Formação Continuada: estudo avaliativo sobre a percepcao de professores regentes - Educação de Jovens e Adultos/EJA - a respeito do curso oferecido pela Fundação CECIERJ

Angela Carrancho da Silva, Elizabeth Ramalho Soares Bastos, Carmen Granja da Silva Rodrigues, Regina C. da Silva, Ana M. Feydit Brito

Resumo


O artigo apresenta os resultados de uma avaliação centrada no usuario sobre o grau de satisfação de professores de Lingua Portuguesa e Matematica regentes do segmento de Jovens e Adultos realizado para o Curso de Formação Continuada oferecido pela Fundação CECIERJ em parceria com a SEEDUC/RJ. O estudo faz parte de um projeto de avaliação desenvolvido pela extensao da Fundação CECIERJ, abordando as seguintes categorias avaliativas: organização didatico-pedagogica; mediação pedagogica, material didatico; ambiente virtual; e avaliação da aprendizagem. Os resultados revelaram que os professores se mostraram bastante satisfeitos, embora tenham apontado fragilidades tanto na localização dos polos quanto nas instalacoes fisicas das escolas selecionadas para encontros presenciais.

Palavras-chave


Formação continuada; Educação em rede; Avaliação; Avaliação emancipatoria

Texto completo:

PDF

Referências


ARROYO, Miguel GonzA¡lez. A formaA§A£o, direito dos profissionais da educaA§A£o escolar. In: PolA­tica de capacitaA§A£o dos profissionais da educaA§A£o. Belo Horizonte: FAE/IRHJP, 1989.

BRASIL. MinistA©rio da EducaA§A£o. Decreto Federal nº. 5.622, de 20/12/2005. Regulamenta o Art. 80 da Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996, que estabelece as diretrizes e bases da educaA§A£o nacional. DiA¡rio Oficial da UniA£o, BrasA­lia, DF, 20 dez. 2005. DisponA­vel em:

/2005/Decreto/D5622.htm.> Acesso em: 30 abr. 2013.

CONARCFE. ComissA£o Nacional de ReformulaA§A£o dos Cursos de FormaA§A£o do Educador. ENCONTRO NACIONAL DA ANFOPE, 7, 1994, NiterA³i. Documento final. NiterA³i, 1994.

NA“VOA, AntA³nio. FormaA§A£o de professores e profissA£o docente. In: NA“VOA, AntA³nio (Ed.). Os professores e a sua formaA§A£o. Lisboa: D. Quixote, 1992.

SAUL, A.M. AvaliaA§A£o emancipatA³ria: desafios A teoria e A prA¡tica de avaliaA§A£o e

reformulaA§A£o de currA­culo. 3.ed. SA£o Paulo: Cortez,1995

WORTHEN, B. R.; SANDERS, J. R.; FITZPATRICK, J. L. AvaliaA§A£o de programas: concepA§Aµes e prA¡ticas. SA£o Paulo: Edusp, 2004.




DOI: http://dx.doi.org/10.22347/2175-2753v5i15.216



Direitos autorais 2015 Fundação Cesgranrio

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

Principios Norteadores para o Avaliador

Guiding Principles for Evaluators American Evaluation Association (AEA)

Com o proposito de guiar o trabalho dos profissionais de avaliacao e assegurar a etica de sua atuacao, a American Evaluation Association (AEA) - Associacao Profissional de Avaliadores - estabeleceu cinco principios norteadores aqui resumidos:

1.  Indagacao Sistematica, no que se refere à capacidade de coletar dados utilizando tecnicas apropriadas e comunicando metodos e abordagens com a devida transparencia para permitir acesso e critica.

2.  Competencia, no que se refere a demonstrar atuacao competente perante os envolvidos no processo avaliativo e desenvolver continuamente sua capacidade para alcancar o mais alto nivel de desempenho possivel.

3.  Integridade/Honestidade, no que se refere a assegurar honestidade e integridade ao longo de todo o processo avaliativo, negociando com os envolvidos e interessados na avaliacao e buscando esclarecer e orientar procedimentos que venham provocar distorcoes ou indevidas utilizacoes.

4.  Respeito pelas pessoas, no que se refere ao respeito pela seguranca, dignidade e auto-valorizacao dos envolvidos no processo avaliativo, atuando sempre com etica profissional, evitando riscos e prejuizos que possam afetar os participantes para assegurar, o melhor possivel, o respeito às diferencas e o direito social de retorno dos resultados, aos envolvidos.

5.  Responsabilidade pelo bem estar geral e público, no que se refere a levar em consideracao a diversidade de interesses e valores que possam estar relacionados ao público em geral,buscando responder nao somente às expectativas mais imediatas, mas tambem às implicacoes e repercussoes mais amplas e, nesse sentido, disseminar a informacao sempre que necessario.

Indexado em:

  1. DOAJ- Directory of Open Access Journals

  2. Latindex -  Sistema regional de informacion en linea para revistas cientificas de America Latina, el Caribe, España y Portugal

  3. OEI - Organizacion de Estados Iberoamericanos (Madri, Espanha, CREDI)

  4. RCAAP - Repositorio Cientifico de Acesso Aberto de Portugal

  5. LivRe! - Portal do CNEN-Comissao Nacional de Energia Nuclear, do Ministerio de Ciencia, Tecnologia e Inovacao

  6. Qualis/CAPES - Coordenacao de Aperfeicoamento de Pessoal de Nivel Superior (Brasilia, DF)

  7. Scopus - A maior base de dados de abstracts e citacao de literatura revisada por pares:periodicos cientificos, livros e anais

  8. Google Scholar

 

 

Scimago

SJR : Scientific Journal Rankings

SCImago Journal & Country Rank