v. 12, n. 35 (2020)

Revista Meta: Avaliação Abr./Jun.

O número 35 do Volume 12 da revista eletrônica Meta: Avaliação reúne um conjunto de dez artigos que focalizam estudos e avaliações relacionadas ao Ensino Superior, pós-graduação, ensino, entre outros. Os artigos versaram sobre temas diversos e apresentam metodologias variadas e interessantes. Por exemplo, avaliação por pares por meio da utilização de tecnologias digitais; avaliação por discentes na educação de graduação em medicina; estudo exploratório dos programas de disciplinas de um curso de mestrado para formar educadores de infância e de professores do 1º ciclo do ensino básico; a elaboração de um instrumento de medida para avaliar os ganhos de estudantes de pedagogia, no Chile, que respondam pela qualidade de sua formação.

O Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade) é tratado em dois artigos, um sobre o desempenho dos graduandos de cursos de química e outro sobre o impacto do Fundo de Financiamento Estudantil (FIES) nos resultados dos concluintes do Enade. Ainda relacionado ao ensino superior, as Comissões Próprias de Avaliação (CPA) tiveram seu desempenho avaliado por meio da aplicação de um questionário a representantes dessas Comissões.

A legislação americana No Child Left Behind foi objeto de artigo que utilizou as percepções dos professores sobre o efeito da lei no conhecimento dos alunos. Completando o conjunto de artigos, a área da saúde foi contemplada com uma avaliação sobre a adequação do Programa Mais Médicos como estratégia para fortalecimento da atenção primária à saúde, enquanto o artigo sobre a área da habitação versou sobre o programa habitacional Minha Casa, Minha Vida, de Viçosa, ao utilizar metodologias participativas.

Mais especificamente os 10 artigos são aqui condensados.

Hypolito, Rosa e Luccas, no artigo Avaliação pelos pares com o uso de tecnologias digitais no ensino superior trazem revisão de literatura sobre avaliação por pares online, utilizada em cursos de formação docente, suas potencialidades e fragilidades.

Pott e Pott Junior, em seu artigo, tecem reflexões sobre A avaliação discente na graduação médica: possibilidades e desafios. O artigo busca as evidências sobre essa avaliação, atribuindo importância à avaliação feita pelos alunos.

Ferreira, preocupado com a tarefa docente de avaliar os estudantes, no artigo A avaliação para e das aprendizagens de futuros educadores e professores: um olhar a partir dos programas das disciplinas, focaliza os programas de disciplinas de um curso de mestrado para a formação de futuros professores de ensino básico.

Pérez e Campos, do Chile, apresentam o artigo Aproximación cuantitativa del logro del perfil de egreso desde la perspectiva de los estudiantes. Nele se insere a proposta de um instrumento aderente às políticas de educação do país, capaz de orientar a formação dos futuros docentes.

Gouveia e Cestari focalizam, nos Estados Unidos, a legislação No Child Left Behind e propuseram analisar, de modo qualitativo, as percepções de professores sobre como a lei afeta o desenvolvimento do conhecimento de alunos do ensino fundamental.

Geglio e Moreira discutiram O Enade como instrumento de avaliação do conhecimento de estudantes dos cursos de química no Brasil. Analisaram os resultados dos estudantes de cursos de química nos exames de diversas edições do Enade e suas dificuldades.

Costa, I. Rodrigues, Silveira e C. Rodrigues abordaram O impacto de uma Política Pública Educacional no Enade: uma avaliação do FIES. Desta feita, as notas de concluintes foram analisadas a partir de micro dados do exame e trouxeram interessantes resultados.

Haji, Costa e Araújo no artigo Gestão universitária: fatores preponderantes na percepção de representantes das comissões próprias de avaliação em Instituições de Ensino Superior brasileiras, elegeram as Comissões Próprias de Avaliação e seu desempenho como objeto a ser explorado.

L. Oliveira, Cruz, Jatobá e A. Oliveira investiram em um artigo sobre a Avaliação da pertinência do programa Mais Médicos na atenção primária à saúde no Brasil. Verificaram as ações adotadas por esse programa e sua capacidade de tratar problemas mais proeminentes por meio de consulta a participantes.

Campos e Resende, por sua vez, trataram da Avaliação de políticas públicas e metodologias participativas: potencialidades para compreensão dos impactos de um programa habitacional. Os resultados obtidos no estudo do programa habitacional situado em Viçosa, Minas Gerais, permitiu retratar a realidade local e delinear impactos de ações implementadas.

Esperamos que a leitura desse número da Meta: Avaliação traga conhecimento proveitoso dos temas abordados e permita, também, a utilização futura de procedimentos e metodologias avaliativas.

Sumário

Estudos e Artigos

Vera Adriana Huang Azevedo Hypolito, Selma Santos Rosa, Simone Luccas
PDF
281-307
Eveline Tonelotto Barbosa Pott, Henrique Pott Junior
PDF
308-335
Carlos Alberto Ferreira
PDF
336-363
Jessica Carmen Medina Pérez, José Alejandro González Campos
364-382
Gleidson Gouveia, Luiz Artur dos Santos Cestari
PDF
383-413
Paulo César Geglio, Dayse das Neves Moreira
PDF
414-436
Ivy Silva Costa, Isabella Stroppa Rodrigues, Suely de Fátima Ramos Silveira, Cristiana Tristão Rodrigues
PDF
437-468
Zaina Said El Hajj, Barbara Regina Lopes Costa, Richard Medeiros de Araújo
PDF
469-496
Lêda Zorayde Oliveira, Marly Marques Cruz, Alessandro Jatobá, Andreia Ferreira Oliveira
PDF
497-520
Mariana de Lima Campos, Tamiris Cristhina Resende
PDF
521-538