Avaliação de professores nas escolas públicas portuguesas

Isabel Tomas, Jorge Adelino Costa

Resumo


O modelo de avaliação de professores da escola pública portuguesa sofreu, a partir de 2007, profundas alteracoes. As mudancas ocorridas, numa logica politica de intensificação dos processos de avaliação entendidos como elementos estrategicos para a implementação da qualidade na administração pública, em geral, e nos sistemas educativos, em particular, foram objecto de muita contestação por parte da classe docente portuguesa. Esta contestação levou a que o poder politico fosse introduzindo varias modificacoes no modelo de avaliação de desempenho docente inicialmente proposto. Sao os tracos gerais que caracterizam este modelo, tendo em conta as alteracoes introduzidas nos últimos quatro anos, bem como algumas apreciacoes sobre o modo como o processo decorreu, que pretendemos descrever no presente artigo.

Palavras-chave


Avaliação de professores; Escola pública; Portugal

Referências


BENAVOT, A.; RESNIK, J. Lessons from the past: a comparative socio-historical analysis of primary and secondary education. In: BENAVOT, A.; RESNIK, J.; CORRALES, J. Global education expansion: historical legacies and political obstacles. Cambridge: American Academy of Arts and Sciences, 2006. Disponivel em: . Acesso em: 15 out. 2010.

BILHIM, J. Metodologia e tecnicas de avaliacao. In: ENCONTRO DO INSTITUTO NACIONAL DE ADMINISTRACAO, 1., 1998, Oeiras. Avaliacao na administracao pública: anais... Oeiras, PT: Instituto Nacional de Administracao, 1998. p. 125-132.

BOUCKAERT, G. Medicao e gestao da performance no contexto do sector público. In: ENCONTRO DO INSTITUTO NACIONAL DE ADMINISTRACAO- AVALIACAO NA ADMINISTRACAO PUBLICA, 1. 1998, Oeiras. Anais... Oeiras: Instituto Nacional de Administracao, 1998. p. 57-72.

CLIMACO, M. C. Comentarios à intervencao de Gerard Figari. In: RAMOS, C. C. Avaliacao de professores: visoes e realidades.In: CONFERENCIA INTERNACIONAL, 1998, Lisboa. Avaliacao de professores visoes e realidades: actas... Lisboa: ME, CCAP, 2008. p. 27-31. Disponivel em: . Acesso em: 1 set. 2010.

CURADO, A. P. Politicas de avaliacao de professores em Portugal: um estudo de implementacao. Lisboa: Fundacao Calouste Gulbenkian, 2004.

DELOITTE. Estudo de Impacto do Modelo de Avaliacao dos Docentes. Lisboa: ME, 2009. Disponivel em: Acesso em: 18 jun. 2010.

FLORES, M. A. Avaliacao de professores: reflexoes sobre o caso portugues. Revista Iberoamericana de Evaluacion Educativa, Lisboa, v. 2, n. 1, p. 240-256, 2009. Disponivel em: . Acesso em: 2 nov. 2010.

FORMOSINHO, J.; MACHADO, J. Os professores e a diferenciacao docente: da

especializacao de funcoes à avaliacao do desempenho. In: FORMOSINHO, J.; MACHADO, J.; OLIVEIRA-FORMOSINHO, J. Formacao, desempenho e avaliacao de professores. Mangualde: Edicoes Pedago, 2010. p. 77-95.

GAMEIRO, M. A Avaliacao na administracao pública: actores e papeis. In: ENCONTRO DO INSTITUTO NACIONAL DE ADMINISTRACAO, , 1. 1998, Oeiras. Avaliacao na administracao pública: anais... Oeiras, PT: Instituto Nacional de Administracao, 1998. p. 117-124.

LASCOUMES, P.; LE GALÈS, P. Sociologie da l’action publique. Paris: Armand Colin, 2007.

ORGANISATION FOR ECONOMIC CO-OPERATION AND DEVELOPMENT. Teacher Evaluation in Portugal. OECD Review, 2009. Disponivel em: . Acesso em: 28 jun. 2009.

PORTUGAL. Assembleia da República. Lei nº. 46, de 14 de outubro de 1986. A presente lei estabelece o quadro geral do sistema educativo, com alteracoes introduzidas pela Lei n.º 49/2005, de 30 de Agosto de 2005. Diario da República, Lisboa, n. 237, 14 out. 1986. Serie 1. Disponivel em: . Acesso em: 8 set. 2011.

PORTUGAL. Lei nº. 49, de 30 de Agosto de 2005. Segunda alteracao à Lei de Bases do Sistema Educativo e primeira alteracao à Lei de Bases do Financiamento do Ensino Superior. Diario da República, Lisboa, n. 166, 30 ago. 2005. I Serie-A, p. 5.122-5.138. Disponivel em: . Acesso em: 8 set. 2011.

