O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e as competências para uma Educação Estatística Crítica

Justiani Hollas, Luci Teresinha Marchiori dos Santos Bernardi

Resumo


O artigo coloca em tela o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), importante exame de avaliação de larga escala no Brasil, e tem por objetivo discutir como as questões de estatística propostas nas provas do Enem podem contribuir para o desenvolvimento de uma Educação Estatística Crítica no ensino médio brasileiro. A pesquisa é de cunho teórico: bibliográfica e documental. Na primeira etapa, caracterizamos as competências de uma Educação Estatística Crítica: raciocínio estatístico, pensamento estatístico e literacia estatística. Na segunda, mapeamos as provas do período de 1998 até 2018, analisando todas as questões de estatística, da área de Matemática e suas Tecnologias. O estudo nos permite inferir que: i) é possível desenvolver uma Educação Estatística Crítica no ensino médio, e indicamos alguns elementos potencializadores para os processos educativos; ii) o Enem, nos parâmetros em que está organizado, não pode ser seu elemento mobilizador, pois carece de elementos críticos, reflexivos, problematizações e contextualizações, impulsionando uma formação acrítica.


Palavras-chave


Educação Estatística Crítica; Enem; Ensino Médio; Competências

Referências


ALRO, H.; SKOVSMOSE, O. Diálogo e aprendizagem em educação matemática. Belo Horizonte: Autêntica, 2010.

BARROS, A. S. X. Vestibular e Enem: um debate contemporâneo. Revista Ensaio: Avaliação e Políticas Públicas em Educação, Rio de Janeiro, v. 22, n. 85, p. 1057-90, out./dez. 2014. https:// doi.org/10.1590/S0104-40362014000400009

BRASIL. Ministério da Educação. Exame nacional do ensino médio: documento básico. Brasília: INEP, 2001. Disponível em: . Acesso em: 10 fev. 2017.

CAMPOS, C. A educação estatística: uma investigação acerca dos aspectos relevantes à didática da estatística em cursos de graduação. 2007. 242 f. Tese (Doutorado em Educação Matemática) – Universidade Estadual Paulista, Rio Claro, 2007.

CAMPOS, C.; WODEWODZKI, M. L.; JACOBINI, O. Educação estatística: teoria e prática em ambientes de modelagem matemática. Belo Horizonte: Autêntica, 2011.

DEPRESBITERIS, L. Avaliação da aprendizagem: uma nova prática implica uma nova visão do ensino. In: RAPHAEL, H. S.; CARRARA, K. (Orgs.). Avaliação sob exame. Campinas: Autores Associados, 2002.

HOLLAS, J. Educação estatística crítica: uma investigação acerca do exame nacional do ensino médio. 2017. 117 fls. Dissertação (Mestrado em Educação). Unochapecó, Chapecó, SC, 2017.

HULSIZER, M.; WOOLF, L. A guide to teaching statics: inovations and best practises. Singapore: Utopia, 2009.

MACHADO, N. J. Educação por competências. Produção: Edições SM Brasil, 2012. (20min42s). Disponível em: . Acesso em: 6 jun. 2016.

MALUSÁ, S; ORDONES, L. L.; RIBEIRO, E. ENEM: pontos positivos para a educação brasileira. Revista Educação e Políticas em Debate, Uberlândia, v. 3, n. 2, p. 358-82, ago./dez. 2014.

PEREIRA, F. A.; SOUZA, F. S. O Exame Nacional do Ensino Médio e a construção do letramento e pensamento estatístico. Educação Matemática Pesquisa, São Paulo, v. 18, n. 3, p. 1319-43, 2016.

SAMPAIO, L. O. Educação estatística crítica: uma possibilidade? 2010. 309 f. Tese (Doutorado em Educação Matemática) – Universidade Estadual Paulista, Rio Claro, 2010.

SEIFE, C. Os números (não) mentem: como a matemática pode ser usada para enganar você. Rio de Janeiro: Zahar, 2015.

SIMÕES, J. J. (Org.). Educação crítica e seu método. São Paulo: Loyola, 1981. (Coleção Paulo Freire).

SKOVSMOSE, O. Educação crítica: incerteza, matemática, responsabilidade. São Paulo: Cortez, 2007.

SKOVSMOSE, O. Convite para educação matemática crítica: educação matemática, cultura e diversidade. In: ENCONTRO NACIONAL DE EDUCAÇÃO MATEMÁTICA, 10., 2010, Salvador. Anais... Salvador: Sociedade Brasileira de Educação Matemática, 2010. p. 1-16.

SKOVSMOSE, O. Desafios da reflexão em educação matemática crítica. Campinas, SP: Papirus, 2008.

SKOVSMOSE, O. Um convite à educação matemática crítica. Campinas: Papirus, 2015.




DOI: http://dx.doi.org/10.1590/s0104-40362019002701489

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2020 Revista Ensaio: Avaliação e Politicas Públicas em Educação

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.