A Teoria de Resposta ao Item Aplicada em Avaliações da Educação Profissional e Tecnológica: uma revisão sistemática da literatura

Thiago Korb, Dalton Francisco de Andrade, Patrícia de Sá Freire

Resumo


A avaliação da educação profissional e tecnológica é uma lacuna, não existindo sistema de avaliação nacional e nem metodologia consolidada que atendam suas particularidades. Este artigo tem como objetivo identificar quais experiências de aplicação da Teoria de Resposta ao Item (TRI) na avaliação da educação profissional e tecnológica já foram pesquisadas e registradas cientificamente. A metodologia utilizada foi a Revisão Sistemática da Literatura (RSL). Após análise na base de dados Scopus, foram escolhidos cinco artigos que configuram a amostra final deste estudo. Os artigos selecionados são relativamente recentes (todos a partir do ano 2000) e relatam experiências internacionais sobre o problema de pesquisa. Constatou-se que algumas iniciativas foram implementadas nesse intuito, contudo ainda são pouco exploradas, demonstrando a necessidade de pesquisas científicas para aprofundamento e instrumentos de avaliação com viés prático para aferição das competências profissionais.


Texto completo:

PDF

Referências


ATALLAH, AN, CASTRO AA. Revisão Sistemática e Metanálises, em: Evidências para melhores decisões clínicas. São Paulo. Lemos Editorial 1998.

ANDRADE, Dalton Francisco de; VALLE, Raquel da Cunha. Introdução à teoria da resposta ao item: conceitos e aplicações. Estudos em Avaliação Educacional, São Paulo, n. 18, p. 13-32, 1998.

ANDRADE, D. F.; TAVARES, H. R.; VALLE, R. C. Teoria da resposta ao item: conceitos e aplicações. São Paulo: ABE - Associação Brasileira de Estatística, 2000.

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília, DF: Senado Federal: Centro Gráfico, 1988. 292 p.

BRASIL. Decreto nº 7.566, de 23 de setembro de 1909. Legislação, Brasília, DF, [200?]. Disponível em: . Acesso em: 03 maio 2016.

BRASIL. Decreto nº 7.690, de 2 de março de 2012. Aprova a Estrutura Regimental e o Quadro Demonstrativo dos Cargos em Comissão e das Funções Gratificadas do Ministério da Educação. Brasília, DF: 2012.

BRASIL. Lei nº 12.513, de 26 de outubro de 2011. Institui o Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec). Brasília, DF: 2011.

BRASIL. Ministério de Educação e Cultura. LDB - Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da Educação Nacional. Brasília: MEC, 1996.

CERVO, Amado Luiz; SILVA, Roberto da. Metodologia Científica. 6 ed. Pearson Education, 2006.

CGEE. Mapa da educação profissional e tecnológica: experiências internacionais e dinâmicas regionais brasileiras. Brasília: Centro de Gestão e Estudos Estratégicos, 2015.

CLARKE M, Oxman AD, editors. Cochrane Reviewers' Handbook 4.1 [updated March 2001]. in: Review Manager (RevMan) [Computer program]. Version 4.1. Oxford, England: The Cochrane Collaboration, 2001.

CNI. Brasil vai avaliar cursos e alunos de educação profissional de todo o país. Brasília: CNI, 24 de abr. de 2015. Disponível em: http://www.portaldaindustria.com.br/ cni/imprensa/2015/04/1,60904/. Acesso em 03 de maio de 2016.

DEMARS, Christine. Item Response Theory. New York: Oxford University, 2010. Understanding Statistics.

DICKSON R. Systematic Reviews In Hamer S, Collinson G. Achieving evidence-based pratice: a handbook for practitioners London: Baillière Tindall; 1999. P.41-60

HIGGINS, J.; GREEN, S. (Ed.). Cochrane Handbook for Systematic Reviews of Interventions. Version 5.1.0 [updated March 2011]: The Cochrane Collaboration, 2011.

KIRSCHNER, T. C. Modernização tecnológica e formação técnico-profissional no Brasil: impasses e desafios. Rio de Janeiro: IPEA, 1993.

KLOTZ, V. K.; WINTHER, E.; FESTNER, D. Modeling the Development of Vocational Competence: a Psychometric Model for Economic Domains. Vocations and Learning: 2015, p.247– 268.

LINDE K, WILLICH S.N. How objective are systematic reviews? Differences between reviews on complementary medicine. J R Soc Med. 2003;96:17-22.

