O campo da Avaliação da Educação Superior: foco na Comissao Propria de Avaliação

Joelma dos Santos Bernardes, Jose Carlos Rothen

Resumo


O artigo tem o objetivo de identificar quais sao os conceitos que fundamentam as pesquisas referentes à Comissao Propria de Avaliação. A partir de uma analise bibliometrica chegou-se a sete eixos conceituais para analise qualitativo-descritiva. Conclui-se que existe uma preocupação entre os pesquisadores do campo da avaliação da educação superior com a politica pública de avaliação a respeito da forma como o Estado faz apropriação da avaliação regulatoria para determinar indicadores de qualidade do ensino a ser ofertado nas instituicoes de ensino superior. As Comissoes Proprias de Avaliação que buscam conduzir e sistematizar autoavaliação na perspectiva emancipatoria tem um grande desafio, que e estabelecer a cultura de avaliação na realidade institucional diante do controle e da regulação do Estado.

Texto completo:

PDF PDF (Español (España))

Referências


AFONSO, Almerindo Janela. Avaliacao educacional: regulacao e emancipacao. 4. ed. Sao Paulo: Cortez, 2009. 151 p.

ANDRIOLA, Wagner Bandeira; SOUZA, Laura Alves de. Representacao sociais dos gestores e tecnicas da unidade academica da Universidade Federal do Ceara (UFC) acerca a autoavaliacao institucional. Avaliacao da Educacao Superior, Campinas, v.15, n. 2, p. 45-72, jul.2010.

AUGUSTO, Rosana. A auto-avaliacao institucional na visao dos coordenadores das comissoes proprias de avaliacao das instituicoes de ensino superior em Campinas. 2007. 156 f. Dissertacao (Mestrado em Educacao) – Centro de Ciencias Sociais Aplicadas, Pontificia Universidade Catolica, Campinas, 2007.

AUGUSTO, Rosana; BALZAN, Newton Cesar. A vez e voz dos coordenadores das CPAs das IES de Campinas que integram o SINAES. Avaliacao da Educacao Superior, Campinas, v.12, n.4, p. 597-622, dez.2007.

BELLONI, Isaura et al. Avaliacao institucional da Universidade de Brasilia. In: DIAS SOBRINHO, Jose; BALZAN, Newton Cesar. (Org.). Avaliacao institucional: teoria e experiencias. 3. ed. Sao Paulo: Cortez, 2005. p. 87-113.

BOURDIEU, Pierre. Sociologia. Renato Ortiz (Org.). Traducao de Paula Montero. Sao Paulo: Atica, 1983. 191 p. (Colecao Grandes Cientistas Sociais; v.39).

BRASIL. Ministerio da Educacao. Lei 10.861, de 14 de abril de 2004. Institui o Sistema Nacional de Avaliacao da Educacao Superior – SINAES e da outras providencias. Disponivel em: . Acesso em: 30 abr. 2016.

BRASIL. Ministerio da Educacao. Lei de Diretrizes e Bases para Educacao Nacional n. 9.394, de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educacao nacional. Disponivel em: < http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Leis/L9394.htm>. Acesso em: Acesso em: 30 abr. 2016.

BRASIL. Ministerio da Educacao. Lei n. 9.131, de 24 de novembro de 1995. Altera dispositivos da Lei nº 4.024, de 20 de dezembro de 1961, e da outras providencias. Disponivel em: . Acesso em: 30 abr. 2016.

CALLAI, Helena Copetti; ROSA, Magna Stella Cargnelutti. Auto-avaliacao na UNIJUI. In: ENCONTRO DE AVALIACAO INSTITUCIONAL DAS INSTITUICOES DE ENSINO SUPERIOR ASSOCIADAS DA ABESC e ABRUC, 2005, Campinas. Anais... Campinas: PUC- (28 e 29 de novembro de 2005), 2005. p. 270-277.

CARVALHO, Erivanio da Silva. Comissao Propria de Avaliacao: controle ou emancipacao. 2009. 129 f. Tese (Doutorado em Educacao: Curriculo) – Programa Educacao Curriculo, Pontificia Universidade Catolica, Sao Paulo, 2009.

