Avaliação, agencias e especialistas: padroes oficiais de qualidade da educação superior*

Jose Carlos Rothen, Glayds Beatriz Barreyro

Resumo


O texto discute a questao do estado avaliador/ regulador no Brasil apos a LDB/
1996, focalizando as agencias e instituicoes que julgam e definem os padroes de
qualidade da educação superior (graduação). No inicio do governo FHC, a definicao
destes padroes ocorria no âmbito do MEC, pelas Comissoes de Especialistas e, depois,
pelo INEP. No governo Lula, foram criadas instâncias com o papel de coordenar
a avaliação, sendo a definicao dos criterios de qualidade, de competencia das
Secretarias do MEC e da CONAES. Assim, durante todo o processo pos-LDB, a
definicao da qualidade foi realizada por academicos, reunidos em diversas comissoes,
que se foram formalizando e institucionalizando, visando à legitimação da
avaliação pela profissionalização.

 

(*) Este e uma versao revista e ampliada do trabalho apresentado no XXIII Simposio Brasileiro de Politica e Administração da Educação, promovido pela ANPAE e realizado na UFRGS de 11 a 14 de novembro de 2007. O texto e resultado do projeto de pesquisa “Avaliação das Instituicoes Brasileiras de Educação Superior: politica, historia, concepcoes, atores e marcos legislativos”, que contou com apoio da FAPEMIG para o subprojeto “Avaliação e Regulação da Educação Superior brasileira: historia e politicas” e da FAPESP para subprojeto “Avaliação e Regulação da Educação Superior: concepcoes e atores”.


Palavras-chave


Educação superior; Avaliação e regulação da educação superior; Padroes de qualidade

Referências


BARREYRO, G.; ROTHEN, J. C. Avaliacao e regulacao da Educacao Superior: normativas e orgaos reguladores nos 10 anos pos LDB. Avaliacao, Campinas, v. 12, p. 133-144, mar. 2007.

_____. “SINAES” contraditorios: consideracoes sobre a elaboracao e implantacaodo Sistema Nacional de Avaliacao da Educacao Superior. Educacao & Sociedade, Campinas, v. 27, n. 96, p. 955-977, 2006. Especial.

BRASIL. Comissao Nacional de Avaliacao da Educacao Superior. Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anisio Teixeira. Avaliacao externa de instituicoes de educacao superior: diretrizes e instrumento. Brasilia, DF, 2005. Disponivel em:. Acesso em:12 nov. 2009.

BRASIL. Comissao Nacional de Avaliacao da Educacao Superior. Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anisio Teixeira. Diretrizes para a avaliacao das Instituicoes de Educacao Superior. Brasilia, DF, 2004a. Disponivel em: . Acesso em: nov. 2005.

BRASIL. Decreto nº 4.633, de 21 de marco 2003. Aprova a estrutura regimental e o quadro demonstrativo dos cargos em comissao e das funcoes gratificadas do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anisio Teixeira, e da outras providencias. Diario Oficial [da República Federativa do Brasil], Brasilia, DF, 24 mar. 2003a. Disponivel em: . Acesso em: 24 nov. 2009.

BRASIL. Decreto nº 4.791, de 22 de julho de 2003. Aprova a estrutura regimental e o quadro demonstrativo dos cargos em comissao e das funcoes gratificadas no Ministerio da Educacao e da outras providencias. Diario Oficial [da República Federativa do Brasil], Brasilia, DF, 23 jul. 2003b. Disponivel em: . Acesso em: 24 nov. 2009.

BRASIL.. Decreto nº 5.773, de 9 de maio de 2006. Dispoe sobre o exercicio das funcoes de regulacao, supervisao e avaliacao de instituicoes de educacao superior e cursos superiores de graduacao e seqüenciais no sistema federal de ensino. Diario Oficial [da República Federativa do Brasil], Brasilia, DF, 10 maio 2006a. Disponivel em: . Acesso em: 24 nov. 2009.