PORTUGAL. Lei nº 10, de 22 de marco de 2004. A presente lei cria o sistema integrado de avaliacao do desempenho da Administracao Pública, adiante designado por SIADAP, o qual integra a avaliacao de desempenho dos funcionarios, agentes e demais trabalhadores, dos dirigentes de nivel intermedio e dos servicos e organismos da administracao directado Estado e dos institutos públicos, com alteracoes introduzidas pela Lei nº 66-B/2007 de 28 de Dezembro. Diario da República, Lisboa, n. 69, 22 mar. 2004. Serie 1-A. Disponivel em: . Acesso em: 8 set. 2011.

______. Lei nº. 66-B, de 28 de dezembro de 2007. Estabelece o sistema integrado de gestao e avaliacao do desempenho na Administracao Pública. Diario da República, Lisboa, n. 250, 28 dez. 2007a. 1a. Secao, p. 9.114-(2)-(21). disponivel em: . Acesso em: 8 set. 2011.

PORTUGAL. Ministerio da Educacao. Conselho Cientifico para a Avaliacao de Professores. Relatorio anual 2010 sobre o processo de avaliacao do desempenho docente. Lisboa: Ministerio da Educacao/CCAP, 2011a. Disponivel em: . Acesso em: 20 jun. 2011.

______. Relatorio sobre a aplicacao do 1.º ciclo de avaliacao do desempenho docente. Lisboa: Ministerio da Educacao/CCAP, 2010a. Disponivel em: . Acesso em 20 jan. 2011.

PORTUGAL. Ministerio da Educacao. Conselho Cientifico para a Avaliacao de Professores. Relatorio sobre o acompanhamento e a monitorizacao da avaliacao do desempenho docente na Rede de Escolas Associadas ao CCAP. Lisboa: Ministerio da Educacao/CCAP, 2009a. Disponivel em: . Acesso em: 30 set. 2010.

______. Ministerio da Educacao. Decreto-Lei n.º 409/89, de 18 de novembro de 1989. Aprova a estrutura da carreira do pessoal docente da educacao pre-escolar e dos ensinos basico e secundario e estabelece as normas relativas ao seu estatuto remuneratorio. Diario da República, Lisboa, n. 266, 18 nov. 1989. Serie 1. Disponivel em: < http://dre.pt/pdfgratis/1989/11/26601.pdf>. Acesso em: 08/09/2011.

PORTUGAL. Ministerio da Educacao.Decreto-Lei n.º 139-A/90, de 28 de abril de 1990. Aprova o estatuto da carreira dos educadores de infância e dos professores dos Ensinos basico e secundario. Diario da República, Lisboa, n. 98, 28 abr. 1990. Serie 1-A. Disponivel em: < http://dre.pt/pdfgratis/1990/04/09801.pdf>. Acesso em: 8 set.2011.

PORTUGAL. Ministerio da Educacao. Decreto-Lei n.º 1/98, de 2 de janeiro 1998. Altera o estatuto da carreira dos educadores de infância e dos professores dos Ensinos Basico e Secundario, aprovado pelo Decreto-Lei n.o 139-A/90, de 28 de Abril de 1990. Diario da República, Lisboa, n. 1, 02 jan. 1998a. Serie 1-A. Disponivel em: . Acesso em: 08/09/2011.

______. Ministerio da Educacao.Decreto-Lei n.º 312/99, de 10 de agosto 1999. Aprova a estrutura da carreira de pessoal docente de educacao pre-escolar e dos ensinos basico e secundario e estabelece as normas relativas ao seu estatuto remuneratorio. Diario da República, Lisboa, n. 185, 10 ago. 1999. Serie 1-A. Disponivel em: < http://dre.pt/pdfgratis/1999/08/185A00.pdf>. Acesso em: 8 set. 2011.

PORTUGAL. Ministerio da Educacao. Decreto-Lei n.º 15/2007, de 19 de janeiro 2007. Setima alteracao do Estatuto da Carreira dos educadores de infância e dos professores dos ensinos Basico e Secundario, aprovado pelo Decreto-Lei n.o 139-A/90, de 28 de Abril, e altera o regime juridico da formacao continua de professores, aprovado pelo Decreto-Lei n.o 249/92, de 9 de Novembro. Diario da República, Lisboa, n. 14, 19 jan. 2007b. Serie 1. Disponivel em: . Acesso em: 8 set. 2011.

______. Ministerio da Educacao. Decreto-Lei n.º 75/2010, de 23 de junho 2010. Procede à decima alteracao ao Estatuto da Carreira dos Educadores de Infância e dos Professores dos Ensinos Basico e Secundario, aprovado pelo Decreto-Lei n.º 139-A/90, de 28 de Abril. Diario da República, Lisboa, n. 120, 23 jun. 2010b. Serie 1. Disponivel em: < http://dre.pt/pdfgratis/2010/06/12000.pdf>. Acesso em: 08/09/2011.

_____. Ministerio da Educacao. Decreto Regulamentar n.º 13/92, de 30 de Junho de 1992. Regulamenta o processo de avaliacao para o acesso ao 8.º escalao da carreira docente do ensino nao superior. Diario da República, Lisboa, n. 148, 30 jun. 1992a. Serie 1-B. Disponivel em: . Acesso em: 8 set. 2011.