CASTANHEIRA, Ana Maria Porto; COELHO, Abilio Ribeiro; GAGLIARDI, Marcos Vinicius. Avaliacao docente pelos discentes. In: ENCONTRO DE AVALIACAO INSTITUCIONAL DAS INSTITUICOES DE ENSINO SUPERIOR ASSOCIADAS DA ABESC e ABRUC, 2005, Campinas. Anais... Campinas: PUC- (28 e 29 de novembro de 2005), 2005. p. 128-141.

CAVALCANTE, Jorge Henrique Mariano. O processo de autoavaliacao institucional do sistema nacional de avaliacao da educacao superior – SINAES como ferramenta de gestao estrategica nas IES: um estudo de caso. 2006. 151 f. Dissertacao (Mestrado em Gestao Empresarial) – Escola Brasileira de Administracao Pública e Privada, Fundacao Getúlio Vargas, Rio de Janeiro, 2006.

DIAS SOBRINHO, Jose. Avaliacao Institucional, instrumento da qualidade educativa: a experiencia da Unicamp. In: DIAS SOBRINHO, Jose; BALZAN, Newton Cesar. (Org.). Avaliacao Institucional: teoria e experiencias. 3. ed. Sao Paulo: Cortez, 2005, p. 53-86.

DIAS SOBRINHO, Jose. Universidade: projeto, qualidade, avaliacao e autonomia. In: __. Avaliacao institucional da UNICAMP: processo, discussao e resultados. Campinas: UNICAMP, 1994. p.101-112.

DOTTA, Alexandre Godoy. Politica pública da educacao superior no Brasil: a efetividade da avaliacao institucional no âmbito do SINAES. 2009. 169 f. Dissertacao (Mestrado em Ciencias Humanas) – Centro de Teologia, Pontificia Universidade Catolica, Parana, 2009.

DURHAM, Eunice. A institucionalizacao da avaliacao. In: DURHAM, Eunice; SCHUWARTZMAN, Simon. (Org.). Avaliacao do ensino superior. Sao Paulo: Editora da Universidade de Sao Paulo, 1992. p. 197-207.

EUSSEN, Shirmenia Kaline da Silva Nunes. SINAES: as diferentes faces da avaliacao na UFRN. 2010. 208 f. Dissertacao (Mestrado em Educacao) – Centro de Ciencias Sociais Aplicadas – Universidade federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2010.

FELIX, Glades Tereza; GALLINA, Simone Freitas da Silva. Gestao, avaliacao e participacao na autoavaliacao da UFSM: em busca de compreensoes sob distintos horizontes. In: TRABALHOS 25º SIMPOSIO BRASILEIRO, 2º.; 2011. CONGRESSO IBERO-AMERICANO DE POLITICA E ADMINISTRACAO DA EDUCACAO. 2.; 2011.; Sao Paulo. Anais... Sao Paulo, PUC/USP, 2011, p. 1-8.

GALDINO, Mary Neuza Dias. A autoavaliacao institucional no ensino superior como instrumento de gestao. In: TRABALHOS 25º SIMPOSIO BRASILEIRO, 2º.; 2011. CONGRESSO IBERO-AMERICANO DE POLITICA E ADMINISTRACAO DA EDUCACAO. 2.; 2011.; Sao Paulo. Anais... Sao Paulo, PUC/USP, 2011, p. 1-15.

GREGO, Sonia Maria Duarte; PINHO, Sheila Zambello de; BRAZ, Jose Reinaldo Cerqueira; OBA, Eunice; RAFHAEL, Helia Sonia; MATOS, Maria Cristina Fumie Iwana. A construcao do processo democratico de auto-avaliacao institucional na UNESP. Avaliacao da Educacao Superior, Campinas, v.12, n.2, p.257-289, jun. 2007.

