Avaliação Educacional Brasileira na Década de 1980: o campo entre duas abordagens

Regilson Maciel Borges, Jose Carlos Rothen

Resumo


O artigo analisa a configuração do campo científico da avaliação educacional no Brasil na decada de 1980, identificando os agentes que o constituiam e as suas contribuicoes teoricas sobre a tematica da avaliação. Realizou-se uma pesquisa de carater bibliografica e documental, associada às estrategias dos estudos bibliometricos e à analise de conteúdo. Os resultados mostram a participação de 19 pesquisadores brasileiros no processo de desenvolvimento do campo, cujas contribuicoes teoricas apontam para duas principais abordagens de avaliação: uma que se fundamenta principalmente na mensuração dos resultados e outra que defende prioritariamente a participação nos processos avaliativos.


Texto completo:

PDF

Referências


ALMEIDA JNIOR, V. de P. Uma anlise do processo de formao das polticas de avaliao da educao superior no Brasil. Avaliao, Campinas; Sorocaba, v. 10, n. 1, p. 9-30, mar. 2005.

ANDR, M. E. D. A. de. O uso da tcnica de anlise documental na pesquisa e na avaliao educacional. Tecnologia Educacional, Rio de Janeiro, ano XVI, n. 46, p.40-45, maio/jun. 1982.

______. Use Of Content Analysis In Educational Evaluation: doing prose analysis. Discourse, Detroit, v. 4, n.1, p. 1-12, out. 1983.

ARAJO, C. A. Bibliometria: evoluo histrica e questes atuais. Em Questo (UFRGS), Porto Alegre, v. 12, n. 1, p. 11-32, jan./jun. 2006.

BARDIN, L. Anlise de contedo. Traduo de Lus Antero Reto e Augusto Pinheiro. Lisboa, Portugal: Edies 70, 1995.

BARREYRO, G. B.; ROTHEN, J. C. Para uma Histria da Avaliao da Educao Superior Brasileira: Anlise dos Documentos do Paru, Cnres, Geres e Paiub. Avaliao, Campinas; Sorocaba, SP, v. 13, n. 1, p. 131-152, mar. 2008a.

______;______. Histria das Concepes de Avaliao da Educao Superior: A Revista Avaliao (1996 2002). In: CONGRESSO BRASILEIRO DE HISTRIA DA EDUCAO, 5, 2008, Aracaj. Anais... Aracaj: UFS/UNIT, 2008b. p. 1-12.

______;______. Avaliao da educao superior como poltica pblica. In: ROTHEN, J. C.; BARREYRO, G. B. (Orgs.). Avaliao da educao: diferentes abordagens crticas. So Paulo: Xam, 2011. p. 75-87.

BORGES, R. M. Os alicerces da avaliao educacional no Brasil: a elaborao terica de intelectuais na dcada de 1980. 2017. Tese (Doutorado em Educao) Programa de Ps-Graduao em Educao, Universidade Federal de So Carlos, So Paulo, 2017.

BOURDIEU, P. O campo cientfico. In: ORTIZ, R. (Org.). Pierre Bourdieu: Sociologia. So Paulo: tica, 1983.

______. Para uma sociologia da cincia. Lisboa, Portugal: Edies 70, 2004a.

______. Coisas ditas. So Paulo: Brasiliense, 2004b.

CABRITO, B. G. Avaliar a qualidade em educao: Avaliar o qu? Avaliar como? Avaliar para qu? Cadernos Cedes, Campinas, v. 20, n. 78, p. 178-200, maio/ago. 2009.

CALDERN, A. I.; BORGES, R. M. La evaluacin educacional en el Brasil: de la transferencia cultural a la evaluacin emancipadora. Educacin, Lima, v. 22, p. 77-95, marzo 2013.

CANDAU, V. M.; OSWALD, M. L. M. B. Avaliao no Brasil: uma reviso bibliogrfica. Cadernos de Pesquisa, So Paulo, n. 95, p. 25-36, nov. 1995.

CHIZZOTTI, A. Pesquisa Qualitativa em Cincias Humanas e Sociais. Petrpolis-RJ, Vozes, 2006.

DEMO, P. Avaliao participante: algumas idias iniciais para a discusso. Cadernos de Pesquisa, So Paulo, n.48, p.67-73, fev. 1984.

______. Avaliao Qualitativa. So Paulo: Cortez; Campinas: Autores Associados, 1987.

______. Avaliao qualitativa V: purismos e populismos. Revista Brasileira de Estudos Pedaggicos, Braslia, 69, 162, p.316-343, maio/ago., 1988.