______. Ministerio da Educacao. Decreto Regulamentar n.º 14/92, de 4 de Julho de 1992. Regulamenta o processo de avaliacao do desempenho do ensino nao superior. Diario da República, Lisboa, n. 152, 4 jul. 1992b. Serie 1-B. Disponivel em: < http://www.dre.pt/pdfgratis/1992/07/152B01.pdf>. Acesso em: 08/09/2011.

PORTUGAL. Ministerio da Educacao. Decreto Regulamentar n.º 11/98, de 15 de maio de 1998. Regulamenta o processo de avaliacao do desempenho do pessoal docente da educacao pre-escolar e dos ensinos basico e secundario. Diario da República, Lisboa, n. 112, 15 maio 1998b. Serie 1-B. Disponivel em: . Acesso em: 08/09/2011.

______. Ministerio da Educacao. Decreto Regulamentar n.º 2/2008, de 10 de janeiro de 2008. Diario da República, Lisboa, n. 7, 10 jan. 2008a. 1.a Serie, p. 225-233.

______. Ministerio da Educacao. Decreto Regulamentar n.º 2/2010, de 23 de Junho de 2010. Regulamenta o sistema de avaliacao do desempenho do pessoal docente da educacao pre-escolar e dos ensinos basico e secundario e revoga os Decretos Regulamentares n.os 2/2008, de 10 de Janeiro, 11/2008, de 23 de Maio, 1-A/2009, de 5 de Janeiro, e 14/2009, de 21 de Agosto. Diario da República, Lisboa, n. 120, 23 jun.2010c. Serie 1. Disponivel em: < http://dre.pt/pdfgratis/2010/06/12000.pdf>. Acesso em: 08/09/2011.

______. Ministerio da Educacao. Decreto Regulamentar 1-A/2009, de 5 de Janeiro de 2009. Estabelece um regime transitorio de avaliacao de desempenho do pessoal a que se refere o Estatuto da Carreira dos Educadores de Infância e dos Professores dos Ensinos Basico e Secundario, aprovado pelo Decreto-Lei n.º 139-A/90, de 28 de Abril. Diario da República, Lisboa, n. 2, 5 jan. 2009b. Serie 1. Disponivel em: . Acesso em: 08/09/2011.

______. Ministerio da Educacao. Despacho n.º 16.872/2008, de 7 de abril de 2008. Diario da República, Lisboa, n.119, 23 jun. 2008b. 2a serie, p. 27.150-27.157. Disponivel em: . Acesso em: 8 set. 2011.

______. Ministerio da Educacao. Despacho nº. 3006/2009, de 23 de Janeiro de 2009. Diario da República, n. 16, 23 jan. 2009c. 2.a Serie, p. 3.412-3.414. Disponivel em: . Acesso em: 8 set. 2011.

______. Ministerio da Educacao. Despacho n.º 14.420/2010, de 15 de Setembro de 2010. Diario da República, Lisboa, n. 180, 15 set. 2010d . Serie 2. Disponivel em: < http://dre.pt/pdf2sdip/2010/09/180000000/4713447135.pdf>. Acesso em: 8 set. 2011.

______. Ministerio da Educacao. Despacho n.º 16.034/2010, de 22 de outubro de 2010. Diario da República, Lisboa, n. 206, 22 out. 2010e. 2a Serie, p. 53.300-302. disponivel em: . Acesso em: 8 set. 2011.

PORTUGAL. Ministerio das Financas. Ministerio da Administracao Pública. Ministerio da Educacao. Despacho n.º 5.464/2011, de 30 de Marco de 2011. Altera o Estatuto da Carreira dos Educadores de Infância e dos Professores dos Ensinos Basico e Secundario (ECD) operada pelo Decreto -Lei n.º 75/2010, de 23 de Junho, e regulamentada pelo Decreto Regulamentar n.º 2/2010, de 23 de Junho, procede à modificacao do regime da avaliacao do desempenho do pessoal docente entao em vigor. Diario da República, Lisboa, n. 63, 30 mar. 2011b . Serie 2. Disponivel em: . Acesso em: 8 set. 2011.

______. Ministerio das Financas. Ministerio da Administracao Pública. Portaria n.º 1.633/2007, de 31 de Dezembro de 2007. Aprova os modelos de fichas de auto-avaliacao e avaliacao do desempenho. Diario da República, Lisboa, n. 251, 31 dez. 2007c. Serie 1. Disponivel em: < http://dre.pt/pdfgratis/2007/12/25100.pdf>. Acesso em: 8 set. 2011.

SIMOES, G. A. A avaliacao dos professores como estrategia de desenvolvimento profissional e organizacional. Lisboa: Faculdade de Psicologia e Ciencias da Educacao, 1998.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2016 Revista Ensaio: Avaliação e Politicas Públicas em Educação

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.