Reflexões sobre o impacto da política pública do PNAIC na formação continuada das professoras alfabetizadoras de Lages-SC

Neusa Maria Arndt Weinrich Araújo Schneider, Maria Selma Grosch, Jaime Farias Dresch

Resumo


A formação continuada das professoras alfabetizadoras da rede municipal de educação de Lages-SC, através da política pública do Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa (PNAIC), é o objeto de análise neste artigo. O objetivo geral foi investigar o impacto do PNAIC na formação continuada das professoras alfabetizadoras da rede municipal de educação de Lages, buscando evidências da contribuição efetiva do PNAIC na sua formação. Os objetivos específicos foram: identificar qual a concepção de ensino-aprendizagem que as professoras alfabetizadoras construíram a partir da formação continuada do PNAIC; verificar se a concepção das professoras alfabetizadoras está voltada para a alfabetização na perspectiva do letramento; e analisar se o PNAIC contribuiu para a prática pedagógica. Participaram da pesquisa dez professoras alfabetizadoras. A pesquisa demonstrou que a formação continuada, apesar de proporcionar momentos de estudo teórico e prático, não chegou a provocar mudanças conceituais significativas.


Palavras-chave


Políticas de Formação Continuada de Professores; PNAIC; Alfabetização e letramento

Referências


ALFERES, M. A.; MAINARDES, J. O Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa em ação: revisão de literatura. Ensaio: Avaliação e Políticas Públicas em Educação, Rio de Janeiro, v. 27, n. 102, p. 47-68, jan./mar. 2019. https://doi.org/10.1590/s0104-40362018002601262

BARDIN, L. Análise de conteúdo. São Paulo: 70, 2016.

BRASIL. Ministério da Educação. Portaria Nº 826, de 7 de julho de 2017. Dispõe sobre o Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa – PNAIC, suas ações, diretrizes gerais e a ação de formação no âmbito do Programa Novo Mais Educação - PNME. Diário Oficial da União, 10 jul. 2017.

BRASIL. Ministério da Educação. Portaria Nº 867, de 4 de julho de 2012. Institui o Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa e as ações do Pacto e define suas diretrizes gerais. Diário Oficial da União, 5 jul. 2012a.

BRASIL.Ministério da Educação. Portaria Nº 1.458, de 14 de dezembro de 2012. Define categorias e parâmetros para a concessão de bolsas de estudo e pesquisa no âmbito do Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa, na forma do art. 2º, inciso I, da Portaria MEC nº 867, de 4 de julho de 2012. Diário Oficial da União, 18 dez. 2012b.

BRASIL.Secretaria de Educação Básica. Diretoria de Apoio à Gestão Educacional. Pacto nacional pela alfabetização na idade certa: formação de professores no pacto nacional pela alfabetização na idade certa. Brasília, DF: MEC, 2012c.

BRASIL. Secretaria de Educação Básica. Diretoria de Apoio à Gestão Educacional. Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa: apresentação. Brasília, DF: MEC, 2014.

FERREIRA, P. F.; FONSECA, M. S. A cultura da performatividade na organização do trabalho pedagógico: a formação matemática nos cadernos do Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa (Pnaic). Ensaio: Avaliação e Políticas Públicas em Educação, Rio de Janeiro, v. 25, n. 97, p. 809-30, out./dez. 2017. httpS://doi.org/10.1590/s0104-40362017002500901

GARCIA, R. L (Org.). A formação da professora alfabetizadora: reflexões sobre a prática. 6. ed. São Paulo: Cortez, 2015.

GROSCH, M. S. A formação continuada de professores na rede municipal de ensino de Blumenau: a Escola de Formação Permanente Paulo Freire (1997-2004). 2011. 250f. Tese (Doutorado em Educação) – Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, SC, 2011.

MAZZEU, F. J. C. Uma proposta metodológica para a formação continuada de professores na perspectiva histórico-social. Cadernos CEDES, Campinas, v. 19, n. 44, p. 59-72, abr. 1998. https://doi.org/10.1590/S0101-32621998000100006

MÉSZÁROS, I. A educação para além do capital. São Paulo: Boitempo, 2005.

REGO, T. C. Vygotsky: uma perspectiva histórico-cultural da educação. 25. ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2014.

ROSA, G. A.; GROSCH, M. S.; LORENZINI, V. P. Reflexões sobre educação na contemporaneidade: certezas,(in) certezas e desafios. Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação, v. 12, n. esp., p. 1037-55, 2017.

SILVEIRA, E.et al. (Org.). Alfabetização na perspectiva do letramento: letras e números nas práticas sociais. Florianópolis: UFSC/CED/NUP, 2016. Disponível em:

SOARES, M. Alfabetização: a questão dos métodos. São Paulo: Contexto, 2018.

SOARES, M. Letramento: um tema em três gêneros. 3. ed. Belo Horizonte: Autêntica, 2016.

SOARES, M. Letramento e alfabetização: as muitas facetas. Revista Brasileira de Educação, Rio de Janeiro, n. 25, p. 5-17, abr. 2004. https://doi.org/10.1590/S1413-24782004000100002

TRIVINÕS, A. N. S. Introdução à pesquisa em ciências sociais: a pesquisa qualitativa em educação. São Paulo: Atlas, 1987.




DOI: http://dx.doi.org/10.1590/s0104-40362019002701632

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2018 Revista Ensaio: Avaliação e Politicas Públicas em Educação

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.