Vestibular e Enem: um debate contemporâneo

Aparecida da Silva Xavier Barros

Resumo


Este artigo analisa as transformacoes mais expressivas ocorridas nos processos de admissao aos cursos de graduação no Brasil. A fundamentação teorica foi pautada em debater sobre interesses, muitas vezes ocultos, presentes nos instrumentos de selecao. No tocante aos aspectos metodologicos, trata-se de uma pesquisa de natureza descritivo-analitica. Os resultados evidenciam que os nossos processos seletivos de acesso à universidade, guiados por uma logica individualista e competitiva, colocam o exito quase exclusivamente como uma responsabilidade individual e dissimulam todo um conjunto de fatores que sao determinantes para a aprovação dos estudantes.

Palavras-chave


Politicas educacionais; Vestibular; Enem

Referências


AGAŠNCIA BRASIL. RelatA³rio do TCU aponta irregularidades na concessA£o de bolsas do ProUni. Extra Online/globo.com. 2009. DisponA­vel em: < http://extra.globo.com/noticias/brasil/relatorio-do-tcu-aponta-irregularidades-na-concessao-de-bolsas-do-prouni-271923.html>. Acesso em: 18 jul. 2011.

BARDIN, L. AnA¡lise de conteAºdo. SA£o Paulo: Livraria Martins Fontes, 1977.

BORGES, P. Baixa autoestima afasta alunos de pAºblicas do Enem. iG BrasA­lia. 2011. DisponA­vel em: < http://ultimosegundo.ig.com.br/educacao/enem/baixa-autoestima-afasta-alunos-de-publicas-do-enem/n1597208093056.html>. Acesso em: 04 dez. 2011.

BOURDIEU, P. A Escola conservadora: as desigualdades frente A escola e A cultura. In: NOGUEIRA, M. A.; CATANI, A. (Org.). Escritos de educaA§A£o. 9. ed. PetrA³polis, RJ: Vozes, p. 39-64, 2007.

BRASIL. Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educaA§A£o nacional. DiA¡rio Oficial da UniA£o, BrasA­lia, DF, 23 dez. 1996. DisponA­vel em: . Acesso em: 04 abr. 2011.

CARNOY, M. EducaA§A£o, economia e Estado: base e superestrutura: relaA§Aµes e mediaA§Aµes. SA£o Paulo: Cortez, 1986.

CARVALHO, C. H. A. PolA­tica para o Ensino Superior no Brasil (1995-2006): ruptura e continuidade nas relaA§Aµes entre pAºblico e privado, 2006a. DisponA­vel em: . Acesso em: 07 ago.2011.

______. O PROUNI no governo Lula e o jogo polA­tico em torno do acesso ao Ensino Superior. EducaA§A£o e Sociedade, Campinas, v. 27, n. 96, Especial, out., p. 979-1.000, 2006b. DisponA­vel em: . Acesso em: 08 ago. 2011.

CASTRO, C. de M. Sua ExcelAancia, o Vestibular. FA³rum de debates – Em Aberto, ano 1, n. 3, BrasA­lia, DF, 1982. DisponA­vel em: . Acesso em: 10 set. 2011.

CATANI, A. M.; HEY, A. P.; GILIOLI, R. S. P. PROUNI: democratizaA§A£o do acesso A s InstituiA§Aµes de Ensino Superior? Educar em Revista, ParanA¡, n. 28, dez., p. 125-140, 2006.

CHARLOT, B. Da relaA§A£o com o saber: elementos para uma teoria. Porto Alegre: Artes MA©dicas Sul, 2000.

CORBUCCI, P. R. Financiamento e DemocratizaA§A£o do Acesso A EducaA§A£o Superior no Brasil: da deserA§A£o do Estado ao projeto de reforma. EducaA§A£o e Sociedade, Campinas, v. 25, n. 88, Especial, p. 677â€701, out., 2004.

COSTAS, R. GeraA§A£o do diploma lota faculdades, mas decepciona empresA¡rios. BBC Brasil, 2013. DisponA­vel em: < http://www.bbc.co.uk/portuguese/noticias/2013/10/131004_mercado_trabalho_diplomas_ru.sshtm>. Acesso em: 07 dez. 2013.