DEPRESBITERIS, L. Avaliao da Aprendizagem: a necessidade de uma viso mais ampla. Educao e Seleo, So Paulo, n.15, p.5-14, 1987.

______. Avaliao Educacional em trs atos. So Paulo: Editora Senac So Paulo, 1999.

DIAS SOBRINHO, J. Campo e caminhos da avaliao: a avaliao da educao superior no Brasil. In: FREITAS, L. C. de (Org.). Avaliao: construindo o campo e a crtica. Florianpolis: Insular, 2002, p. 13-62.

______. Avaliao: Polticas Educacionais e Reformas da Educao Superior. So Paulo: Cortez, 2003.

______. Avaliao tica e poltica em funo da educao como direito pblico ou como mercadoria? Educao & Sociedade, Campinas, v. 25, n. 88, p. 703-725, out. 2004.

______. Avaliao da Educao Superior: conflito de paradigmas. In: FRUM DA GESTO DO ENSINO SUPERIOR NOS PASES E REGIES DE LNGUA PORTUGUESA, 2., 2012, Macau. Anais... Macau: FORGES, 2012, p. 1-14.

DURHAM, E. R.; SCHWARTZMAN S. Situao e perspectivas do Ensino Superior no Brasil: os resultados de um seminrio. So Paulo: Ncleo de Pesquisas sobre Ensino Superior Universidade de So Paulo (NUPES-USP), 1989.

FVERO, O. A trajetria da Ps-Graduao em Educao no mbito institucional. In: ANPED. Avaliao e Perspectivas na rea da Educao, 1982-91. Porto Alegre, RS: ANPED, 1993. p. 31-50.

FERNANDES, D. Avaliar para Aprender: Fundamentos, Prticas e Polticas. So Paulo: Editora Unesp, 2009.

______. Acerca da articulao de perspectivas e da construo terica em avaliao educacional. In: ESTEBAN, Maria Teresa; AFONSO, Almerindo Janela (Orgs.). Olhares e interfaces: Reflexes crticas sobre a avaliao. So Paulo: Cortez, 2010, p. 15-44.

FREITAS, D. N. T. de. Avaliao da educao bsica no Brasil: dimenso normativa, pedaggica e educativa. Campinas, SP: Autores Associados, 2007.

GATTI, B. A. Testes e avaliaes do ensino no Brasil. Educao e Seleo, So Paulo, n.16, p.33-41, 1987.

______; VIANNA, H. M.; DAVIS, C. Problemas e Impasses da Avaliao de Projetos e Sistemas Educacionais: dois casos brasileiros. Estudos em Avaliao Educacional, So Paulo, n. 4, p. 7-26, jul./dez. 1991.

______. Avaliao educacional no Brasil: pontuando uma histria de aes. Eccos - Revista Cientfica, So Paulo, v. 4, n.1, p. 17-41, jun. 2002.

______. Avaliao de sistemas educacionais no Brasil. Ssifo - Revista de Cincias da Educao, Lisboa, v. 1, n.9, p. 7-18, 2009.

______. Avaliao: contexto, histria e perspectivas. Olh@res, Guarulhos, v. 2, n. 1, p. 08-26, maio, 2014.

GOLDBERG, M. A. Azevedo. Avaliao educacional: medo e poder. Educao e Avaliao, So Paulo, ano 1, p. 96-117, jul. 1980

______; FRANCO, M. L. P. B. Inovao Educacional: Um Projeto Controlado por Avaliao e Pesquisa. So Paulo: Cortez & Moraes; Fundao Carlos Chagas, 1980.

______; SOUSA, C. P. de (Orgs.). Avaliao de Programas Educacionais: Vicissitudes, Controvrsias, Desafios. So Paulo: EPU, 1982.

HAYASHI, M. C. P. I. et al. Histria da educao brasileira: a produo cientfica na biblioteca eletrnica SCIELO. Educao & Sociedade, Campinas, v. 29, p. 181-211, jan./abr. 2008.

HAYASHI, C. R. M.; FERREIRA JUNIOR, A. O campo da histria da educao no Brasil: um estudo baseado nos grupos de pesquisa. Avaliao, Campinas; Sorocaba, SP, v. 15, n. 3, p. 167-184, nov. 2010.

HOFFMANN, Jussara M. L. Avaliao: um estado de alerta permanente sobre o significado da ao educativa. Educao e Seleo, So Paulo, n.20, p.57-61, 1989.

HOUSE, Ernest. Evalucion, tica y poder. Madrid, Espanha: Ediciones Morata, 1994.

LDKE, M. Discusso do trabalho de Robert E. Stake: estudo de caso em pesquisa e avaliao educacional. Educao e Seleo, So Paulo, n.7, p. 19-27, 1983.

