v. 6, n. 17 (2014)

Revista Meta: Avaliação Maio/Ago.

A edição número 17, volume 6 de 2014 da Revista Meta: Avaliação traz algumas mudanças no Corpo Editorial. A Dra. Fátima Cunha Ferreira Pinto deixa a Editoria da publicação e assume posição no Comitê Editorial. Pela criação da Meta: Avaliação e manutenção desse periódico por mais de cinco anos, sua inestimável atuação só pode merecer agradecidos cumprimentos. Aprende-se muito com sua experiência e competência. A Editora que assume a revista, Professora Ligia Gomes Elliot, Ph D. em Educação/Avaliação, é Coordenadora do Programa de Pós-Graduação/Mestrado Profissional em Avaliação da Fundação Cesgranrio. Para a posição de Editora Associada, foi convidada a Professora Esther Hermes Lück, Doutora em Políticas Públicas e Formação Humana pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro, é Professora Adjunta da Universidade Federal Fluminense e Vice Coordenadora do MBA Gestão Empreendedora. O número 17 volume 6 divulga cinco artigos sobre avaliação, com focos variados. O primeiro artigo, A Liderança das Escolas: avaliação externa e percepções dos professores, de José Augusto Lourenço e Maria Beatriz Bettencourt, aborda também a percepção docente, desta vez sobre os líderes de escolas portuguesas. Os resultados vão mostrar se, nas escolas estudadas, a liderança foi capaz de conduzir um processo de auto avaliação e de lançar bases para sua possível melhoria. O segundo artigo, Autoavaliação Institucional em uma Instituição Federal de Ensino Superior: um olhar sob a perspectiva docente, elaborado por Marcia Zampieri Grohmann, Zulmar Belmonte Nascimento e Daiane Lindner Radons, teve como objetivos verificar como os docentes percebem o processo de Autoavaliação Institucional utilizado na Universidade e identificar a influência do perfil do respondente nessa percepção. A metodologia do estudo e suas sugestões poderão ser referência a estudos com o mesmo foco e preocupação. O terceiro artigo, sobre Avaliação e gestão da qualidade no ensino superior em Angola: traços emergentes, de Maria da Conceição Barbosa Mendes, teve por objetivo descrever os sentidos e traços subjacentes à configuração da avaliação enquanto estratégia de gestão da qualidade. As descrições se basearam nas percepções dos atores organizacionais e nas tendências implícitas à legislação existentes, o que confere ao estudo natureza fundamentalmente qualitativa. O quarto artigo, Avaliação da autoeducação: construção e validação de instrumento para o professor Montessoriano, de autoria de Maria de Fátima Morgado Cortez Batista, egressa do Mestrado Profissional em Avaliação e de sua orientadora, relata o desenvolvimento de um instrumento de avaliação capaz de aferir, concretamente, se os comportamentos dos escolares estão consistentes com os princípios filosóficos indicados pelo Sistema Montessori de Educação. O instrumento vem preencher uma lacuna na área da avaliação e da educação. Finalmente, o quinto artigo, Avaliação das Aprendizagens: uma síntese de teses de doutoramento realizadas em Portugal (2001-2010), apresentado por Domingos Fernandes e Andreia Gaspar, identificou problemas e questões, opções metodológicas e conclusões de cada uma das teses para então produzir sua síntese. Os temas mais discutidos no domínio da avaliação das aprendizagens foram avaliação formativa, avaliação somativa, auto e heteroavaliação e feedback. O estudo dá prosseguimento a anteriores, o que vem a somar nesse mapeamento de temas e metodologias no campo da avaliação da aprendizagem.

Sumário

Estudos e Artigos

José Augusto Lourenço, Maria Beatriz Gomes Bettencourt
99-117
Marcia Zampieri Grohmann, Zulmar Belmonte Nascimento, Daiane Lindner Radons
118-144
Maria da Conceição Barbosa Mendes
145-175
Maria de Fátima Morgado Cortez Batista, Ligia Gomes Elliot
176-198
Domingos Fernandes, Andreia Gaspar
199-221