Avaliação da Aceitabilidade de um Programa de Homeopatia sob a Ótica dos Usuários: construção e validação de instrumento

Isabela Braga Coelho, Andreia Ferreira Oliveira, Lenice Gnocchi Costa Reis

Resumo


Objetivo: construir e validar instrumento para avaliar a aceitabilidade de um Programa, sob a otica do usuario. A partir da revisao da literatura foi elaborado um quadro de criterios para nortear a construção do instrumento que foi submetido a um painel de especialistas. A metodologia foi desenvolvida em 3 etapas: 1) analise de congruencia entre as dimensoes/subdimensoes; 2) analise das subdimensoes/itens; 3) validação tecnica. As subdimensoes provenientes das dimensoes de acesso, amenidades, efetividade e custo do cuidado foram mantidas, a excecao da dimensao relação profissional-paciente. Houve deslocamento, desmembramento, retirada e incorporação de novos itens. Aspectos relacionados à melhoria da clareza, simplicidade, adequação, objetividade, ordenação e layout do instrumento foram incorporados a versao final. O instrumento elaborado podera contribuir para a obtencao de informações sobre as expectativas, percepcoes de desempenho e preferencias dos usuarios nos servicos de saúde oferecidos, favorecendo a qualidade do cuidado prestado.


Texto completo:

PDF

Referências


AZEREDO, Thiago Botelho. Satisfacao de usuarios do Programa Nacional de DST/AIDS com a dispensacao de medicamentos: aspectos de validade e confiabilidade. 2007. Dissertacao (Mestrado)Programa de Pos Graduacao em Ciencias na area de Sade Pblica, Escola Nacional de Sade Pblica, Fiocruz, 2007.

BRANDAO, Ana Laura da Rocha Bastos da Silva. Avaliacao da atencao basica pela perspectiva dos usuarios: adaptacao do instrumento EUROPEP para grandes centros urbanos brasileiros uma aplicacao na comunidade de Manguinhos. 2013. Dissertacao (Mestrado)Programa de Pos Graduacao em Sade Pblica, Escola Nacional de Sade Pblica, FIOCRUZ, 2013.

CARSTENS, Lorna. Programa de Homeopatia. Rio de Janeiro, 2017. Entrevista concedida a Isabella Braga em 25 de Janeiro de 2017.

DONABEDIAN, Avedis. Basic approaches to assessment: structure, process and outcome. In: DONABEDIAN, Avedis. Explorations in quality assessment and monitoring. Michigan (US): Health Administration Press, 1980.

DONABEDIAN, Avedis. La calidad de la atencion medica: definicion y metodos de evaluacion. Mexico: La Prensa Mexicana, 1984.

DONABEDIAN, Avedis. The Seven Pillars of Quality. Archives of Pathology & Laboratory Medicine, Chicago, v. 114, n. 11, p. 1115-1118, nov. 1990.

ESCHER, A. Satisfacao do usuario com a dispensacao de medicamentos para o tratamento da AIDS no Brasil: contribuicoes para o desenvolvimento de um modelo de avaliacao. [Nao paginado]. 2010. Tese (Doutorado em Sade Pblica)-Escola Nacional de Sade Pblica Sergio Arouca, Rio de Janeiro, 2010.

ESPERIDIAO, Monique Azevedo; TRAD, Leni Alves Bonfim. Avaliacao de satisfacao de usuarios. Cad. Sade Pblica, Rio de Janeiro, v. 22, n. 6, p. 1267-1276, jun. 2006.

FERNANDES, Lecy de Maria Arajo Gadelha. Validacao de um instrumento para avaliacao da satisfacao de usuarios com os servicos pblicos de sade bucal-QASSaB. 2002. 226 f. Tese (Doutorado)Faculdade de Odontologia de Pernambuco, Universidade de Pernambuco, Pernambuco, 2002

GOUVEIA, Giselle Campozana. Avaliacao da Satisfacao dos usuarios com o Sistema de Sade Brasileiro. 2009. 243 f. Tese (Doutorado em Sade Pblica)Centro de Pesquisas Ageu Magalhaes, Fundacao Oswaldo Cruz, Recife, 2009.

GAIOSO, Vanessa Pirani. Satisfacao do usuario na perspectiva da aceitabilidade no cenario da Sade da Familia no municipio de Ribeirao Preto SP. 2007. 152 f. Dissertacoes (Mestrado)Programa de Pos-Graduacao em Enfermagem em Sade Pblica da Escola de Enfermagem de Ribeirao Preto, Universidade de Sao Paulo, 2007.

MACHADO, Nayana Pinheiro; NOGUEIRA, Lidya Tolstenko.Avaliacao da Satisfacao de Usuarios dos Servicos de Fisioterapia. Rev. Bras. Fisioter., Sao Carlos, v. 12, n. 5, p. 401-8, set./out. 2008.