CUNHA, L. A. Vestibular: a volta do PAandulo. FA³rum de debates – ‘Em Aberto’, ano 1, n. 3, BrasA­lia, fev., 1982. DisponA­vel em: . Acesso em:10 set. 2011.

FOLHA DE SAƒO PAULO. A loteria Enem. SA£o Paulo, 2012. DisponA­vel em: . Acesso em: 20 jan. 2012.

GIZI, M. L. PolA­ticas educacionais para a educaA§A£o superior: acesso, permanAancia e formaA§A£o. Revista DiA¡logo Educacional, Curitiba, v. 4, n. 11, jan./abr., p. 43-52, 2004.

G1. 1Âa turma do curso mais procurado no Sisu tem evasA£o superior a 50%. 2013. DisponA­vel em:< http://g1.globo.com/distrito-federal/noticia/2013/01/1-turma-do-curso-mais-procurado-no-sisu-tem-evasao-superior-50.html>. Acesso em: 25 jan. 2013.

HEY, A. P. NotA­cias da UFMG: Professora da USP questiona Enem como forma de democratizaA§A£o do acesso A universidade. In: Semana de conhecimento e cultura da UFMG. 2009. DisponA­vel em: . Acesso em: 14 set. 2011.

INEP. SA­tio do Enem. 2013. DisponA­vel em: . Acesso em: 23 jan. 2013.

ISTO A‰. O Enem nA£o democratizou o acesso ao ensino superior. 2011. DisponA­vel em: . Acesso em: 20 out. 2011.

JORNAL DO COMMERCIO. EvasA£o na UFRPE aumenta com o Sisu. 2014. DisponA­vel em: < http://jconlineblogs.ne10.uol.com.br/blogdofera/2014/01/19/evasao-na-ufrpe-aumenta-com-o-sisu/>. Acesso em: 25 jan. 2014.

LAHIRE, B. Sucesso escolar nos meios populares: as razAµes do improvA¡vel. SA£o Paulo: Atica, 1997.

MANCEBO, D. Reforma universitA¡ria: reflexAµes sobre a privatizaA§A£o e a mercantilizaA§A£o do conhecimento. EducaA§A£o e Sociedade, Campinas, v. 25, n. 88, Especial - out., 2004.

MANIR, M. Um funil de incertezas. O EstadA£o. 2009. DisponA­vel em: . Acesso em: 16 set. 2011.

MATSUKI, E. MEC anuncia suspensA£o de vestibular para 207 cursos reprovados em avaliaA§A£o. UOL. 2012. DisponA­vel em: . Acesso em: 28 dez. 2012.

MEC. MinistA©rio da EducaA§A£o. Site do Prouni. 2013. DisponA­vel em: < http://prouniportal.mec.gov.br/index.php>. Acesso em: 22 jan. 2014.

NOGUEIRA, C. M. M.; NOGUEIRA, M. A. A sociedade da educaA§A£o de Pierre Bourdieu: limites e contribuiA§Aµes. EducaA§A£o & Sociedade, Campinas, ano 23, n. 78, p.15-36, abr., 2002.

O ESTADAƒO. Entre os 20 cursos com maior nota de corte do Sisu, 14 sA£o engenharias. 2014. DisponA­vel em: < http://www.estadao.com.br/noticias/vidae,entre-os-20-cursos-com-maior-nota-de-corte-do-sisu-14-sao-engenharias,1118072,0.htm>. Acesso em: 24 jan. 2014.

PERRENOUD, P. A avaliaA§A£o no princA­pio da excelAancia e do Aaxito escolares. In: AvaliaA§A£o: da excelAancia A regulaA§A£o das aprendizagens – entre duas lA³gicas. Porto Alegre: Artes MA©dicas Sul, 1999.

______. Sucesso na escola: sA³ o currA­culo, nada mais que o currA­culo! 10º ColA©gio da Association des Cadres Scollaires du QuA©bec – ACSQ – QuA©bec, 27 a 29 de nov. de 2002. Trad. N. L. Rezende. Cadernos de Pesquisa, SA£o Paulo, n. 119, jul., p. 9-27, 2003.

