Taxas longitudinais de retenção e evasão: uma metodologia para estudo da trajetória dos estudantes na educação superior

Paulo Lima Junior, Cynthia Bisinoto, Nilce Santos de Melo, Mauro Rabelo

Resumo


Com a expansão do sistema federal de educação superior, a evasão e a retenção têm sido redescobertas pela pesquisa educacional. Neste artigo, avaliam-se criticamente as taxas empregadas pelo Ministério da Educação (MEC) e Tribunal de Contas da União (TCU) para controle e acompanhamento da trajetória dos alunos nas universidades brasileiras. Partindo dessa crítica, são propostos indicadores alternativos para quantificar a evasão e a retenção: a taxa longitudinal de evasão (TLE) e a taxa longitudinal de retenção (TLR). Esses indicadores foram testados com dados extraídos do registro acadêmico da Universidade de Brasília (UnB). Os resultados dessa instituição indicam, progressivamente, aumento da evasão e redução da retenção. Essas transformações podem estar relacionadas ao próprio processo de expansão do sistema educacional.


Palavras-chave


Evasao, Retencao, Educação Superior.

Referências


ALFA-GUIA, P. Hacia la construccin colectiva de un marco conceptual para analizar, predecir, evaluar y atender el abandono estudiantil en la educacin superior. [s.l: s.n.]. Disponvel em: .

ANDIFES. Diplomao, reteno e evaso nos cursos de graduao em instituies de ensino superior pblicas. Braslia: ANDIFES/ABRUEM/SESu/MEC, 1996.

APPIO, J. et al. Atributos de permanncia de alunos em instituio pblica de ensino superior. Revista GUAL, v. 9, n. 2, p. 216237, 2016.

APPLE, M. W. Reestruturao Educativa e Curricular e as Agendas Neoliberal e Neoconservadora: Currculo sem Fronteiras, v. 1, p. 533, 2001.

AUTORES, 2016 (informao no apresentada para preservar avaliao s cegas)

BAGGI, C. A. S.; LOPES, D. A. Evaso e avaliao institucional no ensino superior: uma discusso bibliogrfica. Avaliao: Revista da Avaliao da Educao Superior (Campinas), v. 16, n. 2, p. 355374, 2011.

BALL, S. J. Education policy and social class. New York: Routledge, 2006.

BIGGERI, L.; BINI, M. Evaluation at university and state level in Italy: need for a system of evaluation and indicators. Tertiary Education and Management, v. 7, n. 2, p. 149162, 2001.

BRASIL. Decreto 6.096 de 24 de abril de 1997. Dirio Oficial da Unio - seo 1, v. 79, p. 7, 2007.

BRASIL. Lei 13.005 de 25 de junho de 2014: aprova o Plano Nacional de Educao e d outras providncias. 2014.

COLOSIMO, E. A.; GIOLO, S. R. Anlise de sobrevivncia aplicada. So Paulo: Edgard Blucher, 2006.

DUNDAR, H.; LEWIS, D. R. Equity, quality and efficiency effects of reform in Turkish higher education. Higher Education Policy, v. 12, n. 4, p. 343366, 1999.

FREIRE, F. DE S.; CRISSTOMO, V. L.; CASTRO, J. E. G. DE. Anlise do desempenho acadmico e indicadores de gesto das IFES. Produo, v. 226, p. 25, 2007.

GILIOLI, R. DE S. P. Evaso em instituies federais de ensino superior no Brasil: expanso da rede, SiSU e desafios. p. 55, 2016.

LIMA, P. G. Polticas de educao superior no Brasil na primeira dcada do sculo XXI: alguns cenrios e leituras. Avaliao (Campinas), v. 18, n. 1, p. 85105, 2013.

LIMA JUNIOR, P.; OSTERMANN, F.; REZENDE, F. Anlise dos condicionantes sociais da evaso e reteno em cursos de graduao em fsica luz da sociologia de Bourdieu. Revista Brasileira de Pesquisa em Educao em Cincias, v. 12, n. 1, p. 3760, 2012.

LIMA JUNIOR, P.; SILVEIRA, F. L. DA; OSTERMANN, F. Anlise de sobrevivncia aplicada ao estudo do fluxo escolar nos cursos de graduao em Fsica: um exemplo de uma universidade brasileira. Revista Brasileira de Ensino de Fsica, v. 34, n. 1, p. 1403, 2011.

LPEZ SEGRERA, F. Educacin Superior Comparada: Tendencias Mundiales y de Amrica Latina y Caribe. Avaliao: Revista da Avaliao da Educao Superior, v. 21, n. 1, p. 1332, 2016.

MEC. Reuni: reestruturao e expanso das universidades federais. Braslia: SESu, 2007.

MEC/INEP. Censo da educao superior 2013: resumo tcnico. Braslia: INEP, 2015.

OCDE. Education at a glance 2014: highlights. Paris: OECD Publishing, 2014.

OCDE. Education at a glance 2016: OECD indicators. Paris: OECD Publishing, 2016.

PEREIRA, A. S. et al. Fatores relevantes no processo de permanncia prolongada de discentes nos cursos de graduao presencial: um estudo na Universidade Federal do Esprito Santo. Ensaio: Avaliao e Polticas Pblicas em Educao, v. 23, n. 89, p. 10151039, 2015.

RISTOFF, D. Evaso: excluso ou mobilidade. Florianpolis: UFSC, 1995.

SEGENREICH, S. C. D.; CASTANHEIRA, A. M. Expanso, privatizao e diferenciao da educao superior no Brasil ps - LDBEN/96: evidncias e tendncias. Ensaio: Avaliao e Polticas Pblicas em Educao, v. 17, n. 62, p. 5586, 2009.

SILVA, C. A. T.; MORGAN, B. F.; COSTA, P. DE S. Desenvolvimento e aplicao de uma metodologia para clculo do custo-aluno de instituies pblicas de ensino superior: um estudo de caso. Revista de Administrao Pblica, v. 38, n. 2, p. 243259, 2004.

SILVA, F. I. C. DA; RODRIGUES, J. D. P.; BRITO, A. K. A. Reteno escolar no curso de Educao Fsica da Universidade Federal do Piau. Educao em Perspectiva, v. 5, n. 2, p. 7596, 2014.

TCU. Orientaes para o clculo dos indicadores de gesto - Deciso TCU n 408/2002-plenrio. [s.l: s.n.]. Verso Revisada em maro/2004.

UNB. Pesquisa de Egressos UnB/RAIS-2013. Braslia: Decanato de Planejamento e Oramento, 2015.

UNESCO. Declarao da conferncia mundial sobre a educao superior no sculo XXI: viso e ao. Paris: UNESCO, 1998.

UNESCO. Conferncia Mundial sobre Ensino Superior 2009 As Novas Dinmicas do Ensino Superior e Pesquisas para a Mudana e o Desenvolvimento Social. Pairs: UNESCO, 2009a.

UNESCO. Global education digest 2009: comparing education statistics across the world. Montreal: UNESCO Institute for Statistics, 2009b.

YONEZAWA, A. Quality assessment and assurance in japanese universities: the plight of the social sciences. Social Science Japan Journal, v. 11, n. 1, p. 6982, 2008.




DOI: http://dx.doi.org/10.1590/s0104-40362018002701431

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2019 Revista Ensaio: Avaliação e Politicas Públicas em Educação

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.