Politicas públicas educacionais: vozes que emergem no trabalho docente na Educação Infantil

Verônica Belfi Roncetti Paulino, Valdete Côco

Resumo


Este artigo, decorrente de pesquisa de mestrado, aborda as politicas públicas no campo da Educação Infantil (EI) focalizando a constituicao da docencia na perspectiva da afirmação da indissociabilidade do educar e cuidar. Discute a questao da presenca de diferentes grupos de profissionais docentes atuando com o mesmo grupo de criancas. Sustenta-se no desenvolvimento de pesquisa de abordagem qualitativa de orientação socio-historica, com procedimentos metodologicos de observação participante e entrevistas. Os dados sinalizam, no bojo das politicas públicas educacionais, que a constituicao da docencia na EI interage com um repertorio hierarquico oficial composto de aspectos referentes à formação requisitada, atribuicoes demandadas e delineamento das carreiras, com suas politicas de reconhecimento e valorização, enfraquecendo a perspectiva da indissociabilidade do educar e cuidar nesse campo.


Palavras-chave


Educação infantil; Profissionais docentes; Politicas públicas educacionais

Referências


AFONSO CLAUDIO. Decreto-lei nº 1.715, de 10 de marco de 2006. Regulamenta no âmbito municipal o Cargo Auxiliar de Creche da Prefeitura Municipal de Afonso Claudio. Afonso Claudio, 2006.

AMORIM, M. A contribuicao de Mikhail Bakhtin: a tripla articulacao etica, estetica e epistemologica. In: FREITAS, M. T.; SOUZA, S. J.; KRAMER, S. (Org.). Ciencias humanas e pesquisa: leituras de Mikhail Bakhtin. Sao Paulo: Cortez, 2007. p. 11-25.

BAKHTIN, M. M. Estetica da criacao verbal. 4. ed. Sao Paulo: Martins Fontes, 2003.

BAKHTIN, M. M. Problemas da poetica de Dostoievski. 5. ed. Rio de Janeiro: Forense Universitaria, 2011.

BALL, S. J. Diretrizes politicas globais e relacoes politicas locais em educacao. Curriculo sem Fronteiras, v. 1, n. 2, p. 99-116, jul. 2001. Disponivel em:

BOGDAN, R. C.; BIKLEN, S. K. Investigacao qualitativa em educacao. Lisboa: Porto, 1994.

BONETTI, N. Lei de diretrizes e bases e suas implicacoes na formacao de professores de educacao infantil. In: MARTINS FILHO, A. J. (Org.). Crianca pede respeito. Porto Alegre: Mediacao, 2005. p. 109-47.

BRAGANCA, I. F. S. O/a professor/a e os espelhos da pesquisa educacional. Revista Brasileira de Estudos Pedagogicos, Brasilia, DF, v. 90, n. 224, p. 87-101, jan./abr. 2009. Disponivel em

BRASIL. Ministerio da Educacao. Secretaria de Educacao Basica. Coordenacao de Educacao Infantil. Politica de educacao infantil no Brasil: relatorio de avaliacao. Brasilia, DF, 2009.

BRASIL. Ministerio da Educacao. Secretaria de Educacao Basica. Diretrizes curriculares nacionais para a educacao infantil. Brasilia, DF, 2010.

CÔCO, V. A configuracao do trabalho docente na educacao infantil. In: CONGRESSO IBERO-LUSO BRASILEIRO DE POLITICA E ADMINISTRACAO DA EDUCACAO, 6., 2010, Elvas, Portugal. Anais... [S.l.]: Anpae, 2010. Disponivel em:

CÔCO, V. Experiencias de atuacao docente na formacao inicial. In: SIMPOSIO BRASILEIRO DE POLITICA E ADMINISTRACAO DA EDUCACAO, 25.; CONGRESSO IBERO-AMERICANO DE POLITICA E ADMINISTRACAO DA EDUCACAO, 2011, Sao Paulo, SP. Anais... Sao Paulo: ANPAE, 2011. p. 1-9. Disponivel em:

CÔCO, V. Trabalhador docente na educacao infantil no Espirito Santo. In: BARTOLOZZI, E.; OLIVEIRA, D. A.; VIEIRA, L. F. O trabalho docente na educacao basica: o Espirito Santo em questao. Belo Horizonte: Fino Traco, 2012. p. 59-80.

