Avaliação da Equivalencia Semântica de uma Ferramenta de Analise de Riscos e Vulnerabilidade

Elaine Hora Santos, Andreia Ferreira Oliveira

Resumo


O objetivo foi avaliar a equivalencia semântica de uma ferramenta de Analise de Risco e Vulnerabilidade. O processo foi desenvolvido em duas etapas: 1) Painel de especialistas; 2) Pre-testagem junto a usuarios. Quanto ao grau de concordância, verificou-se que nao houve total coesao na identificação dos riscos que compoem a ferramenta. Quanto à avaliação do conteúdo, obteve-se a concordância esperada em relação à maioria dos riscos/eventos. Os seguintes foram retirados: tsunami, vulcao, nevasca e tornado. O terrorismo (radiologico e quimico) foi deslocado para dimensao Humana. Furação e terremoto foram mantidos. Quanto ao grau de clareza/compreensao, os usuarios e especialistas concordaram quanto ao nivel satisfatorio de entendimento.  A equivalencia semântica foi obtida, fazendo-se necessario trabalho futuro para alcance das equivalencias conceitual, itens, mensuração e operacional, alem da realização de novo pre-teste.


Texto completo:

PDF

Referências


ANVISA. AGENCIA NACIONAL DE VIGILÂNCIA SANITARIA. Assistencia Segura: uma reflexao teorica aplicada à pratica. Brasilia, DF: ANVISA, 2013.

BRASIL. Ministerio da Saúde. Portaria nº 529, de 1 de abril de 2013. Institui o Programa Nacional de Seguranca do Paciente (PNSP). [Diario Oficial da Uniao], Brasilia, DF, 2 abr. 2013. Secao 1, p. 43.

BRASIL. Ministerio da Defesa. Portaria Normativa nº 2.221, de 20 de agosto de 2012. Aprova a Diretriz Ministerial que estabelece orientacoes para a atuacao do Ministerio da Defesa nas atividades compreendidas nos Grandes Eventos determinados pela Presidencia da Republica. Diario Oficial da República, Brasilia, DF, n. 162, 21 ago. 2012. Secao 1, p. 34.

CEPED. CENTRO UNIVERSITARIO DE ESTUDOS E PESQUISAS SOBRE DESASTRES. Atlas brasileiro de desastres naturais 1991 a 2010: volume Brasil. Florianopolis: CEPED; UFSC, 2011.

______. CENTRO UNIVERSITARIO DE ESTUDOS E PESQUISAS SOBRE DESASTRES. Atlas brasileiro de desastres naturais 1991 a 2012: volume Brasil. 2. ed. rev. ampl. Florianopolis: CEPED; UFSC, 2013.

HERDMAN, Mike; FOX-RUSHBY, Julia; BADIA, Xavier. A Model of equivalence in the cultural adaptation of HRQoL instruments: the universalist approach. Quality of Life Research, [S. l.], v. 7, n. 4, maio 1998.

JCI. JOINT COMMISSION INTERNATIONAL. Padrao de acreditacao da Joint Commission International para hospitais. Rio de Janeiro: CBA, 2014.

KACHANI, Adriana Trejger et al. Traducao, adaptacao transcultural para o portugues (Brasil) e validacao de conteúdo da Body Checking Cognitions Scale (BCCS). Rev. Psiquiatr. Clin., Sao Paulo, v. 38, n. 1, 2011. Disponivel em: . Acesso em: 14 nov. 2014.

LIMA, Helidea de Oliveira; DUTRA, Elisabete Costa Reis. O gerenciamento de riscos na saúde: aplicacao na atencao hospitalar. Revista de Administracao Hospitalar e Inovacao em Saúde, Minas Gerais, ano 3, n. 4, jul./dez. 2010.

MENDES, Eugenio Vilaca Mendes. O cuidado das condicoes crônicas na atencao primaria à saúde: o imperativo da consolidacao da estrategia da saúde da familia. Brasilia, DF: Organizacao Pan-Americana da Saúde; CONASS, 2012.

MINISTERIO DA SAUDE (Brasil). Portal da Saúde. Programa Nacional de Seguranca do Paciente. [2016?]. Disponivel em: . Acesso em: 6 jul. 2016.

MONTEIRO, Daiane da Rosa. Traducao e adaptacao transcultural do instrumento EDMONTON SYMPTON ASSESSMENT SYSTEM para uso em cuidados paliativos. 2012. Dissertacao (Mestrado)–Programa de Pos Graduacao em Enfermagem, Escola de Enfermagem da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2012.

QUEIJO, Alda Ferreira; PADILHA, Katia Grillo. Nursing Activities Score (NAS): adaptacao transcultural e validacao para a lingua portuguesa. Rev. Esc. Enferm. USP, Sao Paulo, n. 43, p. 1018-1025, 2009. Disponivel em: . Acesso em: 14 nov. 2014.

