Trajetoria do sistema de avaliação do rendimento escolar do Estado do Rio Grande do Sul

Carmen Maria Koetz, Flavia Obino Correa Werle

Resumo


A proposta deste artigo e analisar a institucionalização do Sistema de Avaliação do Estado do Rio Grande do Sul, apresentando-o como uma politica de governo, associada ao partido que esta no poder. Esta organizado por periodo de governo. Conclui que, a cada mudanca de governo, novas concepcoes e práticas politicas de avaliação educacional foram empregadas no Estado do Rio Grande do Sul, com o intuito de verificar o rendimento dos estudantes.

Palavras-chave


Avaliação externa; Politica pública de avaliação educacional; Sistema de avaliação do rendimento escolar do Estado do Rio Grande do Sul - SAERS

Referências


ABREU, Mariza. Boa escola para todos: gestão da educação e debate sobre valorização dos professores no Rio Grande do Sul. 2007 a 2010. Porto Alegre, AGE, 2011.

AMARAL, Josiane Carolina Soares Ramos do. A política de gestão da educação básica na rede Estadual de Ensino do Rio Grande do Sul (2007-2010): o fortalecimento da gestão gerencial. 2010. Tese (Doutorado)- Faculdade de Educação. Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2010.

BALL, Stephen J. Performatividade, privatização e o pós-estado do bem estar. Educação e Sociedade, v. 25, n. 89, p. 1105-1126, set./dez. 2004.

______. Profissionalismo, gerencialismo e performatividade. Cadernos de Pesquisa, v. 35, n. 126, p. 539-564, 2005. Disponível em: . Acesso em: 27 mar. 2012.

BOBBIO, Norberto. Política. In: BOBBIO, N; MATTEUCCI, Nicola; PASQUINO, Gianfranco. Dicionário de Politica. Brasilia: UnB, 1986. p. 954 – 962.

BONAMINO, Alicia Catalano de. Tempos de avaliação educacional: o SAEB, seus agentes, referAancias e tendAancias. Rio de Janeiro: Quartet, 2002.

BRESSER-PEREIRA, Luiz Carlos. Os primeiros passos da reforma gerencial do Estado de 1995. Revista brasileira de Direito Público – RBDP, Belo Horizote, ano 6, n.23, p.145-186, out/dez, 2008.

CAMINI, Lucia. O Processo de construção da política educacional no Rio Grande do Sul de 1999 a 2002: relações, limites, contradições e avanços. 2005, 261f. Dissertação (Mestrado)- Faculdade de Educação. Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2005.

CASTRO, Claudio de Moura Castro. Avaliar não é para amadores. In: SOUZA, Alberto de Mello e (Org). Dimensões da avaliação educacional. Petrópolis, Rio de Janeiro:Vozes, 2005.

CENTRO DE POLATICAS PAšBLICAS E AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO. Institucional. Sobre o Caed. Disponível em: < http://www.caed.ufjf.br >. Acesso em: 20 abr. 2011.

DOURADO, Luiz Fernandes. Políticas e gestão da educação básica no Brasil: limites e perspectivas.Educação e Sociedade, Campinas, v. 28, n. 100, p. 021-946, 2007.

DRABACH, Neila Pedrotti. A modernização da gestão da Escola Pública Estadual do Rio Grande do Sul: a democracia na “porta giratóriaâ€. 2010. Dissertação (Mestrado)- Centro de Educação. Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, 2010.

FEDERAÇÃO DAS ASSOCIAÇA•ES DE MUNICAPIOS DO RIO GRANDE DO SUL. Institucional. Missao. Disponível em < http://www.famurs.com.br/>. Acesso em: 20 jun. 2011.

FONTANIVE, Nilma. O uso pedagógico dos testes. IN: SOUZA, Alberto de Mello e. (Org). Dimensões da Avaliação educacional. Petrópolis, Rio de Janeiro: Vozes, 2005. p. 139-173.