CORSINO, P.; NUNES, M. F. R. Politicas públicas universalistas e residualistas: os desafios da Educacao Infantil. In: REUNIAO DA ASSOCIACAO NACIONAL DE POS-GRADUACAO E PESQUISA EM EDUCACAO, 33., 2010, Caxambu. Anais... Caxambu: Anped, 2010. Disponivel em:

FERREIRA, E. B.; CÔCO, V. Gestao na educacao infantil e trabalho docente. Retratos da Escola, Brasilia, DF, v. 5, n. 9, p. 357-69, jul./dez. 2011.

FREITAS, M. T. A perspectiva socio-historica: uma visao humana da construcao do conhecimento. In: FREITAS, M. T.; SOUZA, S. J.; KRAMER, S. (Org.). Ciencias humanas e pesquisa: leituras de Mikhail Bakhtin. Sao Paulo: Cortez, 2007. p. 12-26.

GATTI, B. A.; BARRETO, E. S. S. Professores do Brasil: impasses e desafios. Brasilia, DF: Unesco, 2009. Disponivel em:

GERALDI, J. W. Ancoragens: estudos bakhtinianos. Sao Carlos: Pedro & Joao, 2010.

NASCIMENTO, A. et al. Educar e cuidar: muito alem da rima. In: KRAMER, S. (Org.). Profissionais de educacao infantil: gestao e formacao. Sao Paulo: Atica, 2005. p. 55-86.

NOVOA, A. Os professores e as historias da sua vida. In: NOVOA, A. (Org.). Vidas de professores. Lisboa: Porto, 2011. p. 11-30. (Ciencias da Educacao, 4).

NUNES, M. F. R.; CORSINO, P.; DIDONET, V. Educacao infantil no Brasil: primeira etapa da educacao basica. Brasilia, DF: Unesco, 2011.

OLIVEIRA, D. A. A nova regulacao de forcas no interior da escola: carreira, formacao e avaliacao docente.Revista Brasileira de Politica e Administracao da Educacao, Goiânia, v. 27, n. 1, p.25-38, jan./abr. 2011.

OLIVEIRA, D. A. Reformas educacionais na America Latina e os trabalhadores docentes. Belo Horizonte: Autentica, 2004.

OLIVEIRA, D. A.; VIEIRA, L. M. F. (Coord.). Pesquisa “Trabalho docente na educacao basica no Brasil: sinopse dosurvey nacional. Belo Horizonte: Universidade Federal de Minas Gerais, 2010.

OLIVEIRA-FORMOSINHO, J. A formacao em contexto. In: OLIVEIRA-FORMOSINHO, J.; KISHIMOTO, T. M. (Org.).Formacao em contexto: uma estrategia de integracao. Sao Paulo: Pioneira Thonson Learning, 2002. p. 1-40.

PONZIO, A. A revolucao bakhtiniana: o pensamento de Bakhitn e a ideologia contemporânea. Sao Paulo: Contexto, 2011.

SCRAMIGNON, G. B. S. O lugar da creche na educacao Infantil. In: REUNIAO DA ASSOCIACAO NACIONAL DE POS-GRADUACAO E PESQUISA EM EDUCACAO, 34., 2011, Natal. Anais... Natal: Anped, 2011. Disponivel em:

SILLER, R. R.; CÔCO, V. O ingresso de profissionais na educacao infantil: o que indicam os editais dos concursos públicos. In: REUNIAO DA ASSOCIACAO NACIONAL DE POS-GRADUACAO E PESQUISA EM EDUCACAO, 31., 2008, Caxambu. Anais... Disponivel em:

SOUZA, M. P. C. O proinfantil e a formacao dos agentes auxiliares de creche do municipio do Rio de Janeiro. In: REUNIAO DA ASSOCIACAO NACIONAL DE POS-GRADUACAO E PESQUISA EM EDUCACAO, 35., 2012, Porto de Galinhas. Anais... Porto de Galinhas: Anped, 2012. Disponivel em:

TARDIF, M. Saberes docentes e formacao profissional. 12. ed. Petropolis: Vozes, 2011.

VICENTINI, P. P.; LUGLI, R. G. Historia da profissao docente no Brasil: representacoes em disputa. Sao Paulo: Cortez, 2009.




DOI: http://dx.doi.org/10.1590/S0104-40362016000300008

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2016 Revista Ensaio: Avaliação e Politicas Públicas em Educação

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

Apoio:




Programa de Apoio às Publicacoes Cientificas (AED) do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), Conselho Nacional de Desenvolvimento Cientifico e tecnologico (CNPq), Ministerio da Educação (MEC), Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) e Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro - FAPERJ.
 

SCImago Journal & Country Rank