Avaliação da Autoeducação: construção e validação de instrumento para o Professor Montessoriano

Maria de Fátima Morgado Cortez Batista, Ligia Gomes Elliot

Resumo


Este estudo apresenta a construção e validação de um instrumento de avaliação qualiquantitativo capaz de aferir, concretamente, se os comportamentos dos escolares estão consistentes com os princípios filosóficos indicados pelo Sistema Montessori de Educação. O instrumento foi elaborado a partir das dificuldades dos professores em deixar claro como trabalham para desenvolver em suas classes a autonomia da aprendizagem, destacando-se nesse contexto: confiança e competência; independência; autonomia; motivação intrínseca; capacidade para lidar com a autoridade externa; responsabilidade com o grupo; preparação acadêmica; cidadãos do mundo. Esses itens nortearam a definição das categorias do instrumento. A primeira versão foi aplicada em duas classes do Ensino Fundamental no agrupamento de 6 e 7 anos e no de 8 e 9 anos. Os resultados da aplicação e as sugestões dos professores levaram à construção da versão final. Recomenda-se que a utilização do questionário "Progresso da classe em Processo de Autoeducação" seja registrada por classe de alunos e, depois, em relatório para toda a instituição montessoriana, de modo a retratar as conquistas e/ou dificuldades dos alunos.

Palavras-chave


Instrumento para observação estruturada; Elaboração de instrumento de avaliação; Sistema Montessori; Desenvolvimento dos alunos

Texto completo:

PDF PDF Espanhol


DOI: http://dx.doi.org/10.22347/2175-2753v6i17.134



Direitos autorais 2015 Fundação Cesgranrio

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.