revista Meta: Avaliação, Rio de Janeiro, v. 11, n. 33, p. 694-718, set./dez. 2019. https://doi.org/10.22347/2175-2753v11i33.2270

FORPLAD. ForPDI, 2022. Disponível em: http://www.forplad.andifes.org.br/?q=forpdi Acesso em: 13 maio. 2022.

COLOMBO, G. A. Educação para a sustentabilidade socioambiental: mapeando indícios de ambientalização na Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões, Frederico Westphalen, RS, 2018.

FREITAS, M. G. Inclusão educacional e o Plano Institucional de Desenvolvimento e Expansão (PIDE) da Universidade Federal de Uberlândia (UFU): interfaces de um processo político e educacional. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2016.

GRIBOSKI, C. M.; PEIXOTO, M. C. L.; HORA, P. M. Avaliação externa, autoavaliação e o PDI. Avaliação: Revista da Avaliação da Educação Superior (Campinas), v. 23, n. 1, p. 178-197, jan./abr. 2018. https://doi.org/10.1590/S1414-40772018000100010

GROSCHUPF, S. L. B. O orçamento público como instrumento para o Planejamento e Desenvolvimento Institucional (PDI): um estudo multicaso nas instituições de ensino superior públicas federais do estado do Paraná. Dissertação (Mestrado em Planejamento e Governança Pública) – Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Curitiba, Paraná, 2015.

LEAL, I. G. A. Indicadores de desempenho para gestão de pessoas em instituições federais de ensino. Dissertação (Mestrado em Gestão Organizacional) – Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, MG, 2017.

LIMA, M. A. et al. Strategy or legitimacy? Analysis of the role of institutional development plans in Brazilian universities. Brazilian Business Review, Vitória, v. 17, n. 1, p. 66-96, 2020. https://doi.org/10.15728/bbr.2020.17.1.4

MARIN, L. J. Formação humana na Universidade de Caxias do Sul: convivência acadêmica em foco. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade de Caxias do Sul, Caxias do Sul, Rio Grande do Sul, 2017.

MENDES, T. M. A expansão da UNESP face à reforma do aparelho de Estado. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, São Paulo, 2015.

MIZAEL, G. A. et al. Análise do Plano de Desenvolvimento Institucional das universidades federais do Consórcio Sul-Sudeste de Minas Gerais. Revista de Administração Pública, Rio de Janeiro, v. 47, n. 5, p. 1145-1164, out. 2013. https://doi.org/10.1590/S0034-76122013000500004

NOVO, L. F. Interdisciplinaridade na pesquisa: significações na cultura de uma Universidade Pública. Tese (Doutorado em Educação) – Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, Rio Grande do Sul, 2017.

NUNES, E. B. L. L. P.; DUARTE, M. M. S. L. T.; PEREIRA, I. C. A. Planejamento e avaliação institucional: um indicador do instrumento de avaliação do SINAES. Avaliação: Revista da Avaliação da Educação Superior (Campinas), v. 22, n. 2, p. 373-384, jul./nov. 2017. https://doi.org/10.1590/S1414-40772017000200006

PATRÍCIO NETO, H. Planejamento e Gestão Universitária na UFCG: uma análise crítica do Plano de Desenvolvimento Institucional – 2010 a 2014 Dissertação (Mestrado Profissional em Políticas Públicas, Gestão e Avaliação da Educação Superior) – Universidade Federal da Paraíba, João Pessoa, Paraíba, 2017.

PHAIFFER, M. A. Os processos de gestão, planejamento e desenvolvimento de Instituições de Ensino Superior públicas e confessionais-comunitárias do Brasil: uma análise comparativa dos Planos de Desenvolvimento Institucional (PDI). Tese (Doutorado em Educação) – Universidade Estadual de Campinas, Campinas, São Paulo, 2020.

PINTO, R. S.; MELLO, S. P. T.; MELO, P. A. Meta-avaliação: uma década do Processo de Avaliação Institucional do SINAES. Avaliação: Revista da Avaliação da Educação Superior (Campinas), v. 21, n. 1, p. 89-108, Mar. 2016. https://doi.org/10.1590/S1414-40772016000100005

PROJECT MANAGEMENT INSTITUTE. Um guia do conhecimento em Gerenciamento de Projetos (Guia PMBOK) 6. ed. Atlanta: Project Management Institute(PMI) Book Service Center, 2017. Série: Guia PMBOK.

SABOIA, R. M. O REUNI na UFAM: repercussões na gestão pedagógica. Dissertação (Mestrado em educação) – Universidade Federal do Amazonas, Manaus, Amazonas, 2015.

SANT’ANA, T. D. et al. Plano de Desenvolvimento Institucional – PDI: um guia de conhecimentos para as instituições federais de ensino. Alfenas: FORPDI, 2017.

SANTOS, E. T. Gestão estratégica de pessoas no contexto universitário: uma análise do modelo proposto no Plano de Desenvolvimento Institucional / UFBA (2018-2022) e os seus impactos nas práticas de gestão de pessoas da Pró- Reitoria de Desenvolvimento de Pessoas (PRODEP/UFBA). Mestrado Profissional –Escola de Administração, Universidade Federal da Bahia, Salvador, Bahia, 2018.

SILVA, A. L. Política pública de regulação: processo de habilitação institucional de uma ifes para oferta de educação a distância. Dissertação (Mestrado) – Universidade Federal do Ceará, Fortaleza. Ceará, 2019.

STORCK, J. B. As humanidades em tempos de neoliberalismo em duas universidades latino-americanas. Tese (Doutorado em Educação) – Universidade do Vale do Rio dos Sinos- UNISINOS, São Leopoldo, Rio Grande do Sul, 2016.




DOI: http://dx.doi.org/10.1590/S0104-40362024003203976

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2024 Ensaio: Avaliação e Políticas Públicas em Educação

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

Apoio:




Programa de Apoio às Publicacoes Cientificas (AED) do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), Conselho Nacional de Desenvolvimento Cientifico e tecnologico (CNPq), Ministerio da Educação (MEC), Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) e Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro - FAPERJ.
 

SCImago Journal & Country Rank