INEZ, Ana Marta Aparecida de Souza. Avaliacao da educacao superior: experiencia e vozes docentes em uma analise de politica e pratica. 2007. 307 f. Tese (Doutorado em Educacao) – Faculdade de Educacao, Universidade Federal de Minas Gerais. Belo Horizonte, 2007.

LIMA, Elizeth Gonzaga dos Santos. Avaliacao institucional participativa: entraves e possibilidades no contexto da universidade. In: TRABALHOS SIMPOSIO BRASILEIRO, 25.; 2011.; CONGRESSO IBERO-AMERICANO DE POLITICA E ADMINISTRACAO DA EDUCACAO. 2.; 2011.; Sao Paulo. Anais... Sao Paulo: PUC/USP, 2011, p.1-16.

LIMA, Elizeth Gonzaga dos Santos. Avaliacao institucional: o uso dos resultados com estrategias de (re) organizacao dos espacos de discussao na universidade. 2008. 250 f. Tese (Doutorado em Educacao) – Ensino, Avaliacao e Formacao de professores, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2008.

MADAUS, George. F. The Influence of testing on the curriculum. In: TANNER, L N. Critical issues in curriculum: Eighty-Seventh Yearbook of the National Society for the Study of Education. Chicago, Illinois: NSSE, 1988, p. 1-121.

NEVO, David. School evaluation: internal or external?. Studies in Educational Evaluation, Great-Britain, v. 27, p.95-106, 2001.

PEIXOTO, Maria do Carmo de Lacerda. A avaliacao institucional nas universidades federais e as comissoes proprias de avaliacao. Avaliacao da Educacao Superior, Campinas, v.14, n.1, p.9-28, mar. 2008.

POREM, Maria Eugenia; KERBAUY, Maria Tereza Miceli. CPA: de fonte à gestora da informacao e do conhecimento. In: TRABALHOS SIMPOSIO BRASILEIRO, 25.; 2011.; CONGRESSO IBERO-AMERICANO DE POLITICA E ADMINISTRACAO DA EDUCACAO. 2.; 2011.; Sao Paulo. Anais... Sao Paulo: PUC/USP, 2011, p.1-13.

RETZ, Raquel de Godoy. Politica pública da educacao superior no Brasil: a efetividade da avaliacao institucional no âmbito do SINAES. 2007. 134 f. Dissertacao (Mestrado em Educacao) – Departamento de Psicologia da Educacao, Pontificia Universidade Catolica, Sao Paulo, 2007.

RIOS, Mônica Piccione Gomes; SOUZA, Klinger Luiz de Oliveira. Gestao da educacao superior e avaliacao institucional: dialogos permanentes. TRABALHOS SIMPOSIO BRASILEIRO.; 25.; CONGRESSO IBERO-AMERICANO DE POLITICA E ADMINISTRACAO DA EDUCACAO. 2.; 2011.; Sao Paulo. Anais... Sao Paulo: PUC/USP, 2011, p.1-13.

SANTOS, Joelma dos. Avaliacao institucional: o caso da UFSCar. 2014. 170 p. Dissertacao apresentada ao Programa de Pos-Graduacao em Educacao da Universidade Federal de Sao Carlos, Sao Carlos, SP, 2014.

SAUL, Ana Maria. Avaliacao emancipatoria: desafio à teoria e à pratica de avaliacao e reformulacao de curriculo. 2. ed. Sao Paulo: Cortez e Associados, 1991. 151 p.

SCRIVEN, Michael. Types of evaluation and types of evaluator. Evaluation Practice. Black and White Photograph, v. 17, Issue 2, p. 1-11, Spring/Summer, 1996.

SILVA, Assis Leao da. Os “aspectos sociais” e o “funcionamento” da avaliacao institucional no contexto do SINAES nas universidades federais. TRABALHOS SIMPOSIO BRASILEIRO, 25., 2011.; CONGRESSO IBERO-AMERICANO DE POLITICA E ADMINISTRACAO DA EDUCACAO. 2., 2011, Sao Paulo. Anais... Sao Paulo, PUC/USP, 2011, p.1-13.

