Principais fatores de resistência dos professores às inovações

Nadezhda Nikolaevna Savina

Resumo


A modernização e a melhoria da qualidade do ensino secundário podem ser alcançadas, ao mesmo tempo que melhora a atividade inovadora dos professores. Portanto, é importante identificar e fundamentar os fatores e as razões da “passividade” inovadora dos professores do ensino médio, que é o objetivo deste trabalho. O estudo contribui para eliminar esses fatores durante o curso de formação de professores e preparar os alunos para obter um diploma em educação para atividades inovadoras e melhorar a eficácia dos professores praticantes. Uma característica distintiva do estudo é o fato de que ele aplica uma abordagem ampla que permite identificar fatores sociais, psicológicos e profissionais, incluindo grupos relevantes interrelacionados de razões, objetivas e subjetivas, que predeterminam a resistência dos professores às inovações. A pesquisa empírica revelou um declínio nos efeitos negativos dos fatores sociais e psicológicos nos últimos anos e uma substancial influência moderadora do fator profissional nas atividades inovadoras dos professores.


Palavras-chave


Atividade profissional; Passividade inovadora; Resistência a inovações; Atividade inovadora; Professores; Fatores; Causas; Ensino secundário



DOI: http://dx.doi.org/10.1590/s0104-40362019002701807

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2019 Revista Ensaio: Avaliação e Politicas Públicas em Educação

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.