BRASIL. Decreto nº 91.607, de 3 de setembro 1985. Institui Comissoes de Especialistas para consultoria e assessoramento em materia de avaliacao e qualificacao da educacao superior. Legislacao, Brasilia, DF, 3 set. 1985,. Disponivel em: . Acesso em: 26 nov. 2009.

BRASIL. Lei nº 9.131, de 24 de novembro 1995. Altera dispositivos da Lei nº 4.024, de 20 de dezembro de 1961, e da outras providencias. Diario Oficial [da República Federativa do Brasil], Brasilia, DF, 25 nov. 1995. Disponivel em: . Acesso em: 24 nov. 2009.

BRASIL. Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educacao nacional. Diario Oficial [da República Federativa do Brasil], Brasilia, DF, 23 dez. 1996. Disponivel em: < http://portal.mec.gov.br/arquivos/pdf/diretrizes.pdf>. Acesso em: 12 nov. 2009.

______. Lei nº 9.448, de 14 de marco 1997. Transforma o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP em Autarquia Federal, e da outras providencias. Diario Oficial [da República Federativa do Brasil], Brasilia, DF, 15 mar. 1997a. Disponivel em: < http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/LEIS/L9448.htm>. Acesso em: 25 nov. 2009.

______. Lei nº 10.172, de 9 de janeiro 2001. Aprova o Plano Nacional de Educacao e da outras providencias. Diario Oficial [da República Federativa do Brasil], Brasilia, DF, 10 jan. 2001. Disponivel em: < http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/LEIS/LEIS_2001/L10172.htm >. Acesso em: 25 nov. 2009.

______. Lei nº 10.861, de 14 de abril 2004. Institui o Sistema Nacional de Avaliacao da Educacao Superior – SINAES e da outras providencias. Diario Oficial [da República Federativa do Brasil], Brasilia, DF, 15 abr. 2004b. Disponivel em: . Acesso em: 25 nov. 2009.

BRASIL. Medida Provisoria nº 147, de 15 de dezembro 2003. Institui o Sistema Nacional de Avaliacao e Progresso do Ensino Superior e dispoe sobre a avaliacao do ensino superior. Diario Oficial [da República Federativa do Brasil], Brasilia, DF, 16 dez. 2003c. Disponivel em: . Acesso em: 25 nov. 2009.

BRASIL. Ministerio da Educacao. Portaria nº 4 de 5 de agosto de 2008. Regulamenta a aplicacao do conceito preliminar de cursos superiores, para fins dos processos de renovacao de reconhecimento respectivos, no âmbito do ciclo avaliativo do SINAES instaurado pela Portaria Normativa nº 1, de 2007. Diario Oficial [da República Federativa do Brasil], Brasilia, DF, 06 ago. 2008a. Disponivel em: . Acesso em: 27 nov. 2009.

BRASIL. Portaria nº 12 de 5 de setembro de 2008. Institui o Indice Geral de Cursos da Instituicao de Educacao Superior (IGC). Diario Oficial [da República Federativa do Brasil], Brasilia, DF, set. 2008b. Disponivel em: . Acesso em: 27 nov. 2009.

______. Portaria nº 300 de 30 de janeiro de 2006. Aprova o Instrumento de Avaliacao Externa de Instituicoes de Educacao Superior do Sistema Nacional de Avaliacao da Educacao Superior - SINAES. Diario Oficial [da República Federativa do Brasil], Brasilia, DF, 31 jan. 2006b. Disponivel em: . Acesso em: 27 nov. 2009.

______. Portaria nº 563 de 21 de fevereiro de 2006. Aprova, em extrato, o Instrumento de Avaliacao de Cursos de Graduacao do Sistema Nacional de Avaliacao da Educacao Superior - SINAES. Diario Oficial [da República Federativa do Brasil], Brasilia, DF, 22 fev. 2006c. Disponivel em: . Acesso em: 27 nov. 2009.

______. Portaria nº 879 de 30 de julho de 1997. Diario Oficial [da República Federativa do Brasil], Brasilia, DF, 31 jul. 1997b. Disponivel em: . Acesso em: 27 nov. 2009.