REIS, Claudia Tartaglia; LAGUARDIA, Josue; MARTINS, Mônica. Adaptacao transcultural da versao brasileira do Hospital Survey on Patient Safety Culture: etapa inicial. Cad. Saúde Pública, Rio de Janeiro, v. 28, n. 11, nov. 2012. Disponivel em: . Acesso em: 31 mar. 2014.

REICHENHEIM, Michael Eduardo; PAIXAO JR., Carlos Montes; MORAES, Claudia Leite Moraes. Adaptacao transcultural para o portugues (Brasil) do instrumento Hwalek-Sengstock Elder Abuse Screening Test (HS/EAST) utilizado para identificar risco de violencia contra o idoso. Cad. Saúde Pública, Rio de Janeiro, v. 24, n. 8, p. 1801-1803, ago. 2008.

REICHENHEIM, Michael Eduardo; MORAES, Claudia Leite. Operacionalizacao de adaptacao transcultural de instrumentos de afericao usados em epidemiologia. Rev. Saúde Pública, Sao Paulo, v. 41, n. 4, p. 665-73, 2007.

SALLES, Modestino Jose Povoas de; CAVALINI, Luciana Tricai. Implementacao da “estrategia de hospitais seguros frente a desastres” no Brasil: desafios e evidencias empiricas. Revista Brasileira de Geografia Medica e da Saúde, [S.l.], v. 8, n. 14, p. 81-90, jun. 2012. Disponivel em: . Acesso em: 14 nov. 2014.

SANTOS, Elaine da Hora dos. Adaptacao transcultural da Ferramenta de analise de riscos e vulnerabilidade da Fundacao Kaiser Permanente: um estudo avaliativo. Dissertacao (Mestrado Profissional em Avaliacao), Fundacao Cesgranrio, Rio de Janeiro, 2015.

WORTHEN, Blaine R.; SANDERS, James L.; FITZPATRICK, Jody R. Avaliacao de programas: concepcoes e praticas. Sao Paulo: Ed. Gente, 2004.




DOI: http://dx.doi.org/10.22347/2175-2753v8i24.1112



Direitos autorais 2016 Fundação Cesgranrio

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

 

Principios Norteadores para o Avaliador

Guiding Principles for Evaluators American Evaluation Association (AEA)

Com o proposito de guiar o trabalho dos profissionais de avaliacao e assegurar a etica de sua atuacao, a American Evaluation Association (AEA) - Associacao Profissional de Avaliadores - estabeleceu cinco principios norteadores aqui resumidos:

1.  Indagacao Sistematica, no que se refere à capacidade de coletar dados utilizando tecnicas apropriadas e comunicando metodos e abordagens com a devida transparencia para permitir acesso e critica.

2.  Competencia, no que se refere a demonstrar atuacao competente perante os envolvidos no processo avaliativo e desenvolver continuamente sua capacidade para alcancar o mais alto nivel de desempenho possivel.

3.  Integridade/Honestidade, no que se refere a assegurar honestidade e integridade ao longo de todo o processo avaliativo, negociando com os envolvidos e interessados na avaliacao e buscando esclarecer e orientar procedimentos que venham provocar distorcoes ou indevidas utilizacoes.

4.  Respeito pelas pessoas, no que se refere ao respeito pela seguranca, dignidade e auto-valorizacao dos envolvidos no processo avaliativo, atuando sempre com etica profissional, evitando riscos e prejuizos que possam afetar os participantes para assegurar, o melhor possivel, o respeito às diferencas e o direito social de retorno dos resultados, aos envolvidos.

5.  Responsabilidade pelo bem estar geral e público, no que se refere a levar em consideracao a diversidade de interesses e valores que possam estar relacionados ao público em geral,buscando responder nao somente às expectativas mais imediatas, mas tambem às implicacoes e repercussoes mais amplas e, nesse sentido, disseminar a informacao sempre que necessario.

Indexado em:

  1. DOAJ- Directory of Open Access Journals

  2. EBSCO - Information Services

  3. Edubase

  4. Google Scholar

  5. Latindex -  Sistema regional de informacion en linea para revistas cientificas de America Latina, el Caribe, España y Portugal

  6. LivRe! - Portal do CNEN-Comissao Nacional de Energia Nuclear, do Ministerio de Ciencia, Tecnologia e Inovacao

  7. OEI - Organizacion de Estados Iberoamericanos (Madri, Espanha, CREDI)

  8. RCAAP - Repositorio Cientifico de Acesso Aberto de Portugal

  9. REDIB - Red Iberoamericana de Innovación y Conocimiento Científico

  10. Scopus - A maior base de dados de abstracts e citacao de literatura revisada por pares:periodicos cientificos, livros e anais

 
 

Scimago

SJR : Scientific Journal Rankings

SCImago Journal & Country Rank

Meta: Aval., Rio de Janeiro, ISSN 2175-2753.