______. O que vale em avaliao. Educao e Seleo, So Paulo, n.9, p. 27-36, 1984.

LUCKESI, C. C. Avaliao educacional escolar: para alm do autoritarismo. Tecnologia Educacional, Rio de janeiro, v. 13, n. 61, p. 6-15, nov./dez. 1984.

PENNA FIRME, T. Avaliao do professor. Tecnologia Educacional, Rio de Janeiro, v.48, p.13-18, 1982.

______. Avaliao: resposta, responsabilidade, integrao. In: BRASIL. Ministrio da Educao. Secretaria de Educao Superior. Estudos e confrontos: universidade/ensino de 1 grau: coletnea de textos sobre os benefcios mtuos de uma integrao. Braslia, DF: MEC; Uberlndia: UFU, 1988. p. 135-64.

RIBEIRO NETTO, A. Consideraes sobre Avaliao Educacional. Educao e Seleo, So Paulo, n. 5, p. 5-7, 1982.

______. O vestibular ao longo do tempo: implicaes e implicncias. Educao e Seleo, So Paulo, 13, p. 41-48, 1986a.

RIOS, M. P. G. Avaliao Educacional: fundamentos e polticas da educao bsica e superior. Revista de Educao PUC-Campinas, Campinas, v.23, n.1, p.1-7, 2018.

ROTHEN, J. C.; BARREYRO, G. B. Avaliao da educao. In: ____; ____. Avaliao da educao: diferentes abordagens crticas. So Paulo: Xam, 2011. p. 11-16.

SAUL, A. M. Avaliao Emancipatria: desafio teoria e prtica de avaliao e reformulao de currculo. 8. ed. So Paulo: Cortez, 2010.

SCHWARTZMAN, S. Cincia, Universidade e Ideologia: A Poltica do Conhecimento. Rio de Janeiro: Zahar Editores, 1980.

______. Avaliando a ps-graduao: a prtica da teoria. Srie Estudos, Rio de Janeiro: IUPERJ, n 10, p.1-11, dezembro, 1982.

______. A Problemtica da Avaliao: excelncia acadmica e maturao institucional. Braslia: CEDATE, 1986. (Documento de Trabalho)

______. Funes e metodologias de avaliao do ensino superior. So Paulo: Documento de Trabalho do Ncleo de Pesquisas sobre Ensino Superior (NUPES), 1989.

SOUSA, C. P. de. Descrio de uma Trajetria na/da Avaliao Educacional. Idias, So Paulo, n. 30, p. 161-174, 1998.

SOUSA, S. M. Z. L. Avaliao da Aprendizagem: natureza e contribuies da pesquisa no Brasil no perodo de 1980 a 1990. 1994. 194f. Tese (Doutorado em Educao) Programa de Ps-Graduao em Educao, Universidade de So Paulo, So Paulo, 1994a.

______. Avaliao da Aprendizagem: a divulgao das pesquisas realizadas no mbito dos programas de ps-graduao. Ensaio: Avaliao e Polticas Pblicas em Educao, Rio de Janeiro, v. 1, n. 3, p. 73-79, 1994b.

______. Avaliao da Aprendizagem nas pesquisas do Brasil de 1930 a 1980. Cadernos de Pesquisa, So Paulo, n. 94, p. 43-49, 1995.

______. Avaliao da Aprendizagem: anlise das pesquisas produzidas no Brasil, no perodo de 1980 a 1990. Revista da Faculdade de Educao, So Paulo, v. 22, n. 1, p. 111-144, 1996.

______. 40 Anos de Contribuio a Avaliao Educacional. Estudos em Avaliao Educacional, So Paulo, v. 16, n. 31, p. 7-36, jan./jun. 2005.

STREMEL, S. Aspectos terico-metodolgicos para a anlise da constituio do campo acadmico da poltica educacional no Brasil. Revista de Estudios Tericos y Epistemolgicos en Poltica Educativa, Ponta Grossa, v. 2, n. 1, p. 1-19, enero/junio, 2017.

TEIXEIRA, C. R. A concepo de avaliao educacional veiculada na produo acadmica do Programa de Ps-Graduao em Educao: Currculo (1975-2000). 2006. 224f. Tese (Doutorado em Educao) Programa de Ps-Graduao em Educao: Currculo, Pontifcia Universidade Catlica de So Paulo, So Paulo, 2006.

VIANNA, H. M. Glossrio de Termos Tcnicos em Medidas Educacionais. So Paulo: Fundao Carlos Chagas, 1981a.

