Literacia Histórica e Ensino Médio: avaliando a consciência histórica pelo ENEM

Paulo Raphael Feldhues

Resumo


A ideia de uma literacia histórica surge nos anos 80, associada à noção de consciência histórica, e requer uma compreensão do caráter particular da epistemologia desta ciência e de sua cognição. Defende-se neste artigo que literacia histórica é objetivo a ser almejado ainda na Educação Básica e, portanto, critério para conclusão do Ensino Médio. Propõe-se um método hipotético-dedutivo para elaboração de avaliações de larga escala, onde questões de múltipla escolha tenham caráter qualitativo a partir do critério de desenvolvimento de alguma tipologia de consciência histórica. Conclui-se que no ENEM de 2016 apenas 37,5% das questões de História mobilizaram algum tipo de consciência histórica pelo respondente, sugerindo descompasso entre a prática das políticas públicas educacionais voltadas ao Ensino Médio e a teoria das pesquisas recentes em ensino de História.

Palavras-chave: ensino de história; literacia histórica; consciência histórica; ENEM.


Texto completo:

PDF

Referências


ANKERSMIT, Franklin Rudolf. A Escrita da História: a natureza da representação histórica. Londrina: Eduel, 2012.

BARCA, Isabel. Narrativas e Consciência Histórica dos Jovens. Enseñanza de las Ciencias Sociales: Revista de Investigación, Barcelona, 2010. p.22-28. Disponível em: , acessado em 03 mar.2016.

BRASIL. Orientações Curriculares para o Ensino Médio: Ciências Humanas e suas tecnologias. Vol. 3. Brasília: Ministério da Educação, 2006.

______. Lei 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Brasília, 1996.

______. Parâmetros Curriculares Nacionais do Ensino Médio. Brasília: Ministério da Educação, 2000.

______. PCN+ Ensino Médio – Ciências Humanas e suas tecnologias: orientações educacionais complementares aos parâmetros curriculares nacionais. Brasília: Ministério da Educação, 2002.

Hurd, P. D. Science literacy: its meaning for american schools. Educational Leadership, V.16, 1958. p. 13-16. Disponível em: , acessado em 12 mar.2016.

LEE, Peter. Em direção a um conceito de literacia histórica. Educar em Revista, Curitiba, Especial, 2006. p. 131-150. Disponível em: , acessado em 10 dez.2016.

______. Educação Histórica, consciência histórica e literacia histórica. In: BARCA, Isabel (org.) Estudos de consciência histórica na Europa, América, Ásia e África. Braga: Uminho, 2008.

______; DICKINSON, Alaric; ASHBY, Rosalyn. Project Chata: Concepts of History and Teaching Approaches at Kay Stage 2 and 3 – Children’s Understanding of ‘Because’ and the Status of Explanation in History. Teaching History, Historical Association, London, n.82, 1996. p. 06-11. Disponível em: , acessado em 10 jun.2016.

OECD. PISA 2015 Results (Volume I): Excellence and Equity in Education. PISA, OECD Publishing, Paris, 2016. Disponível em: , acessado em 15 fev.2017.

SCHMIDT, Maria Auxiliadora; BARCA, Isabel; MARTINS, Estevão de Rezende (Org). Jörn Rüsen e o Ensino de História. Curitiba: Ed.UFPR, 2011.

RICOEUR, Paul. Tempo e Narrativa (tomo I). Campinas: Papirus, 1994

RÜSEN, Jörn. História Viva – teoria da história III: formas e funções do conhecimento histórico. Brasília: Editora da Universidade de Brasília, 2007.

______. Reconstrução do Passado – teoria da história II: os princípios da pesquisa histórica. Brasília: Editora da Universidade de Brasília, 2007.

______. Razão Histórica – teoria da história I: os fundamentos da ciência histórica. Brasília: Editora da Universidade de Brasília, 2001.

SANTO AGOSTINHO. Confissões. São Paulo: Nova Cultural (Coleção Os Pensadores), 2000.

SCHMIDT, Maria Auxiliadora. Perspectivas da Consciência Histórica e da Aprendizagem em Narrativas de Jovens Brasileiros. Tempos Históricos, Vol.12, 2008. p.81-96. Disponível em: < http://e-revista.unioeste.br/index.php/temposhistoricos/article/viewFile/1945/1537>, acessado em 10 fev.2017.

WHITE, Hayden. Meta-História: a imaginação histórica no século XIX. São Paulo: Edusp, 1992.




DOI: http://dx.doi.org/10.22347/2175-2753v9i27.1400



Direitos autorais 2017 Fundação Cesgranrio

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.