______. Portaria nº 972 de 22 de agosto de 1997. Diario Oficial [da República Federativa do Brasil], Brasilia, DF, 26 ago. 1997c. Disponivel em: . Acesso em: 27 nov. 2009.

______. Portaria nº 1.310 de 17 de julho de 2006. Dispoe sobre a Composicao da Comissao Tecnica de Acompanhamento da Avaliacao - CTAA, de que trata o artigo 1º da Portaria nº 1.027, de 15 de maio de 2006d. Diario Oficial [da República Federativa do Brasil], Brasilia, DF, 18 jul. 2006. Disponivel em: . Acesso em: 27 nov. 2009.

______. Portaria nº 1.751 de 27 de outubro de 2006. Dispoe sobre a relacao nominal dos avaliadores de instituicoes de educacao superior e de cursos de graduacao, selecionados pela Comissao Tecnica de Acompanhamento da Avaliacao - CTAA, que passam a integrar o Banco de Avaliadores do Sistema Nacional de Avaliacao da Educacao Superior - BASis. Diario Oficial [da República Federativa do Brasil], Brasilia, DF, 30 out. 2006e. Disponivel em: < http://www.inep.gov.br/superior/avaliacao_institucional/legislacao.htm>. Acesso em: 27 nov. 2009.

______.. Ministerio da Educacao. Portaria nº 2.051 de 9 de jul. de 2004.

Regulamenta a Lei do SINAES. Diario Oficial [da República Federativa do Brasil], Brasilia, DF, 12 jul. 2004c. Disponivel em: . Acesso em: 27 nov. 2009.

BRASIL. Portaria nº 4.362 de 29 de dez. de 2004. Institui o Banco Unico de Avaliadores da Educacao Superior do Ministerio da Educacao, tendo como referencia o perfil do docente avaliador. Diario Oficial [da República Federativa do Brasil], Brasilia, DF, 30 dez. 2004d. Disponivel em: < http://www.inep.gov.br/superior/avaliacao_institucional/legislacao.htm>. Acesso em: 27 nov. 2009.

BRESSER PEREIRA, L. C. Da administracao pública burocratica à gerencial. In:

BRESSER PEREIRA, L. C.; SPINK, P. (Org.). Reforma do Estado e administracao pública gerencial. Rio de Janeiro: Fundacao Getúlio Vargas, 1998.

CONSELHO NACIONAL DE EDUCACAO (Brasil). Câmara de Educacao Superior. Parecer nº 1.070, de 23 de novembro de 1999. Criterios para autorizacao e reconhecimento de cursos de Instituicoes de Ensino Superior. Diario Oficial [da República Federativa do Brasil], Brasilia, DF, 27 jan. 2000. Disponivel em: . Acesso em: 25 nov. 2009.

CONSELHO NACIONAL DE EDUCACAO (Brasil). Câmara de Educacao Superior. Parecer nº 1.366, de 12 de dezembro de 2001. Dispoe sobre o credenciamento, transferencia de mantenca, estatutos e regimentos de instituicoes de ensino superior, autorizacao de cursos de graduacao, reconhecimento e renovacao de reconhecimento de cursos superiores, normas e criterios para supervisao do ensino superior. Diario Oficial [da República Federativa do Brasil], Brasilia, DF, 12 dez. 2001. Disponivel em: . Acesso em: 25 nov. 2009.

CONSELHO NACIONAL DE EDUCACAO (Brasil). Câmara de Educacao Superior. Parecer nº 267, de 4 de setembro de 2002. Reexame do Parecer CNE/CES 111/ 2002, que dispoe sobre recredenciamento de Universidades e de Centros Universitarios Diario Oficial [da República Federativa do Brasil], Brasilia, DF, 4 set. 2002. Disponivel em: . Acesso em: 27 nov. 2009.