SILVA, Jacqueline dos Santos. Avaliacao institucional: implicacoes administrativas na gestao da Universidade Federal da Bahia. 2008. 152 f. Dissertacao (Mestrado em Educacao) – Linha Politica e Gestao da Educacao, Universidade Federal da Bahia, Salvador, 2008.

TOGNARELLI, Vanda Rutkowski. Avaliacao institucional: do processo construido à vivencia do SINAES. A consolidacao do “sujeito coletivo institucional”. 2010. 255 f. Tese (Doutorado em Educacao) – Faculdade de Educacao, Pontifica Universidade Catolica, Sao Paulo, 2010.

VANTI, Nadia Aurora Peres. Da bibliometria à webometria: uma exploracaoconceitual dos mecanismos utilizados para medir o registro da informacao e a difusao do conhecimento. Revista Ciencia da informacao. Brasilia, v. 31, n. 2, p. 152-162, maio/ago. 2002.

WERLE, Flavia Obino Correa.(Org.). Avaliacao em Larga Escala: foco na escola. Brasilia: Liber Livro, 2011.




DOI: http://dx.doi.org/10.22347/2175-2753v8i23.991



Direitos autorais 2016 Fundação Cesgranrio

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

Principios Norteadores para o Avaliador

Guiding Principles for Evaluators American Evaluation Association (AEA)

Com o proposito de guiar o trabalho dos profissionais de avaliação e assegurar a etica de sua atuacao, a American Evaluation Association (AEA) - Associacao Profissional de Avaliadores - estabeleceu cinco principios norteadores aqui resumidos:

1.  Indagacao Sistematica, no que se refere à capacidade de coletar dados utilizando tecnicas apropriadas e comunicando metodos e abordagens com a devida transparencia para permitir acesso e critica.

2.  Competencia, no que se refere a demonstrar atuacao competente perante os envolvidos no processo avaliativo e desenvolver continuamente sua capacidade para alcancar o mais alto nivel de desempenho possivel.

3.  Integridade/Honestidade, no que se refere a assegurar honestidade e integridade ao longo de todo o processo avaliativo, negociando com os envolvidos e interessados na avaliação e buscando esclarecer e orientar procedimentos que venham provocar distorcoes ou indevidas utilizacoes.

4.  Respeito pelas pessoas, no que se refere ao respeito pela seguranca, dignidade e auto-valorizacao dos envolvidos no processo avaliativo, atuando sempre com etica profissional, evitando riscos e prejuizos que possam afetar os participantes para assegurar, o melhor possivel, o respeito às diferencas e o direito social de retorno dos resultados, aos envolvidos.

5.  Responsabilidade pelo bem estar geral e público, no que se refere a levar em consideracao a diversidade de interesses e valores que possam estar relacionados ao público em geral,buscando responder nao somente às expectativas mais imediatas, mas tambem às implicacoes e repercussoes mais amplas e, nesse sentido, disseminar a informacao sempre que necessario.

Indexado em:

  1. Diadorim - Diretório de políticas editoriais das revistas científicas brasileiras

  2. DOAJ - Directory of Open Access Journals

  3. EBSCO - Information Services

  4. Edubase

  5. Google Scholar

  6. Latindex -  Sistema regional de informacion en linea para revistas cientificas de America Latina, el Caribe, España y Portugal

  7. LivRe! - Portal do CNEN-Comissao Nacional de Energia Nuclear, do Ministerio de Ciencia, Tecnologia e Inovacao

  8. OEI - Organizacion de Estados Iberoamericanos (Madri, Espanha, CREDI)

  9. RCAAP - Repositorio Cientifico de Acesso Aberto de Portugal

  10. REDIB - Red Iberoamericana de Innovación y Conocimiento Científico

  11. Scopus - A maior base de dados de abstracts e citacao de literatura revisada por pares:periodicos cientificos, livros e anais

 

Scimago

SJR : Scientific Journal Rankings

SCImago Journal & Country Rank
  
  

Meta: Aval., Rio de Janeiro, ISSN 2175-2753.