MANFREDI, S. M. Educação profissional no Brasil. São Paulo: Cortez, 2002.

NICHOLSON, P.; ET. AL. Measuring nursing competencies in the operating theatre: Instrument development and psychometric analysis using Item Response Theory. Nurse Education Today 33 (2013) 1088–1093.

PASQUALI, L. Psicometria: teoria e aplicações. Brasília : Editora Universidade de Brasília, 1997.

PEROVANO, Dalton Gean. Manual de Metodologia Científica. 1 ed. Jurua Editora, 2014.

SEIDEL, T.; STÜRMER, K. Modeling and Measuring the Structure of Professional Vision in Preservice Teachers. American Educational Research Journal: August 2014, Vol. 51, No. 4, pp. 739– 771.

SHEN, L. Progress Testing for Postgraduate Medical Education: a Four-Year Experiment of American College of Osteopathic Surgeons Resident Examinations. Advances in Health Sciences Education 5: 117–129, 2000.

VOLLMER, K. S.; ET. AL. Modeling the Competencies of Prospective Business and Economics Teachers: Professional Knowledge in Accounting. Zeitschrift für Psychologie 2015; Vol. 223(1):24– 30.

WOLFE, J.H. Optimal item difficulty for the three-parameter normal ogive response model. 1981. Psychometrika 46 (4), pp. 461-464.

WONGTADA, N.; RICE, G. Multidimensional latent traits of perceived organizational innovation: Differences between Thai and Egyptian employees. Asia Pacific J Manage (2008) 25:537–562.




DOI: http://dx.doi.org/10.22347/2175-2753v11i33.2095



Direitos autorais 2019 Fundacao Cesgranrio

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

Principios Norteadores para o Avaliador

Guiding Principles for Evaluators American Evaluation Association (AEA)

Com o proposito de guiar o trabalho dos profissionais de avaliacao e assegurar a etica de sua atuacao, a American Evaluation Association (AEA) - Associacao Profissional de Avaliadores - estabeleceu cinco principios norteadores aqui resumidos:

1.  Indagacao Sistematica, no que se refere à capacidade de coletar dados utilizando tecnicas apropriadas e comunicando metodos e abordagens com a devida transparencia para permitir acesso e critica.

2.  Competencia, no que se refere a demonstrar atuacao competente perante os envolvidos no processo avaliativo e desenvolver continuamente sua capacidade para alcancar o mais alto nivel de desempenho possivel.

3.  Integridade/Honestidade, no que se refere a assegurar honestidade e integridade ao longo de todo o processo avaliativo, negociando com os envolvidos e interessados na avaliacao e buscando esclarecer e orientar procedimentos que venham provocar distorcoes ou indevidas utilizacoes.

4.  Respeito pelas pessoas, no que se refere ao respeito pela seguranca, dignidade e auto-valorizacao dos envolvidos no processo avaliativo, atuando sempre com etica profissional, evitando riscos e prejuizos que possam afetar os participantes para assegurar, o melhor possivel, o respeito às diferencas e o direito social de retorno dos resultados, aos envolvidos.

5.  Responsabilidade pelo bem estar geral e público, no que se refere a levar em consideracao a diversidade de interesses e valores que possam estar relacionados ao público em geral,buscando responder nao somente às expectativas mais imediatas, mas tambem às implicacoes e repercussoes mais amplas e, nesse sentido, disseminar a informacao sempre que necessario.

Indexado em:

  1. Diadorim - Diretório de políticas editoriais das revistas científicas brasileiras

  2. DOAJ - Directory of Open Access Journals

  3. EBSCO - Information Services

  4. Edubase

  5. Google Scholar

  6. Latindex -  Sistema regional de informacion en linea para revistas cientificas de America Latina, el Caribe, España y Portugal

  7. LivRe! - Portal do CNEN-Comissao Nacional de Energia Nuclear, do Ministerio de Ciencia, Tecnologia e Inovacao

  8. OEI - Organizacion de Estados Iberoamericanos (Madri, Espanha, CREDI)

  9. RCAAP - Repositorio Cientifico de Acesso Aberto de Portugal

  10. REDIB - Red Iberoamericana de Innovación y Conocimiento Científico

  11. Scopus - A maior base de dados de abstracts e citacao de literatura revisada por pares:periodicos cientificos, livros e anais

 

Scimago

SJR : Scientific Journal Rankings

SCImago Journal & Country Rank
  
  

Meta: Aval., Rio de Janeiro, ISSN 2175-2753.