Gestão universitária: fatores preponderantes na percepção de representantes das comissões próprias de avaliação em Instituições de Ensino Superior brasileiras

Zaina Said El Hajj, Barbara Regina Lopes Costa, Richard Medeiros de Araújo

Resumo


O presente estudo teve como objetivo verificar o desempenho das Comissões Próprias de Avaliação no contexto dos atos regulatórios do Ministério da Educação quanto aos elementos decisórios da gestão universitária. Metodologicamente trata-se de uma pesquisa descritiva com abordagem quantitativa, tendo como universo os representantes das Comissões das 2.448 Instituições de Ensino Superior brasileiras. Aplicou-se, em 2018, um questionário estruturado, enviado por correio eletrônico, para o total de 2.802 representantes, obtendo-se uma amostra de 278 respondentes. A extração e análise de fatores significativos evidenciam o contexto dos atos regulatórios e da gestão universitária, por meio da técnica estatística multivariada - Análise Fatorial Exploratória. Dentre os principais resultados tem-se que as Comissões estão situadas em um âmbito de relevância nas Instituições estudadas, tendo autonomia para a realização de seu trabalho, exercendo a função precípua de um organismo interno orientador do direcionamento da estratégia institucional. Conclui-se que, quando se analisa a gestão do processo de avaliação no contexto da regulação do ensino superior no Brasil, as Comissões Próprias de Avaliação atendem ao direcionamento da estratégia institucional.

Palavras-chave: Comissão Própria de Avaliação. Sinaes. Gestão Universitária. Análise Fatorial.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.22347/2175-2753v12i35.2396



Direitos autorais 2020 Fundacao Cesgranrio

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

Principios Norteadores para o Avaliador

Guiding Principles for Evaluators American Evaluation Association (AEA)

Com o proposito de guiar o trabalho dos profissionais de avaliacao e assegurar a etica de sua atuacao, a American Evaluation Association (AEA) - Associacao Profissional de Avaliadores - estabeleceu cinco principios norteadores aqui resumidos:

1.  Indagacao Sistematica, no que se refere à capacidade de coletar dados utilizando tecnicas apropriadas e comunicando metodos e abordagens com a devida transparencia para permitir acesso e critica.

2.  Competencia, no que se refere a demonstrar atuacao competente perante os envolvidos no processo avaliativo e desenvolver continuamente sua capacidade para alcancar o mais alto nivel de desempenho possivel.

3.  Integridade/Honestidade, no que se refere a assegurar honestidade e integridade ao longo de todo o processo avaliativo, negociando com os envolvidos e interessados na avaliacao e buscando esclarecer e orientar procedimentos que venham provocar distorcoes ou indevidas utilizacoes.

4.  Respeito pelas pessoas, no que se refere ao respeito pela seguranca, dignidade e auto-valorizacao dos envolvidos no processo avaliativo, atuando sempre com etica profissional, evitando riscos e prejuizos que possam afetar os participantes para assegurar, o melhor possivel, o respeito às diferencas e o direito social de retorno dos resultados, aos envolvidos.

5.  Responsabilidade pelo bem estar geral e público, no que se refere a levar em consideracao a diversidade de interesses e valores que possam estar relacionados ao público em geral,buscando responder nao somente às expectativas mais imediatas, mas tambem às implicacoes e repercussoes mais amplas e, nesse sentido, disseminar a informacao sempre que necessario.

Indexado em:

  1. Diadorim - Diretório de políticas editoriais das revistas científicas brasileiras

  2. DOAJ - Directory of Open Access Journals

  3. EBSCO - Information Services

  4. Edubase

  5. Google Scholar

  6. Latindex -  Sistema regional de informacion en linea para revistas cientificas de America Latina, el Caribe, España y Portugal

  7. LivRe! - Portal do CNEN-Comissao Nacional de Energia Nuclear, do Ministerio de Ciencia, Tecnologia e Inovacao

  8. OEI - Organizacion de Estados Iberoamericanos (Madri, Espanha, CREDI)

  9. RCAAP - Repositorio Cientifico de Acesso Aberto de Portugal

  10. REDIB - Red Iberoamericana de Innovación y Conocimiento Científico

  11. Scopus - A maior base de dados de abstracts e citacao de literatura revisada por pares:periodicos cientificos, livros e anais

 

Scimago

SJR : Scientific Journal Rankings

SCImago Journal & Country Rank
  
  

Meta: Aval., Rio de Janeiro, ISSN 2175-2753.