MINISTERIO DA SAUDE (Brasil). Politicas Nacional de Praticas Integrativas e Complementares no SUS. Brasilia, DF: Ministerio de Sade, 2006a. Disponivel em: < http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/pnpic.pdf>. Acesso em: 25 abr. 2018

MINISTERIO DA SAUDE (Brasil). Pesquisa Mundial de Sade. Rio de Janeiro: Fundacao Oswaldo Cruz, 2005.

PAIVA, Marcele Bocater Paulo de. Uma contribuicao para um modelo de avaliacao da Estrategia da Sade da Familia pela perspectiva do usuario. 2013. Dissertacao (Mestrado)Programa de Pos Graduacao em Sade Pblica, Escola Nacional de Sade Pblica, FIOCRUZ, 2013.

PROADESS. Avaliacao do Desempenho do Sistema de Sade. Rio de Janeiro: Fundacao Oswaldo Cruz, 2011. Disponivel em: . Acesso em: 25 abr. 2018.

SANCHEZ, Raquel Maia; CICONELLI, Rozana Mesquita. Conceitos de acesso sade. Rev. Panam. Salud Publica, Washington, v. 31, n. 3, p. 260-268, mar. 2012. Disponivel em: . Acesso em: 25 abr. 2018.

SILVA, Ligia Maria Vieira da; FORMIGLI, Vera Lcia Almeida. Avaliacao em sade: limites e perspectivas. Cadernos de Sade Pblica, v. 10, n. 1, p. 80-91, 1994. Disponivel em: . Acesso em: 25 abr. 2018.

VAITSMAN, Jeni; ANDRADE, Gabriela Rieveres Borges de. Satisfacao e responsividade: formas de medir a qualidade e a humanizacao da assistencia sade. Cienc. Sade Coletiva, Rio de Janeiro, v. 10, n. 3, jul./set. 2005.

WORTHEN, Blaine R.; SANDERS, James, R.; FITZPATRICK, Jody L. Avaliacao de programas: concepcoes e praticas. Sao Paulo: Ed. Gente, 2004.




DOI: http://dx.doi.org/10.22347/2175-2753v11i31.1817



Direitos autorais 2019 Fundação Cesgranrio

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

 

Principios Norteadores para o Avaliador

Guiding Principles for Evaluators American Evaluation Association (AEA)

Com o proposito de guiar o trabalho dos profissionais de avaliacao e assegurar a etica de sua atuacao, a American Evaluation Association (AEA) - Associacao Profissional de Avaliadores - estabeleceu cinco principios norteadores aqui resumidos:

1.  Indagacao Sistematica, no que se refere à capacidade de coletar dados utilizando tecnicas apropriadas e comunicando metodos e abordagens com a devida transparencia para permitir acesso e critica.

2.  Competencia, no que se refere a demonstrar atuacao competente perante os envolvidos no processo avaliativo e desenvolver continuamente sua capacidade para alcancar o mais alto nivel de desempenho possivel.

3.  Integridade/Honestidade, no que se refere a assegurar honestidade e integridade ao longo de todo o processo avaliativo, negociando com os envolvidos e interessados na avaliacao e buscando esclarecer e orientar procedimentos que venham provocar distorcoes ou indevidas utilizacoes.

4.  Respeito pelas pessoas, no que se refere ao respeito pela seguranca, dignidade e auto-valorizacao dos envolvidos no processo avaliativo, atuando sempre com etica profissional, evitando riscos e prejuizos que possam afetar os participantes para assegurar, o melhor possivel, o respeito às diferencas e o direito social de retorno dos resultados, aos envolvidos.

5.  Responsabilidade pelo bem estar geral e público, no que se refere a levar em consideracao a diversidade de interesses e valores que possam estar relacionados ao público em geral,buscando responder nao somente às expectativas mais imediatas, mas tambem às implicacoes e repercussoes mais amplas e, nesse sentido, disseminar a informacao sempre que necessario.

Indexado em:

  1. DOAJ- Directory of Open Access Journals

  2. EBSCO - Information Services

  3. Edubase

  4. Google Scholar

  5. Latindex -  Sistema regional de informacion en linea para revistas cientificas de America Latina, el Caribe, España y Portugal

  6. LivRe! - Portal do CNEN-Comissao Nacional de Energia Nuclear, do Ministerio de Ciencia, Tecnologia e Inovacao

  7. OEI - Organizacion de Estados Iberoamericanos (Madri, Espanha, CREDI)

  8. RCAAP - Repositorio Cientifico de Acesso Aberto de Portugal

  9. REDIB - Red Iberoamericana de Innovación y Conocimiento Científico

  10. Scopus - A maior base de dados de abstracts e citacao de literatura revisada por pares:periodicos cientificos, livros e anais

 
 

Scimago

SJR : Scientific Journal Rankings

SCImago Journal & Country Rank

Meta: Aval., Rio de Janeiro, ISSN 2175-2753.