Ações de formação docente institucionais: quais as contribuições para a constituição do docente-bacharel?

Conceição de Maria Pinheiro Barros, Ana Maria Iorio Dias, Augusto Cezar de Aquino Cabral

Resumo


Este estudo tem por objetivo avaliar as contribuições de ações de formação docente institucionais para a constituição do docente-bacharel. Desenvolveu-se uma investigação qualitativa e descritiva e estudo de casos múltiplos. Utilizaram-se as técnicas análise documental, observação participante e questionário. Participaram da pesquisa 37 docentes-bacharéis que atuam na Universidade Federal do Ceará (Brasil). No processo de interpretação dos resultados recorreu-se à Análise Hermenêutica do Conteúdo. Como principais resultados, tem-se: as ações de formação docente institucionais colaboram para a constituição do docente-bacharel por oferecer subsídios para a produção de conhecimentos pedagógicos e propiciam mudanças de paradigmas para a atuação do bacharel como docente no que se refere aos processos de ensino e aprendizagem. Porém, existem lacunas relacionadas às necessidades específicas do bacharel para que desenvolva saberes da docência.


Palavras-chave


Formação docente; Ações de formação docente institucionais; Docente-bacharels0104-40362019002701476

Referências


ALMEIDA, M. I. Formao do professor do Ensino Superior: desafios e polticas institucionais. So Paulo: Cortez, 2012.

ALMEIDA, M.; PIMENTA, S. G. A construo da pedagogia universitria no mbito da Universidade de So Paulo. In: PIMENTA, S. G.; ALMEIDA, M. I. Pedagogia universitria: caminhos para a formao de professores (Orgs). So Paulo: Cortez, 2011. p. 19-43.

ANASTASIOU, L. G. C. Processos formativos de docentes universitrios: aspectos tericos e prticos. In: PIMENTA, S. G.; ALMEIDA, M. I. Pedagogia universitria: caminhos para a formao de professores (Orgs). So Paulo: Cortez, 2011. p. 44-74.

BARDIN, L. Anlise de Contedo. Lisboa, Portugal: Ed. 70, 2009.

BRASIL. Resoluo CNE/CES N 1, de 3 de abril de 2001. Dispe sobre os cursos de ps-graduao stricto sensu oferecidos no Brasil por instituies estrangeiras, diretamente ou mediante convnio com instituies nacionais, Braslia, 2001. Disponvel em: . Acesso em: 20 jan. 2017.

_________. Resoluo CNE/CES No. 3, de 5 de outubro de 1999. Fixa condies de validade dos certificados de cursos presenciais de especializao. Braslia, 1999. Disponvel em: . Acesso em: 20 jan. 2017.

_________. Lei de Diretrizes e Bases da Educao Nacional, Lei n 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educao nacional. Braslia, 1996. Disponvel em: . Acesso em: 6 abr. 2016.

_________. Resoluo No. 12/1983, de 6 de outubro de 1983. Fixa condies de validade dos certificados de cursos de aperfeioamento e especializao para o Magistrio Superior, no sistema federal. Braslia, 1983. Disponvel em: . Acesso em: 25 jan. 2016.

FREIRE, P. Pedagogia da autonomia: saberes necessrios prtica educativa. 10. ed, Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1996.

_______. Pedagogia do oprimido. 17. ed. Rio de Janeiro: Paz e terra, 1987.

GASKELL, G. Entrevistas individuais e grupais. In: BAUER, M. W.; GASKELL, G. Pesquisa qualitativa com texto, imagem e som: um manual prtico. 4. ed. Petrpolis, RJ: Vozes, 2005. p. 64-89.

LIBNEO, J. C. Didtica. 2. ed. So Paulo: Cortez, 2013.

OLIVEIRA, M. M. Como fazer pesquisa qualitativa. 3. ed. Petrpolis, RJ: Vozes, 2010.

PALMER, R. Hermenutica. Lisboa: Ed. 70, 2006. 288p.

PIMENTA, S. G.; ANASTASIOU, L. G. C. Docncia no ensino superior. 5. ed. So Paulo: Cortez, 2014.

TARDIF, M. Saberes docentes e formao profissional. 15. ed., Petrpolis, RJ: Vozes, 2013.

UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEAR. Carta de apresentao - CASa. Fortaleza, 2013.

___________. Plano de Desenvolvimento Institucional. Fortaleza, 2012. Disponvel em: . Acesso em: 2 ago. 2016.

___________. Relatrio de Autoavaliao Institucional da Universidade Federal do Cear (UFC) ano base 2009. Fortaleza, 2010. Disponvel em: . Acesso em: 2 ago. 2016.

VASCONCELOS, Maria Lcia. A Formao do Professor do Ensino Superior. 2. ed. So Paulo: Pioneira, 2000.

VIANNA, H. M. Pesquisa em educao: a observao. Braslia: Liber Livro, 2007.

SCHWANDT, T. A. Trs posturas epistemolgicas para investigao qualitativa: interpretativismo, hermenutica e construtivismo social. In: DENZIN, N. K.;




DOI: http://dx.doi.org/10.1590/s0104-40362019002701476

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2019 Revista Ensaio: Avaliação e Politicas Públicas em Educação

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.