FREITAS, Dirce Neei Teixeira de. A avaliação da educação básica no Brasil: dimensão normativa, pedagógica e educativa. Campinas: Autores Associados, 2007.

FRANCO, Clero; BONAMINO; Alicia; ALVES, Fátima. Qualidade do ensino fundamental: políticas, seus limites e possibilidades. Educação e Sociedade, Campinas, v. 28, n. 100, p. 989-1014, out. 2007. Número especial. Disponível em: http://www.cedes.unicamp.br. Acesso em: 4 jul. 2011.

FUNDAÇÃO DE APOIO DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL. Institucional. Histórico. Disponível em: . Acesso em: 20 jun. 2011.

FUNDAÇÃO CESGRANRIO. Cesgranrio.Institucional. Quem somos. História. Disponível em: . Acesso em: 30 abr. 2011.

FUNDAÇÃO PARA O DESENVOLVIMENTO DE RECURSOS HUMANOS. Institucional. Apresentação. Disponível em: . Acesso em: 20 jun. 2011.

LEVI, Lucio. Governo. In: BOBBIO, N.; MATTEUCCI, Nicola; PASQUINO, Gianfranco. Dicionário de Politica. Brasilia: UnB, 1986.p. 553 – 555.

LOPES, Valéria Virginia. Cartografia da Avaliação Educacional no Brasil. Tese (Doutorado)- Universidade de São Paulo, São Paulo, 2007.

PAULA, Ana Paula Paes de. Administração pública brasileira entre o gerencialismo e a gestão social. Rev. adm. empresas [online], v. 45, n. 1, p. 36-49, 2005. . Acesso em: 30 ago. 2011.

PESTANA, Maria InAas. O sistema de avaliação brasileiro. Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos. Brasília, v. 79, n. 191, p. 65-73, jan./abr. 1998.

RIO GRANDE DO SUL. Sistema Legis. Assembleia Legislativa do Estado do Rio Grande do Sul. Decreto nº 42.411, de 29 de Agosto de 2003. Aprova Estatuto Padrão para os Círculos de Pais e Mestres de escolas estaduais e dá outras providAancias. Disponível em: . Acesso em: 2 jun. 2011.

______. Assembléia Legislativa do Estado do Rio Grande do Sul. Decreto nº 42.411, de 29 de agosto de 2003, aprova Estatuto Padrão para os Círculos de Pais e Mestres de escolas estaduais e dá outras providAancias. Disponível em: . Acesso em: 2 jun. 2011.

______. Plano de Governo 2007/2010. Governo Yeda Rorato Crusius. Disponível em: . Acesso em: 30 abr. 2011.

SOUZA, Sandra Z. L. de; OLIVIERA, Romualdo P. de. Políticas de avaliação da educação e quase mercado no Brasil. Educação e Sociedade, Campinas, v. 24, n. 84, p. 873-895, set. 2003.

WERLE, Flávia Obino C. Sistemas e instituições: repensando a teoria na prática. In: SIMPÓSIO BRASILEIRO DE POLATICAS E ADMINISTRAÇÃO DA EDUCAÇÃO, 18. , 1997, Porto Alegre, Anais ... Porto Alegre: EDIPUCRS, 1997. v. 1, p. 265-290.

WERLE, Flávia; MANTAY, Carla; ANDRADE, Alenis C. de. Direção de escola básica em perspectiva municipal. Educação, Porto Alegre, v. 32, n. 2, p. 139-149, maio/ago. 2009.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2016 Revista Ensaio: Avaliação e Politicas Públicas em Educação

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

Apoio:




Programa de Apoio às Publicacoes Cientificas (AED) do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), Conselho Nacional de Desenvolvimento Cientifico e tecnologico (CNPq), Ministerio da Educação (MEC), Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) e Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro - FAPERJ.
 

SCImago Journal & Country Rank