______. Avaliao Educacional: algumas idias precursoras. Educao e Seleo, So Paulo, n.6, p. 63-70, 1982b.

______. Avaliao Educacional: problemas gerais e formao do avaliador. Estudos em Avaliao Educacional, So Paulo, v. 24, n. 60, p. 9-14, 1982c.

______. Natureza das Medidas Educacionais. Educao e Seleo, So Paulo, n. 9, p. 7-16, 1984b.

______. Acesso Universidade: um estudo de validade. Educao e Seleo, So Paulo, n. 15, p. 83-145, 1987.

______. A prtica da avaliao educacional: algumas colocaes metodolgicas. Cadernos de Pesquisa, So Paulo, n. 69, p. 40-47, maio, 1989a.

______. Avaliao do Rendimento Escolar de Alunos da 3 srie do 2 Grau subsdios para uma discusso. Estudos em Avaliao Educacional, So Paulo, n. 3, p. 71-102, 1991.

______. Avaliao Educacional nos Cadernos de Pesquisa. Cadernos de Pesquisa, So Paulo, n. 80, p. 100-105, 1992.

______. Avaliao Educacional: uma perspectiva histrica. Estudos em Avaliao Educacional, So Paulo, n. 12, p. 7-24, 1995.

______. Questes de Avaliao Educacional. In: FREITAS, Luiz Carlos de (Org.). Avaliao: construindo o campo e a crtica. Florianpolis: Insular, 2002. p. 63-88.

WARDE, M. J. O papel da pesquisa na ps-graduao em educao. Cadernos de Pesquisa, So Paulo, n. 73, p. 67-75, maio 1990.

WORTHEN, Blaine R. SANDERS, James S.; FITZPATRICK, Jody L. Avaliao de Programas: concepes e prticas. Trad. Dinah de Abreu Azevedo. So Paulo: Editora Gente, 2004.




DOI: http://dx.doi.org/10.22347/2175-2753v11i31.1678



Direitos autorais 2019 Fundação Cesgranrio

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

 

Principios Norteadores para o Avaliador

Guiding Principles for Evaluators American Evaluation Association (AEA)

Com o proposito de guiar o trabalho dos profissionais de avaliacao e assegurar a etica de sua atuacao, a American Evaluation Association (AEA) - Associacao Profissional de Avaliadores - estabeleceu cinco principios norteadores aqui resumidos:

1.  Indagacao Sistematica, no que se refere à capacidade de coletar dados utilizando tecnicas apropriadas e comunicando metodos e abordagens com a devida transparencia para permitir acesso e critica.

2.  Competencia, no que se refere a demonstrar atuacao competente perante os envolvidos no processo avaliativo e desenvolver continuamente sua capacidade para alcancar o mais alto nivel de desempenho possivel.

3.  Integridade/Honestidade, no que se refere a assegurar honestidade e integridade ao longo de todo o processo avaliativo, negociando com os envolvidos e interessados na avaliacao e buscando esclarecer e orientar procedimentos que venham provocar distorcoes ou indevidas utilizacoes.

4.  Respeito pelas pessoas, no que se refere ao respeito pela seguranca, dignidade e auto-valorizacao dos envolvidos no processo avaliativo, atuando sempre com etica profissional, evitando riscos e prejuizos que possam afetar os participantes para assegurar, o melhor possivel, o respeito às diferencas e o direito social de retorno dos resultados, aos envolvidos.

5.  Responsabilidade pelo bem estar geral e público, no que se refere a levar em consideracao a diversidade de interesses e valores que possam estar relacionados ao público em geral,buscando responder nao somente às expectativas mais imediatas, mas tambem às implicacoes e repercussoes mais amplas e, nesse sentido, disseminar a informacao sempre que necessario.

Indexado em:

  1. DOAJ- Directory of Open Access Journals

  2. Latindex -  Sistema regional de informacion en linea para revistas cientificas de America Latina, el Caribe, España y Portugal

  3. OEI - Organizacion de Estados Iberoamericanos (Madri, Espanha, CREDI)

  4. RCAAP - Repositorio Cientifico de Acesso Aberto de Portugal

  5. LivRe! - Portal do CNEN-Comissao Nacional de Energia Nuclear, do Ministerio de Ciencia, Tecnologia e Inovacao

  6. Qualis/CAPES - Coordenacao de Aperfeicoamento de Pessoal de Nivel Superior (Brasilia, DF)

  7. Scopus - A maior base de dados de abstracts e citacao de literatura revisada por pares:periodicos cientificos, livros e anais

  8. Google Scholar
  9. REDIBRed Iberoamericana de Innovación y Conocimiento Científico

 
 

Scimago

SJR : Scientific Journal Rankings

SCImago Journal & Country Rank

Meta: Aval., Rio de Janeiro, ISSN 2175-2753.