Eficácia e Eficiência em Saúde Pública: um estudo dos municípios do Grupo Homogêneo 2 do Índice de Desempenho do Sistema Único de Saúde

Reginaldo Morais de Macedo, Carlos Renato Theóphilo

Resumo


O objetivo geral deste estudo foi analisar os índices de eficácia e eficiência em saúde pública nos municípios mineiros do Grupo Homogêneo 2 do Índice de Desempenho do Sistema Único de Saúde. A pesquisa é de base quantitativa e documental, sendo pesquisados 12 municípios no período de 2002 a 2010. Os gastos com saúde foram analisados a partir dos dados da Secretaria do Tesouro Nacional, a eficácia calculada a partir do cumprimento das metas do Pacto pela Saúde 2010, analisando-se 16 indicadores de saúde, destacando-se o município de Ipatinga, e a eficiência foi calculada por meio da Análise Envoltória de Dados a partir de 5 variáveis (1 de saída e 4 de entrada) e 15 cenários, sendo Muriaé considerado o mais eficiente. Sugere-se atenção especial às ações direcionadas aos idosos, à redução da mortalidade materna e neonatal e de prevenção e tratamento do câncer dados os baixos índices de eficácia destes indicadores, assim como organização e uso adequados dos recursos disponíveis.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.22347/2175-2753v9i25.1223



Direitos autorais 2017 Fundação Cesgranrio

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.