Avaliações Provinciais de Matemática: potencialidades e fragilidades

Geraldo Deixa, Emidio Diniz, Rosalino Chicote, Joao Raimundo Finiasse

Resumo


Esta comunicação visa analisar as percepções dos professores a respeito das avaliações Provinciais de Matemática. Para tal, procuramos responder a seguinte inquietação: Que concepções os professores de Matemática têm sobre as avaliações provinciais? A pesquisa teve lugar na Província da Zambézia envolvendo doze professores e em igual número de escolas Secundárias. A colecta de dados foi feita a partir de uma entrevista por meio de um roteiro contendo perguntas abertas. Da análise dos depoimentos dos entrevistados concluímos que os professores compreendem que as Avaliações Províncias visam essencialmente acompanhar o cumprimento dos programas de Ensino e familiarizar os alunos às avaliações externas. Os entrevistados observam ainda que há maior fragilidade na gestão destas provas. Considerando que as realidades e os contextos de ensino das zonas urbanas são diferentes das realidades das zonas rurais, os entrevistados sugerem que estas provas fossem geridas ao nível do distrito.

Palavras-chave: Avaliações provinciais, fragilidade, potencialidade, programa do ensino.


Texto completo:

PDF

Referências


ABRANTES, Paulo. Avaliação das Aprendizagens. Das concepções as praticas. Departamento da Educação Básica, Lisboa, 2001.

BOGDAN, C. R.& BIKLEN, S. K . Investigação qualitativa em Educação: uma introdução à teoria e aos métodos. Tradução de M. J. Alvarez, S. B. Santos e T. M. Baptista. Porto, Porto Editora, 1994.

HADJI, C. Avaliação, regras do jogo: das intenções aos instrumentos. Porto, Porto Editora LDA, 1994.

NCTM. Normas Profissionais para o Ensino da Matemática. 1ª ed. Tradução portuguesa dos Professional Standards for Teaching Mathematics pela Associação de Professores de Matemática. Portugal, 1999.

LOBO, Manuel Francisco; NHÊZE, Ismael Cassamo; Qualidade de Ensino no Ensino Primário. Maputo, 2008.




DOI: http://dx.doi.org/10.22347/2175-2753v9i27.1396



Direitos autorais 2017 Fundação Cesgranrio

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.