PIOTTO, D. C. A escola e o sucesso escolar: algumas reflexAµes A luz de Pierre Bourdieu. 2009. DisponA­vel em: . Acesso em: 09 ago. 2011.

REVISTA CULT. Entrevista Rubem Alves. 2011. DisponA­vel em: < http://revistacult.uol.com.br/home/2013/01/%E2%80%9Co-vestibular-e-uma-aberracao%E2%80%9D>. Acesso em: 03 jan. 2014.

REVISTA ENSINO SUPERIOR UNICAMP. Entrevista/Simon Schwartzman. 2010. DisponA­vel em: < http://www.gr.unicamp.br/ceav/revistaensinosuperior/ed02_novembro2010/pdf/Ed02_novemnov2010_entrevista.pdf>. Acesso em: 03 set. 2011.

RIBEIRO, S. C. O Vestibular. FA³rum de debates – Em Aberto, BrasA­lia, DF, ano 1, n. 3, fev., 1982. DisponA­vel em: . Acesso em: 10 set. 2011.

RIBEIRO NETO, A. O vestibular ao longo do tempo: implicaA§Aµes e implicA¢ncias. SeminA¡rio “Vestibular Hojeâ€. BrasA­lia, DF: MEC/SESU/CAPES, 1985. DisponA­vel em: . Acesso em: 10 set. 2011.

SCHWARTZMAN, S. Aprendendo com os erros e os acertos do passado: pontos essenciais para a definiA§A£o de polA­ticas pAºblicas de educaA§A£o. Revista da AssociaA§A£o Brasileira de Mantenedoras de Ensino Superior, BrasA­lia, DF, ano 27, n. 39, 2009.

______. JoA£o Batista de AraAºjo e Oliveira: os trAas senhores do ENEM. Simon Education. 2010. DisponA­vel em:. Acesso em: 16 set. 2011.

SISU. Como funciona. 2014. DisponA­vel em: . Acesso em: 16 jan. 2014.

UOL. ProUni tem 23% de faculdades participantes com nota baixa. AgAancia Estado. 2009. DisponA­vel em: . Acesso em: 18 jul. 2011.

_____. Em seis anos, uma em cada trAas bolsas do ProUni fica ociosa. UOL/EducaA§A£o. 2011. DisponA­vel em: . Acesso em: 18 jul. 2011.

VALLE, I. R.; BARRICHELLO, F. A.; TOMASI, J. SeleA§A£o meritocrA¡tica versus desigualdades sociais: quem sA£o os inscritos e os classificados nos vestibulares da UFSC (1988 – 2007)? . Linhas CrA­ticas, BrasA­lia, DF, v. 16, n. 31, jul./dez., p. 391-418, 2010.

VEJA. O mapa do Enem 2012. 2012. DisponA­vel em: < http://veja.abril.com.br/noticia/educacao/o-mapa-do-enem-2012>. Acesso em: 16 dez. 2012.

WEBER, D. Resultado do Enem 2010 mostra melhoria de desempenho de alunos. 2011. DisponA­vel em: . Acesso em: 15 set. 2011.

WHITAKER, D. C. A. Universidade, Vestibulares e Ideologia. Perspectivas, SA£o Paulo, n. 6, p. 123-131, 1983.

______. Da “invenA§A£o†do vestibular aos cursinhos populares: um desafio para a OrientaA§A£o Profissional. Revista Brasileira de OrientaA§A£o Profissional, SA£o Paulo, v. 11, n. 2, jul./dez., p. 289-297, 2010.

ZAGO, N. Do acesso a permanAancia no Ensino Superior: Processos de estudantes universitA¡rios de camadas populares. Revista Brasileira de EducaA§A£o, Rio de Janeiro, v. 11, n. 32, p. 226-237, 2006.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2016 Revista Ensaio: Avaliação e Politicas Públicas em Educação

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

SCImago Journal & Country Rank