CONSELHO NACIONAL DE EDUCACAO (Brasil). Câmara de Educacao Superior. Resolucao n° 1, de 4 de maio de 2005. Dispoe sobre a composicao das Comissoes Multidisciplinares de Avaliacao de Cursos e sua sistematica de atuacao. Diario Oficial [da República Federativa do Brasil], Brasilia, DF, 5 maio 2005. Disponivel em: . Acesso em: 27 nov. 2009.

DIAS, C. L.; HORIGUELA, M. L. M.; MARCHELLI, P. S. Politicas para avaliacao da qualidade do Ensino Superior no Brasil: um balanco critico. Educacao e Pesquisa, Sao Paulo, v. 32, n. 3, p. 435-464, set./dez., 2006.

DIAS SOBRINHO, J. Avaliacao da educacao superior. Rio de Janeiro: Vozes, 2000.

DI PIETRO, M. S. Z.. Meios de controle em direito sanitario. Salvador, 2005. Disponivel em: . Acesso em: 15 set. 2006.

FERNANDEZ LAMARRA, N. Educacion superior y calidad en America Latina y Argentina: los procesos de evaluacion y acreditacion. Buenos Aires: IESALC: EDUNTREF, 2007.

GINKEN, H. J.A; DIAS, M.A. Retos institucionales y politicos de la acreditacion em el ambito internacional. In: GLOBAL UNIVERSITY NETWORK FOR INOVATION (GUNI). La educacion superior en el mundo 2007: acreditacion para la garantia de la calidad: que esta en juego?. Madri, Mundi Prensa Ed., 2006.

GOMES, A. M. Politica de avaliacao da educacao superior: controle e massificacao. Educacao & Sociedade, Campinas, v. 23, n. 80, p. 275-298. set. 2002.

INEP.Orientacoes gerais para o roteiro da das instituicoes autoavaliacao. [Brasilia, DF] 2004. Disponivel em:. Acesso em: 12 nov. 2009.

INEP. Portaria nº 106, de 23 de julho de 2004. Nomeia os membros da Comissao de Avaliacao Institucional. Diario Oficial [da República Federativa do Brasil], Brasilia, DF, 23 jul. 2004. Disponivel em: . Acesso em: 27 nov. 2009.

INEP. Relatorio do Curso de Pedagogia: ENADE 2005. Pelotas, RS: Universidade Catolica de Pelotas, 2005.

INEP. Relatorio-sintese do ENADE de 2004 do Curso de Agronomia. Brasilia, DF, 2004. Disponivel em: . Acesso em: 27 de nov. de 2009.

INEP. Roteiro de autoavaliacao institucional. Brasilia, 2005. Disponivel em: . Acesso em: nov. 2005.

KROTSCH, P. Educacion superior y reformas comparadas. Buenos Aires: Universidad Nacional de Quilmes Editorial, 2003.

MENEGHEL, S. M.; BERTOLIN, J. C. G. Reflexao sobre objetivos e procedimentos adotados pelas Comissoes de Avaliacao das Condicoes de Ensino (ACE) do INEP. Educacao Tematica Digital, Campinas, v. 5, n. 11, p. 115-145, 2003. Disponivel em: . Acesso em: 24 de nov. de 2009.

NEVES, L. M. W. Legislacao e planejamento no processo de privatizacao da educacao superior. In: NEVES, L. M. W. (Org.) O empresariamento da educacao: novos contornos do ensino superior no Brasil dos anos 1990. Sao Paulo: Xama, 2002.

NUNES, E. O governo Lula e as mudancas nas agencias reguladoras. Rio de Janeiro: Observatorio Universitario, 2005. (Documento de trabalho; n. 17).

ROTHEN, J. C. Avaliacao e politica institucional: estudo dos indicadoresqualificacao docente na avaliacao das condicoes de oferta de cursos. Avaliacao, Campinas, v. 7, n. 3, p. 153-186, 2002.

SOUZA, P. N. P. LDB e educacao superior: estrutura e funcionamento. 2. ed. Sao Paulo: Pioneira, 2001.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2016 Revista Ensaio: Avaliação e Politicas Públicas em Educação

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.